Ponte que cedeu em Santo André deve ter reforma de seis meses. Problemas nos transportes do ABC

Santo André

Ponte da rotatória da Avenida Antônio Cardoso, sobre a Avenida dos Estados, deve ter as obras de reparos concluídas em 6 meses, ao custo de R$ 5 milhões. Assoreamento das margens do Rio Tamanduateí e Infiltração foram as causas apontadas pelo Secretário de Obras e Serviços Públicos de Santo André, Paulinho Serra. Foto: Adamo Bazani.

Ponte que cedeu em Santo André só vai ficar pronta em seis meses
Custo da obra dever ser de R$ 5 milhões. Para secretário Paulinho Serra, infiltração foi uma das causas para a ponte afundar. Problemas nos Transportes em Mauá e São Bernardo do Campo.
ADAMO BAZANI – CBN
A ponte que cruza a avenida dos Estados, na rotatória da Avenida Antônio Cardoso, sobre o Rio Tamanduateí, só vai ser liberada para o tráfego no sentido bairro/centro daqui a aproximadamente seis meses.
É o tempo de reconstrução do elevado que durante a forte chuva que atingiu o ABC Paulista nesta quinta-feira, dia 14 de fevereiro, cedeu e impossibilitou a passagem de ônibus, trólebus, caminhões e veículos particulares.
O secretário de Obras e Serviços Públicos de Santo André, Paulinho Serra, esteve na manhã desta sexta-feira no local.
Segundo ele, o afundamento da pista ocorreu por dois motivos: “a base comprometida por infiltração pelo estreitamento da margem do rio, além do assoreamento das margens. A mesma ponte passou por intervenção há dois anos, mas na ocasião não foram tomadas medidas de alargamento das margens e a elevação da ponte, aumentando o espaço de escoamento das águas em épocas de grandes concentrações de chuva”.
A prefeitura promete intensificar a atuação dos agentes de trânsito no local para minimizar os problemas a motoristas, passageiros e pedestres.
O órgão também vai realizar estudos para criar rotas de desvio para os ônibus municipais.
SERVIÇOS E DICAS:
TRÓLEBUS:
O trecho da ponte afetado compreende a fiação elétrica dos veículos da empresa Metra que saem de São Mateus, na zona Leste de São Paulo, e do Terminal Sônia Maria, em Mauá, para as cidades de Santo André e São Bernardo do Campo.
Por causa disso, todos os ônibus elétricos das linhas 284 (São Mateus / Santo André Oeste) e 285 (São Mateus / Ferrazópolis) foram retirados e as linhas só contarão com veículos movidos a diesel ou elétricos-híbridos.
O trajeto na região teve de ser desviado. As linhas 284 e 285 seguem pelo Viaduto Adib Chamas e pela Avenida XV de Novembro. A partir desta via, a linha 284 vai na direção do Terminal Santo André Oeste e a linha 285 percorre o itinerário normal até Ferrazópolis.
Por causa do problema, houve readequação da frota.
A linha 284 M (São Mateus / São Bernardo do Campo – Shopping Metrópole) não vai operar. Os 19 veículos da linha serão transferidos para a linha 286 (Santo André Oeste / Ferrazópolis – São Bernardo do Campo).
A linha 284 (São Mateus / Santo André Oeste) continua operando com a frota de 20 veículos. O mesmo ocorre com a linha 487 (Mauá – Terminal Sônia Maria / Santo André – Parada Santa Tereza).
Já a linha 285 (São Mateus / São Bernardo do Campo – Ferrazópolis) tem redução de 15% da frota nos horários de entrepico e mantém a quantidade normal de ônibus nos horários de pico, com 33 veículos.
Dependendo do comportamento da demanda, a gerenciadora EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos e a operadora Metra podem fazer outras alterações nas linhas e na frota.

Guincho

Chuva prejudicou os transportes em Mauá. Vários bairros estão sem serviços de ônibus por causa das vias de terra que se tornaram verdadeiros atoleiros, em especial nas áreas de mananciais. No bairro Vital Brasil, ônibus atolou e teve de ser retirado com guincho de grande porte. Foto: Adamo Bazani.

ÔNIBUS MUNICIPAIS E INTERMUNICIPAIS:
As linhas mais atingidas são que passam pela Rua Oratório.
Nesta sexta-feira, boa parte dos ônibus saía da Rua Oratório e entrava à direita no sentido São Paulo, da Avenida dos Estados. Os veículos então tomam o retorno que dá acesso ao TERSA – Terminal Rodoviário de Santo André, mas voltavam pela Avenida dos Estados, já no sentido Mauá, retornando ao trajeto convencional.
A reportagem do Blog Ponto de Ônibus acompanhou um ônibus da linha I 05, por volta das 17h00. O trânsito estava relativamente tranqüilo, mas por causa do desvio, o trajeto ficou 07 minutos mais demorado. Com trânsito, o desvio pode demorar quase 15 minutos.
Foram atingidas com a interdição do sentido bairro / centro da ponte da rotatória da Avenida Antônio Cardoso, as seguintes linhas
MUNICIPAIS:
I02 (Cidade São Jorge – Jardim Ana Maria) – Viação Guaianazes
I05 (Vila Rica / Estação Utinga) – ETURSA – Empresa de Transportes Urbanos Rodoviários de Santo André
I07 (Bairro Paraíso / Vila Lucinda) – Viação Guianazes
I08 (Bairro Paraíso – Hospital Mário Covas / Jardim das Maravilhas) – TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações
S 36 (Terminal Prefeito Saladino – Parque Capuava) – EUSA – Empresa Urbana Santo André, 066 (Santo André – Jardim Las Vegas / Terminal Sacomã),
T 12 (Jardim Alzira Franco / Centro de Santo André)
INTERMUNICIPAIS:
107 (Santo André – Terminal Leste / São Paulo- Jardim Ester) – Publix Transportes , 157 (Mauá – Sônia Maria / Santo André – Terminal Prefeito Saladino) – Publix Transportes
027 (São Paulo – Jardim Tietê / Santo André – Terminal Leste) – TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações
027 EX1 (São Paulo – Jardim Tietê / Santo André – Bairro Paraíso – Hospital Mário Covas) – TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações
265 (São Paulo – Conjunto Habitacional Teotônio Villela / Santo André Terminal Leste) – TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações
452 (São Paulo – Jardim São Roberto / Santo André – Terminal Leste) – TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações
143 (Mauá – Parque das Américas / Santo André – Terminal Leste) – EAOSA – Empresa Auto Ônibus Santo André
DESVIOS PARA QUEM ESTÁ DE CARRO:
A Prefeitura de Santo André aponta as seguintes rotas alternativas para quem precisaria passar pela ponte que cedeu:
“O Departamento de Trânsito de Santo André orienta aos motoristas que evitem o trajeto por aquela região. O trânsito está sendo desviado para a rotatória do Sesi, na região do Viaduto Castelo Branco e da Alameda Martins Fontes. Outra alternativa é pegar o Viaduto Adib Chammas a partir da Avenida Itamaraty.

O motorista que vem de Mauá, antes de chegar à rotatória Antonio Cardoso deve entrar à esquerda na Rua dos Alpes (alça) para acessar o Viaduto Adib Chammas ou Pedro Dell’Antonia.

Os agentes de trânsito de Santo André intensificarão os trabalhos na área, operando nos cruzamentos da Alameda Martins Fontes e Viaduto Castelo Branco. Os semáforos também foram reprogramados para dar mais fluidez à Avenida dos Estados”

Santo André

Por causa do afundamento da ponte na Avenida dos Estados, em Santo André, ônibus têm de fazer desvios, o que deixa as viagens entre 7 e 15 minutos mais demoradas. Veículos são obrigados a seguir no sentido São Paulo e retornarem no sentido Mauá. Foto: Adamo Bazani.

QUEDA DE FIAÇÃO DE TRÓLEBUS AUMENTA TRANSTORNOS NO CORREDOR ABD:

Além dos problemas ocasionados pelo afundamento da ponte da rotatória da Avenida Antônio Cardoso, que liga o primeiro subdistrito de Santo André ao segundo, nas proximidades do Carrefour da Avenida dos Estados, um rompimento da rede aérea dos trólebus em São Bernardo do Campo também prejudicou os passageiros da Metra, no Corredor ABD.
Por volta das 04h40, a alavanca do trólebus prefixo 8101, que fazia a linha 286 (São Bernardo do Campo – Ferrazópolis / Santo André Oeste), escapou enquanto o veículo trafegava pela Avenida Brigadeiro Faria Lima.
O tirante da rede aérea foi rompida e os fios ficaram bem próximos ao solo numa extensão de cerca de 500 metros. Houve curto-circuito e as estações retificadoras tiveram de ser desligadas por entre as paradas Lauro Gomes, Estela e Cecom.
Não bastasse isso, por causa de os fios estarem mais baixos, um caminhão arrancou a fiação quando cruzava a Rua dos Viannas pela Praça Samuel Sabatini. A fiação ficou no chão por cerca de 150 metros.
Por causa do incidente, as linhas da Metra 286 (Santo André Oeste / Ferrazópolis), 287 P (Santo André Oeste / Piraporinha) e 288 P (Ferrazópolis / Piraporinha) ficaram sem ônibus elétricos. As linhas 285 (São Mateus / Ferrazópolis), 287 (Diadema / Santo André Oeste) e 288 (Ferrazópolis / Jabaquara) sofreram atrasos.
Por conta dos reparos da rede rompida pelo caminhão, houve interdição parcial da Praça Samuel Sabatini, o que ocasionou congestionamentos na Avenida Brigadeiro Faria Lima, Avenida Pereira Barreto, Avenida Lucas Nogueira Garcez e Rua Vergueiro.

TRANSPORTES EM MAUÁ PREJUDICADOS POR CAUSA DA CHUVA:

A chuva também ocasiona problemas para os passageiros de ônibus em Mauá, na Grande São Paulo.
Várias linhas tiveram os trajetos reduzidos porque diversos bairros não possuem asfalto por serem áreas de mananciais. O problema já dura cerca de uma semana.
Sem manutenção, as vias se tornaram verdadeiros atoleiros e centenas de pessoas são obrigadas a fazer longas caminhadas para terem acesso ao transporte público.
Entre os bairros mais atingidos estão Luzitano, Sampaio Vidal e Vital Brasil.
Além de os ônibus atolarem, tendo de ser removidos com guinchos, há riscos de acidentes porque as vias de terra ficam extremamente escorregadias.
A Leblon Transporte de Passageiros, que presta serviços nestes bairros, informou em nota que envia várias vezes ao dia técnicos para analisarem a situação das vias. Quando há melhorias, os ônibus retornam ao trajeto normal, mas na ocorrência de mais chuva, o tráfego volta a ficar impossível e as linhas têm de ser reduzidas.
Normalmente, os desvios são feitos nos seguintes trechos:
Linha Luzitano 142: os ônibus seguem até a Estrada do Regalado
Linha Sampaio Vidal 143: os ônibus vão até a Chácara do Sorvete
Linha Vital Brasil 144: os ônibus não conseguem trafegar pela Rua Pernambuco, que corta a Comunidade Nossa Senhora da Aparecida.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

5 comentários em Ponte que cedeu em Santo André deve ter reforma de seis meses. Problemas nos transportes do ABC

  1. Eu sou moro proximo ao carrefou,e vi a diferença,pois costumo usar linhas como 285,I05,I-02 e 107,Mas parece que 6 meses é mto pra obra,pois vamos ficar com esse desvio e ainda por cima sem circulçao de trolebus.Bom agora é esperar rs.

  2. Só Lembrando que a linha 157 Da Publix é Jardim Silvia Maria Maua,pro sonia maria é só a 487 que vem de santo andré tbm.

  3. Todos os dias pego a linha 107 (jardim Ester x Terminal Santo André Leste) hoje por exemplo o moriosta fez um caminho completamente complicado. Foi até o parque regional pela avenida Itamaty e ao invés de descer na rua Caraguatatuba onde os trólebus estão descendo e sair na avenida dos Estados (Em frente à Rhodia Textil) e foi pela Itamaraty pegou o viaduto e foi parar no paço municipal tendo que realizar todo o retorno na acisa e voltar ao terminal Oeste, subir o viaduto e parar no terminal leste… UM ABSURDO COMPLETO…. devem estar com muito tempo no itinerário para causar um transtorno tão grande para os passageiros.

    • um dos problemas é que os cruzamentos de pontes na avenida dos estados são mto longe uma das outras se não iria facilitar!

      • Pelo meu parecer o que predomina é falta de inesperiência… pois outros caminhos poderiam ser realizados… qual o problema em fazer o mesmo trajeto do tólebus a partir da Avenida Antonio cardoso, ou seja: Rua Oratório, Após o Bonfim, Anotnio Cardoso, Avenida Itamaraty, Caraguatatuba, Avenida dos Estados e acesso ao terminal leste… muito mais fácil do que perder mais de 15 minutos nesse roda-a-roda

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: