VIP vai colocar nas ruas de São Paulo 70 ônibus superarticulados até o final do ano

superarticulado_2

Viação Itaim Paulista deve ter 70 superaticulados até o final do ano. Ôniubus têm maior capacidade de transporte

Viação Itaim Paulista deve ter 70 superaticulados até o final do ano. Ôniubus têm maior capacidade de transporte

· Até o fim desse ano, a VIP Transporte Urbano Ltda. tem intenção de colocar em circulação mais de 70 unidades do O 500 UDA “low entry”, ônibus urbano “Superarticulado” da marca Mercedes-Benz

· Com carroçaria Millenium BRT da Caio e piso baixo, novo ônibus articulado destaca-se pela alta capacidade de transporte: são 58 passageiros sentados e 112 em pé

· “Superarticulado” com 4 eixos, sendo o último eixo direcional, permite a montagem de carroçarias de até 23 metros, que lhe confere capacidade para transportar mais de 200 passageiros

· Mercedes-Benz oferece quatro modelos de ônibus articulados especialmente para uso em corredores exclusivos e sistema BRT

Os ônibus urbanos “Superarticulados” Mercedes-Benz O 500 UDA “low entry”, de piso baixo e alta capacidade de transporte de passageiros, entram em circulação, a partir dessa semana, nos corredores da cidade de São Paulo. A VIP Transporte Urbano Ltda. colocou em operação 30 unidades deste modelo para atuar em corredores das Zonas Leste e Sul, como Estrada do M’Boi Mirim e avenidas Santo Amaro, Nove de Julho e Ibirapuera.

“Nossa intenção é ter um total de 70 veículos ‘Superarticulados’ O 500 UDA da Mercedes-Benz em operação em nossa empresa até o fim desse ano”, informa Carlos de Abreu, presidente do Grupo VIP.

Os 30 ônibus “Superarticulados” adquiridos pela VIP receberam carroçaria Millenium BRT da Caio. Com 23 metros de comprimento, cada veículo tem capacidade para 58 passageiros sentados e 112 em pé, contando com maior espaço entre os assentos e áreas para cadeiras de rodas e cão guia.

“Estamos muito satisfeitos com o início das operações dos ônibus Mercedes-Benz ‘Superarticulados’ na cidade de São Paulo. Esses veículos contribuem muito para a melhoria do transporte público, conquistando assim a satisfação dos usuários”, afirma Gustavo Nogueira, gerente da área Sistemas de Transporte (BRT) da Mercedes-Benz do Brasil. “Eles ainda proporcionam maior conforto e produtividade para os motoristas e garantem a rentabilidade operacional para as empresas”.

Capacidade para mais de 200 passageiro

O chassi O 500 UDA “low entry” foi lançado no mercado juntamente com o O 500 MDA de piso normal. A grande novidade desses “Superarticulados” são seus 4 eixos, sendo o último eixo na parte traseira direcional, o que possibilita a instalação de carroçarias de até 23 metros, para o transporte de mais de 200 passageiros no modelo O500 MDA, dependendo da configuração interna do ônibus.

Estes veículos trazem novas soluções para o segmento de alta capacidade de transporte de passageiros, como os corredores exclusivos e especialmente o sistema BRT (Bus Rapid Transit), que vem ganhando espaço no Brasil, principalmente nas cidades que sediarão a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Outro importante diferencial desses veículos é que eles são operacionalmente rentáveis durante todo o período de sua utilização e não apenas nos horários de pico, aumentando assim as vantagens para os operadores, gestores e planejadores dos sistemas de transporte urbano de passageiros.

Mercedes-Benz amplia a oferta de ônibus articulados

Com os “Superarticulados”, a Mercedes-Benz amplia o leque de opções para seus clientes. Às já conhecidas versões O 500 MA e UA “low entry”, a marca agrega os modelos O 500 MDA e UDA “low entry”.

Todos os modelos da atual linha O 500 de articulados se destacam pela avançada e exclusiva tecnologia BlueTec 5 e por motores mais econômicos e ecológicos. Além de reduzir drasticamente as emissões, o BlueTec 5 proporciona menor custo operacional, com redução no consumo de combustível, maiores intervalos de troca de óleo e de manutenção, excelente desempenho, eficácia e confiabilidade.

Os modelos O 500 UA e UDA (de piso baixo) são indicados para pontos de embarque ao nível da calçada. Já os O 500 MA e MDA, com piso normal, são mais adequados para corredores que utilizam plataformas de embarque elevadas. Todos os chassis articulados Mercedes-Benz são indicados para BRT e corredores exclusivos, ficando a cargo dos gestores e operadores a escolha do modelo que melhor atenda ao dimensionamento da capacidade do seu sistema de transporte.

4º eixo direcional amplia o conforto e dirigibilidade

Destaque dos chassis O 500 UDA e O 500 MDA é o último eixo traseiro móvel, com suspensão independente. Instalado atrás do eixo de tração, ele reduz o arraste, melhora as manobras e evita o desgaste dos pneus.

Com esse eixo direcional, o raio de giro é reduzido. Isso proporciona maior facilidade de operação nas estações e terminais de passageiros, garantindo com isso uma pequena distância entre o veículo e a plataforma em qualquer situação. Os planejadores dos Sistemas BRT também são beneficiados com o 4º eixo direcional, pois eles passam a ter mais possibilidades nos projetos de terminais e estações dos sistemas.

A padronização de frota com chassis articulados O 500 da Mercedes-Benz traz mais benefícios para os clientes. Favorece, por exemplo, a intercambiabilidade de peças, os trabalhos de manutenção e o treinamento de motoristas e mecânicos. Com exceção do eixo traseiro direcional, todos os demais componentes do MDA e UDA são os mesmos do MA e UA

Assessoria de Imprensa Mercedes Benz

13 comentários em VIP vai colocar nas ruas de São Paulo 70 ônibus superarticulados até o final do ano

  1. Amigos, boa noite.

    Parabéns Mercedes e VIP.

    Esse articuladinho trucado, na minha opinião “matou” o linguição.

    Pena que não temos um corredor “di catigoria” para rodar esse Buzão aqui em Sampa; já pensou esse articuladinho desfilando no corredor de Uberlândia , Showwwwwwwwww.

    Infelizmente ainda não andei nesse articuladinho trucado e nem nesse modelito.

    O chassi é Deutsch Quality; dispensa comentários

    Quanto a carroceria ainda preciso avaliar ao vivo e cores, para checar como está a ergonomia dos banquinhos; o corredorzinho, a distância da carroceria e o banquinho, se tem apoio de pé em todos os banquinhos, a exaustão, a disposição das portas, se tem o maldito degrau alto interno e outras e “cositas mas”.

    Mas se os corredores continuarem a serem operados “à moda da casa”, vai ser muito mal aproveitado esse articuladinho trucado.

    Att,

    Paulo Gil

    • Bruno Quintiliano // 18 de abril de 2013 às 10:09 // Responder

      O corredor e apertado na parte entre as rodas. Eles continuam com esse negocio de colocar um banco so em alguns lugares que nao cabe gente em pe nem sentado (mas pra piorar colocaram ferros pra ninguem improvisar banco). Qual o sentido disso?

      • em cima das rodas nao é lugar de sentar apoio isso!! tomara que todas empresas coloquem balaustres em cima das rodas pra ninguem pregar a bujarra ali.

      • Bruno Quintiliano, boa noite

        Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, pelo visto internamente vai continuar tudo igual.

        Só pensam em design e até colocaram uma parte da pintura prata, só para
        fazer “marketing”.

        Mas pelas suas informações, acho que nem preciso testar, pois vai ser
        decepcionante.

        Hoje utilizei um Vialle 2007 (acredito que, ou era do RJ, ou foi feito pro RJ), pois tinha vidros
        que abriam na parte inferior da janela (mas estravam travados), e fiquei surpreso com o conforto do banco que utilizei (inclinação do encosto e apoio de pé); só a espuma do banco
        que é muito dura.

        Olha dá de 10 nos Caio´s. Pena que Viaale não “emplaca em Sampa; bem que a Marcopolo
        podia forçar mais as vendas em Sampa, ai seríamos beneficiados.

        Mas um detalhe, esse vialle não éra de degrau interno ALTO.

        É Bruno, enquanto continuar essa teimosia de degrau interno ALTO, vai ser sempre assim; todo mundo usa o piso retão e a plataforma de embarque alta, só Sampa que inutilizou o corredor Rio Branco e não adota nos demais.

        Volto a minha velha sugestão, coloquem micros para uso dos portadores de necessidades especiais PNE; afinal o raio da roda do micro é menor; será que preciso emprestar minha trena para eles medirem uma roda de micro ?

        Então é mais uma previsível, Buzão com degrau interno ALTO e cheio de canos impedindo
        que o passageiro se acomode naquele cantinho numa boa, mesmo sem banco.

        Se queimar um pouco de fosfato do cérebro, acho que até dá para fazer um banquinho
        “adapitation” nesse cantinho que você falou.

        Pelo porte do chassi e enquanto continuarem com essa ideia de Buzão com degrau interno ALTO, esse defeito vai existir sempre, é lamentável.

        Mas quem sabe um dia eles aprendem.

        Abçs,

        Paulo Gil

      • Bruno Quintiliano // 19 de abril de 2013 às 00:57 //

        Michael, para ninguem sentar ali e nao desperdicar espaco, seria muito inteligente colocar banco. Nao tem motivo pra nao colocar, a nao ser achar que quem usa onibus e pobre e que pobre tem mais é que se ferrar indo em pe e espremido e quem quiser conforto que compre um carro. Eu ja acho ridiculo aumentar lugar redizindo banco, mas ali nem pra isso tirar banco serve.

  2. os carros são muito bonitos por isso vou apelida-lo de tremendão!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Os articulados de 18 mt são muito bom e eficientes para trabalhar porque as manobras são fácil de fazer e anda bem o problema são as lombadas algumas você tem que parar totalmente e suspende-lo depois ele volta ao normal.

    • Antonio Barbosa, boa noite.

      Valiosa informação.

      Mas só em Sampa um “articuladinho” trucado trafega onde tem lombada.

      Parece que as lombadas iam ser eliminadas das ruas, ou foi só blá, blá, blá ?

      Alguém esqueceu de fazer o trabalho.

      Vamos fazer uma vaquinha e mandar fazer uns adesivos para colocar no
      vidro de traseiro do Buzão; afinal o seguro morreu de velho.

      ” EU PARO TOTALMENTE PARA LOMBADAS E SÓ CONTINUO DE BEXIGA CHEIA”
      ” ESTE CARRO É ARTICULADO, MAS NEM TANTO, NÉ ”
      ” CAAAAAALMA AI, PRA QUE PRESSA ? ”
      ” BUZãOdiSAMPA é DIVAGAR”

      Abçs,

      Paulo Gil

  4. Tem um ônibus desses que está em teste no corredor ABD !

  5. Se aí em SP a ordem é aumentar a capacidade dos ônibus, aqui em BH a ordem é diminuir a capacidade dos ônibus, mesmo com BRT funcionando…

  6. os aticulados ou automatico voit ou zf sao bons para trabalhar tem motor- q, prefere cambiar o dia inteiro eu nao a tecnologia esta ai aproveite!!!!!!!!!!!!!! sofrer para qu!!!!!!!!!!!!

  7. Estes ônibus são maravilhosos, porém seriam melhores ,se usados nas periferias,onde a populçao é mais carente!

  8. juvenil fernandes // 3 de dezembro de 2014 às 16:00 // Responder

    estes onibus deveriam correr nas linhas intermunicipais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: