Relógios para pagamento de passagens de ônibus testados em Ribeirão Preto e Recife

ônibus

Relógios podem ser usados para pagamento de passagens de ônibus. Os primeiros testes serão em Ribeirão Preto e Recife. Foto: Divulgação.

Relógio de pulso para pagamento de passagens
Equipamento tem um chip igual ao usado nos cartões e bilhetes de transporte coletivo. Recife e Ribeirão Preto testam o relógio
ADAMO BAZANI – CBN
Pagar a tarifa de ônibus sem o uso de cartões, bilhetes ou mesmo dinheiro.
A tecnologia caminha para que esse fato seja uma realidade em pouco tempo.
Em Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo, e em Recife, Pernambuco, serão realizados os primeiros testes para o pagamento de passagens de ônibus com o uso de um relógio.
O relógio Watch2pay possui dentro um chip que armazena os créditos das viagens, sendo lido pelos validadores das catracas.
Basta o passageiro aproximar o pulso do validador. Não precisa mexer em carteira ou ficar procurando bilhetes.
O relógio é distribuído na América Latina pela empresa de tecnologia Yellowgreen e a primeira parceria é com a Rede Ponto Certo, uma das companhias que realiza as recargas do Bilhete Único de São Paulo.
O equipamento foi desenvolvido pela empresa austríaca Laks, especializada em fabricar relógios inteligentes.
De acordo com a Rede Ponto Certo, “países, como Turquia, Inglaterra, Rússia e Polônia já adotaram o watch2pay como meio de pagamento. Nestes países, o relógio utiliza chips Mastercard PayPass, integrado com a função transporte”.
A Rede Ponto Certo pretende realizar testes em outras cidades. São Paulo está incluída nos planos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Relógios para pagamento de passagens de ônibus testados em Ribeirão Preto e Recife

  1. tenho um relogio deste tipo.me foi dado pela fetransport.ate funciona,mas na hora de fazer recargas…e outra historia.a maioria das maquinas de recargas nao conseguem fazer a leitura do chip.e nem adianta reclamar,a riocard sempre da uma desculpa e nunca resolve. aqui no rio de janeiro,poderia ser melhor…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: