Seminário sobre Trólebus aponta possibilidades de São Paulo ampliar frota

ônibus

Jilmar Tatto anuncia o início das operações de mais 50 trólebus na cidade de São Paulo ainda neste ano. Especialistas no entanto defenderam a inclusão de mais trólebus, inclusive nos novos corredores anunciados pela Prefeitura de São Paulo

Tatto anuncia novos trólebus mas não fala em expansão da Rede
Encontro sobre Trólebus discutiu a eficiência do sistema de ônibus elétricos com a modernização de sistemas e veículos
ADAMO BAZANI – CBN
O secretário municipal dos transportes, Jilmar Tatto, reafirmou os investimentos da empresa Ambiental Transportes, em parceria com a Prefeitura, para o início das operações ainda neste ano de mais 50 trólebus novos.
No entanto, a rede da cidade não vai ser ampliada. Os veículos vão substituir os trólebus já em operação.
Hoje a rede de trólebus em São Paulo possui 192 unidades que atendem a 11 linhas, transportando 2,2 milhões de passageiros por mês.
Entre o ano passado e este ano, a substituição da frota vai atingir a 110 veículos, dos quais, trólebus com 15 metros de comprimento, que podem transportar 101 pessoas.
O anúncio do secretário foi feito nesta terça-feira, dia 14 de maio, no 2º Seminário de Trólebus, realizado no Instituto de Engenharia de São Paulo.
O evento teve a presença de especialistas dos setores de transportes e tecnologia e de representantes do poder público.
De acordo com Tatto, além dos veículos elétricos, dos 15 mil ônibus na cidade de São Paulo, 1.747 usam formas de energia limpa, como biodiesel, etanol e diesel de cana de açúcar.
Desse total, 1200 usam a mistura B 20 (20% de Biodiesel ao diesel comum), 60 são movidos a álcool, 295 usam mistura de 10% de diesel de cana de açúcar ao diesel comum e os demais ônibus da frota funcionam com a mistura B 5 (5% de Biodiesel ao diesel comum).
A cidade de São Paulo já chegou a ter mais de 500 trólebus, mas a rede foi reduzida no início dos anos 2000.
O fato foi criticado pelos especialistas que dizem que São Paulo seguiu na contramão do setor de mobilidade limpa ao reduzir a rede de trólebus.
Eles defenderam que hoje os trólebus estão cada vez mais modernos, com equipamentos que permitem tráfego independente da rede aérea por alguns quilômetros e reduzem os riscos de queda das alavancas que ligam os veículos aos fios.
Os especialistas ainda defenderam que os trólebus sejam inseridos no plano de novos corredores em São Paulo, já que em vias com melhor pavimento, como ocorre, nos espaços exclusivos, a eficiência dos trólebus chega a ser maior.
Até o final de sua gestão, o prefeito Fernando Haddad promete inaugurar 147 quilômetros de corredores exclusivos.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

5 comentários em Seminário sobre Trólebus aponta possibilidades de São Paulo ampliar frota

  1. Veja bem, O Jilmar Tatto era secretário dos transportes na gestão Marta Suplicy; A Marta era contra os trolebus; Acabou com a linha da Casa Verde, tirou a rede da Rua Augusta, não esquecendo Tucuruvi, etc, etc. A Marta achava aqueles veículos “HORROROSOS”, em suma Jilmar Tatto era então o secretário de transportes. Cara, é muito bla, bla, bla. Tudo bem, serão comprados novos trolebus, beleza. Agora, Eu me pergunto, qual o destino daqueles trolebus, Marfesa, Neobus, Marcopollo, etc!? Resposta: Abandonados e Enferrujados, ou seja, dinheiro público jogado no “LIXO”. Eu, pessoalmente, vi esse veículos estragando. E o que vai acontecer com os atuais trolebus Volvo? O que aconteceu com os trolebus reencarroçados Scania? Não seria justo que esse ônibus fossem vendidos para reciclagem? Tem coisas que me dão muito NOJO, pois eles falam em compra de veículos novos como se fossem deles o dinheiro. O dinheiro é dos impostos que pagamos, portanto nosso dinheiro. Eles tem é mais que a obrigação de comprar veículos novos, e Eu me refiro tanto ao Governo do Estado, quanto a Prefeitura. Dá vontade de jogar o título de eleitor no LIXO. Esse Haddad e esse Alckcmin, só LAMENTO.

  2. Novidade nenhuma, pois, as negociações para a renovação da frota aconteram na administração passada e, quanto ao posicionamento do Sr. Jilmar, só confirma o que já sabiamos da sua ultima passagem pelo cargo.
    Esperamos que as associações pro-trolebus se manifestem de maneira firme e coesa para mostrar
    nosso descontentamento e fazer com que o Prefeito fale a respeito, esse sim não sabemos sua verdadeira opinião.
    Podem contar comigo
    abraços

  3. EU ESTOU DE ACORDO COM VC POIS COM TODO DINHEIRO QUE ELES RECEBEM DE IMPOSTOS ELES PODIA MUITO BEM EXPANDIR A REDE DE TRÓLEBUS.
    TANTO QUE HOJE TEMOS A EMPRESA VIA AÉREA QUE ESTA CUIDANDO MUITO BEM E MODERNIZANDO TODA A REDE SE EU CONSEGUISSE TER CONTATO COM HADDAD E GILMAR EU IRIA MOSTRAR MUITAS COISAS QUE IRIA ATÉ CONVENCE-LOS A FAZER ISTO E TEMOS MILHOES DE PESSOAS QUE DEFENDEM OS TRÓLEBUS OU SEJA NÓS PODERIAMOS AJUDAR EM ALGO SE TRATANDO DO SISTEMA.

  4. POIS JÁ TIVE A IDÉIA DE IMPRIMIR 200 FOLHAS FALANDO SOBRE O SISTEMA TRÓLEBUS NA CIDADE E ENTREGAR NOS LUGARES TIPO NOS COMÉRCIOS DOS LUGARES ONDE A REDE FOI RETIRADA E PEGAR ASSINATURAS DE QUEM É A FAVOR A VOLTA DOS TRÓLEBUS NAS ZONAS NORTE – SUL – OESTE PARA AQUELES QUE SENTEM FALTA DEPOIS DE UM MÊS EU PASSARIA E RECOLHERIA PARA UM DIA APRESENTAR AO PREFEITO – SECRETARIO – SR.RUAS – SPTRANS PARA VER SE TERIA ALGUM RESULTADO MAS PRA ISSO PRECISO DE APOIO !!!

  5. Olha eh vdd vc vai na antiga garagem santo amaro eh de chora de ver tanto onibus e trolebus aprodecendo acho que sp devira volta com todos linhas de trolebus que foi desativadas eu apoio

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: