Confira onde vai haver mais reduções de passagens de ônibus

ônibus

Ônibus de Guarulhos. Assim como no ABC Paulista, haverá redução nas tarifas da cidade, em São José dos Campos e em Vitória.

Passagens de ônibus serão reduzidas em Guarulhos, São José dos Campos e em Vitória
Redução foi anunciada também em cinco cidades do ABC Paulista
ADAMO BAZANI – CBN
Depois de as cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Mauá e Ribeirão Pires, no ABC Paulista, anunciarem redução nas passagens de ônibus de R$ 3,30 para R$ 3,20, vigorando a partir do dia 15 de junho, outros municípios também determinaram redução nas tarifas.
As ações têm sido possíveis depois de o Governo Federal, com medo de perder ainda mais o controle da inflação, ter determinado pela medida provisória 637/2013, a isenção do PIS/Cofins sobre as receitas das empresas de transportes. A desoneração visou diminuir o impacto nos índices inflacionários dos aumentos nas tarifas metropolitanas de São Paulo e municipais de São Paulo e Rio de Janeiro, mas se estendeu para todos os municípios brasileiros.
Em Guarulhos, na região Metropolitana de São Paulo, a partir de 17 de junho, a passagem de ônibus cai de R$ 3,30 para R$ 3,20.
O objetivo é igualar os valores aos praticados pelos ônibus municipais de São Paulo, metrô de São Paulo e trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. No entanto, tanto nas cinco cidades do ABC contempladas pela redução como em Guarulhos, as linhas são bem menores que na Capital e as integrações são bem mais restritas. Em São Paulo, pelo Bilhete Único, é possível usar quatro ônibus em três horas pagando uma tarifa e ter desconto na integração com trens da CPTM e do Metrô.
Os subsídios em São Paulo, porém, em 2013, vão chegar a R$ 1,25 bilhão.
Em Guarulhos, o poder público prometeu impedir a volta da dupla função, pela qual o motorista de ônibus dirige e cobra ao mesmo tempo. O risco de acidentes é grande, já que ele precisa dividir a atenção entre manipular dinheiro e resolver problemas constantes na catraca eletrônica e cuidar do trânsito. Além disso, ele assume dois empregos, recebendo apenas um salário ou no máximo, uma pequena gratificação.
A partir do dia 15 de junho, também por causa da redução do PIS/Cofins, os passageiros de ônibus que pagam hoje R$ 3,30 vão desembolsar R$ 3,20 para usarem os transportes municipais em São José dos Campos, no Interior de São Paulo.
São José dos Campos deve antecipar a integração total do transporte público. Por mês, são transportados 6,4 milhões de passageiros em 385 ônibus que prestam serviços em 102 linhas operadas pelas empresas Saeñs Peña, Expresso Maringá e Júlio Simões.
Também por causa da desoneração do PIS/Cofins, as passagens de ônibus em Vitória, no Espírito Santo, vão ser reduzidas em R$ 0,05 a partir deste domingo, dia 09 de junho. Assim, as tarifas municipais comuns passam de R$ 2,45 para R$ 2,40. Os ônibus seletivos passam a ter tarifas de R$ 2,55.
O sistema Trancol, que atende a Grande Vitória, vai passar de R$ 2,55 para R$ 2,50, de segunda a sábado, e a tarifa especial de domingo passa de R$ 2,25 para R$ 2,20.
Em Jundiaí, no Interior de São Paulo, a passagem que é de R$ 3,00 não deve ser reajustada.
A proposta inicial era ter uma tarifa técnica de R$ 3,32, incluindo a defasagem de R$ 0,16 pelo congelamento das passagens. Com a desoneração, as tarifas iriam para R$ 3,20. Mas a prefeitura decidiu bancar com subsídios a diferença de R$ 0,20, o que custará R$ 600 mil por mês. A matéria ainda precisa passar pela Câmara Municipal, mas a prefeitura diz que o dinheiro não sairia de investimentos e sim de abatimentos das dívidas das empresas de ônibus.
MANIFESTAÇÃO EM SÃO PAULO:
Mesmo com aumento menor que os índices inflacionários e já levando em consideração a desoneração do PIS/Cofins, as tarifas de ônibus, trens e metrô de São Paulo, que desde domingo foram de R$ 3,00 para R$ 3,20, não agradaram parte dos passageiros.
Motivados por movimentos estudantis e partidos políticos de oposição, manifestantes fecharam ruas da Capital Paulista agora há pouco, inclusive a Avenida Nove de Julho e parte da Avenida Paulista contra os reajustes.
Os manifestantes, cerca de 500 de acordo com a PM, incendiaram móveis e pneus e quebraram fachadas de lojas, orelhões e lixeiras.
A Praça Ramos de Azevedo e a Avenida 23 de maio também foram atingidas pelos manifestantes.
Houve confronto e a Tropa de Choque usou bombas de efeito moral.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Confira onde vai haver mais reduções de passagens de ônibus

  1. Em Guarulhos, já nao existe a dupla função no sistema municipal desde a implantação da integração pelo bilhete único em janeiro de 2011. Os ônibus que operam na cidade com dupla função sao metropolitanos e, portanto, de responsabilidade do governo estadual e nao estão no escopo da redução tarifaria proposta. Em Guarulhos o bilhete único permite a integração tarifaria em até quatro ônibus num período de duas horas.

    • Ewerton Santos Lourenço (Guarulhos) // 7 de junho de 2013 às 19:39 // Responder

      Rodnei, isso que você falou é Verdade em Partes; Porquê a E.O. Vila Galvão (Grupo NIFF) e a Viação VIPOL Transportes Rodoviários (Grupo Ruas) que atendem as Linhas Intermunicipaís da EMTU; para São Paulo a Guarulhos. Eles negligenciaram isso, ambos tem nas Garagens instaladas na Rodovia Presidente Dutra e na Cidade Itaquaquecetuba (Engenheiro Manoel Feio) tem vários modelos MIDI (Micrão) do Svelto e do Apache S21. O que ocorre é, lá ainda tem motoristas das que trabalham assim. Moro nos Pimentas lá vejo isso bem de pertinho, o que esses fominhas desses Empresários Donos de Ônibus fazem com os motoristas. Segue as Linhas onde os micros operam. Na VIPOL são as linhas 319, 499; 077;139; 596; 597; 073; 574 e a 252. Na Vila Galvão as linhas que vem do Metrô Tucuruvi; Parada Inglesa; Penha e Itaim Paulista (Estação CPTM Linha 12) 163, 104; 003; 337; 110; 111; 144; 349; e a 500. Nas Linhas que saem do Metrô Armênia para os Bairros da Região do Bairro dos Pimentas, raríssimas vezes eles colocam esse tipo de veículo pra rodar, devido a Alta Demanda de Passageíros; Controle de Trafego Operacional (Veiculos de Escala de Linha). Para maiores informações entra no Site da EMTU. Adamo, obrigado pelo Poost!

      • Rodnei Minelli // 11 de junho de 2013 às 11:49 //

        Caro Ewerton, concordo plenamente com você meu caro. No entanto, creio que você não se atentou ao fato de que destaquei que as linhas municipais de Guarulhos, sob gestão da Prefeitura, não operam mais com “micrão” ou dupla função desde Janeiro de 2011, o que não acontece com as metropolitanas. Essas, sob gestão do Governo Estadual, continuam operando de forma inadequada com tecnologia veicular incompatível com a demanda existente e ainda com a dupla função ativa, o que foi por anos um grande transtorno para o sistema municipal da cidade e que não traz nenhum benefício ao usuário, ao contrário, somente coloca em risco a segurança deste, além de resultar num retardo na operação das linhas, devido à demora nas paradas decorrente do tempo gasto entre cobrar a tarifa e continuar a viagem. E além das concessionárias que você citou também opera a Guarulhos Transportes da mesma forma, porém em outra região da cidade. No meu entendimento já passou da hora do Governo Estadual tomar alguma providência. Não sei se no escopo da licitação que os consórcios INTERNORTE e UNILESTE ganharam há anos havia a brecha para essa prática, mas o que sei é que com o passar do tempo algumas maneiras de operação deixaram de ser rentáveis ou viáveis, pois o usuário está cada dia mais ciente dos seus direitos e vejo que mais cedo ou mais tarde alguma ação mais efetiva será tomada para acabar de vez com esse jeito unilateral de se operar o transporte coletivo. Agradeço ao Adamo Bazzani pela atenção com que trata o transporte coletivo. Precisamos de mais “Adamo’s”! Forte abraço a todos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: