Terminais de ônibus voltam aos poucos à operação

ônibus

Ônibus parados no Terminal Varginha. Disputa sindical prejudicou mais de 750 mil passageiros. Foto – G 1

Terminais de ônibus em São Paulo reabrindo aos poucos
Normalização se dá aos poucos e os passageiros ainda enfrentam transtornos
ADAMO BAZANI – CBN
Os terminais de ônibus em São Paulo, que foram fechados pela ala de oposição a atual diretoria do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus, começam a ser liberados aos poucos pelos sindicalistas.
Dezesseis terminais foram fechados, o que atingiu ao menos 500 das 1300 linhas de ônibus que servem a cidade de São Paulo.
A ala de oposição protesta contra o risco de mudança da lei que obriga a presença dos cobradores nos veículos e pede mais transparência no processo de eleição para nova diretoria do sindicato.
De acordo com a SPTrans, mais de 750 mil pessoas foram afetadas. Pelo menos dezesseis terminais foram bloqueados.
Os ônibus não podiam nem entrar ou sair. Alguns embarques e desembarques eram feitos do lado de fora dos terminais.
Pela manhã, à nossa reportagem, pela Rádio CBN, o secretário de transportes Jilmar Tatto, classificou como absurdas as paralisações.
“Questões de briga sindical não podem interferir no direito de ir e vir da população”.
Em nota, o Sindmotoristas classifica os atos como “terrorismo sindical”

“O presidente do Sindicato dos Motoristas – SP, Isao Hosogi (Jorginho), lamenta e condena com veemência a atitude desesperada da minoria dissidente da diretoria da entidade, que desde a semana passada passaram a praticar “Terror Eleitoral”, inclusive com manifestações de rua, com objetivos de ganhar espaço na mídia.

Com a falsa alegação de querem transparência na eleição do sindicato que acontecerá nos dia 11 e 12/07, nas 32 garagens de ônibus urbano da capital e na sua sede central, é mais uma ação que configura total desrespeito aos trabalhadores (as) e os usuários como a população em geral.

Segundo o presidente Jorginho, seus adversários, tentaram em vão conseguir na Justiça do Trabalho liminar para cancelar o pleito e, em total desespero tentam constranger e induzir a Justiça ao erro. Disse que por várias vezes apelou para que abandonassem esta estratégia e viessem disputar de forma democrática e transparente a preferência e o voto da categoria.”

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Terminais de ônibus voltam aos poucos à operação

  1. Adamo, eu acho que esse terminal da foto é o Pq Dom Pedro II.
    e é no mínimo suspeita essa greve, no momento em que querem investigar empresas de ônibus…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: