Greve de ônibus em Recife, Manaus e protesto de caminhoneiros. Mas não há greve geral

ônibus

Ônibus em Recife. Greve prejudica 1,6 milhão de pessoas. Em São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais, caminhoneiros fecham importantes rodovias. Mas movimentos não têm relação com Greve Geral marcada para hoje e que não ocorreu.

Greve de ônibus em Recife e Região Metropolitana
Greve de caminhoneiros bloqueia estadas em São Paulo e Minas Gerais. Manifestações não possuem relação com greve geral marcada para hoje
ADAMO BAZANI – CBN
Passageiros de ônibus em Recife e região metropolitana foram surpreendidos na manhã desta segunda-feira, dia 1º de julho, com a greve dos motoristas e cobradores de ônibus.
O Sindicato que representa os motoristas e cobradores de ônibus recebeu determinação do MPT – Ministério Público do Trabalho de que pelo menos 80% da frota estejam em operação das 05h00 às 07h30 e das 17h00 às 19h30, estando sujeito a multa de R$ 100 mil por dia.
Mas a situação está bem complicada, com poucos ônibus nas ruas. O Terminal Integrado de Joana Bezerra apresenta lotação e grandes filas.
Na rodovia PE-60, no Cabo de Santo Agostinho, os motoristas atravessaram um ônibus na pista e o bloqueio foi nos dois sentidos.
Os trabalhadores pedem 33% de aumento salarial e as empresas oferecem 3%
São cerca de 1,6 milhão de pessoas prejudicadas.
O sistema ferroviário reforçou o número de viagens para compensar parte da ausência dos ônibus. Mas os trens não dão conta de toda a demanda e alternativa não serve para as áreas atendidas apenas pelos ônibus.

EMPRESA DE ÔNIBUS PARA EM MANAUS:

Em Manaus, a paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus da Global Transportes prejudicou cerca de 300 mil pessoas.
Os 300 ônibus da empresa não foram retirados das garagens para os serviços.
A Global Transportes afirma que enfrenta dificuldades oriundas da antiga operadora das linhas Empresa Vitória Regiam que teria deixado R$ 8 milhões em dívidas.
Os motoristas e cobradores reivindicam pagamento do INSS e FGTS atrasados e os motoristas de ônibus articulados uma gratificação de R$ 90 por dirigirem veículos de maior porte,
A empresa diz que a redução de tarifas de BR$ 2,90 para R$ 2,75 dificultou o cronograma dos pagamentos de atrasados.
Um ônibus chegou a ser incendiado pelos próprios motoristas e cobradores, de acordo com a Polícia Militar.

CAMINHONEIROS:
Já em São Paulo e Minas Gerais, as dificuldades se dão nas estradas por causa das manifestações de caminhoneiros.
Há bloqueios nas rodovias Fernão Dias, em Igarapé, BR 381, BR 262 (Espírito Santo), Castelo Branco (Itapevi – SP) e Anchieta (São Bernardo do Campo – SP), o que causa grandes trechos de lentidão.
Os profissionais pedem desoneração do óleo diesel dos caminhões, isenção dos pedágios e a criação de uma secretaria nacional de transportes de cargas.

GREVE GERAL:

Os movimentos tanto dos motoristas e cobradores de Recife e dos caminhoneiros não possuem relação com a Greve Geral que foi anunciada para esta segunda-feira nas redes sociais.
As principais centrais sindicais negaram a greve geral e o funcionamento de serviços de saúde, educação e transportes são normais na maior parte do País.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Greve de ônibus em Recife, Manaus e protesto de caminhoneiros. Mas não há greve geral

  1. Adamo, boa tarde, há notícias relevantes sobre o transporte público na região de São Bernardo do Campo? Paralisação, redução na circulação ou algo do tipo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: