Greve de ônibus no Rio de Janeiro é descartada

onibus

Motoristas e cobradores de ônibus do Rio de Janeiro descartam greve. Categoria aceitou propostas de aumentos por parte das empresas.

Greve de ônibus no Rio de Janeiro está descartada
Motoristas e cobradores de ônibus aceitaram proposta de 10% de reajuste por parte das empresas de ônibus, além de outros benefícios
ADAMO BAZANI – CBN
Foi descartada a greve de motoristas e cobradores de ônibus na cidade do Rio de Janeiro.
Em assembleia no final da tarde desta quarta-feira, dia 13 de março, a categoria decidiu aceitar as propostas de reajustes oferecidas pelas empresas de ônibus.
Inicialmente, os motoristas e cobradores queriam um aumento salarial de 23%, o que levou a categoria a cruzar os braços nos dias 1, 2 e 3 de março, quando os trabalhadores decidiram assumir seus postos novamente somente no domingo.
Nesta terça-feira, os motoristas e cobradores decidiram aceitar 10% de reajuste salarial para toda a categoria. Além disso, aceitaram aumento de 40% nos salários de motoristas de micro-ônibus ou ônibus midi, que dirigem e cobram ao mesmo tempo, e de 30% nos ganhos dos motoristas que dirigem os ônibus articulados BRTs – Bus Rapid Transit, como do TransOeste.
O valor da cesta básica também foi reajustado, subindo 25%.
Em relação ao pagamento dos planos de saúde, as adesões não serão obrigatórias, de acordo com sugestão do Ministério Público do Trabalho, já que muitas empresas de ônibus apresentaram dificuldades financeiras.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: