CINEMA E ARTE PARA TODOS

ÔNIBUS

Volare W 9 Limousine Visione pode vir a suprir uma carência marcante no País: a falta de acesso da população a produtos culturais. O minionibus preparado para ser uma sala de cinema itinerante por seu porte pode chegar a diversas regiões, inclusive as mais afastadas. De 1300 municípios brasileiros com população entre 20 mil e 100 mil habitantes, apenas 100 deles possuem salas de cinema. Foto: Mariana Granzotto

Cinema e arte para todos
Volare Visione pode ser alternativa para municípios e comunidades carentes que não têm salas de cinema
ADAMO BAZANI – CBN
Você já imaginou ir ao cinema bem perto de casa? E se o cinema chegasse até você?
É a proposta da Volare, divisão de veículos leves da Marcopolo, ao apresentar no Festival Internacional de Cinema de Gramado, no Rio Grande do Sul, o modelo W9 Fly Limousine Visione.
Trata-se de uma sala de cinema sobre rodas. Isso mesmo, um cinema itinerante.
O modelo tem sido usado para divulgação em comunidades ao entorno de Gramado cujos moradores apesar de estarem tão perto de um dos maiores festivais latino-americanos de cinema não têm acesso ao conteúdo artístico. Ironicamente muitos destes moradores até trabalham no evento.
Um dos objetivos de elaborar o modelo de ônibus é dar uma alternativa para cidades que não possuem salas de cinema levarem a arte para seus moradores.
O ônibus é dotado do que há de mais moderno em tecnologia áudio-visual embarcada.
A tela principal é de LCD de 60 polegadas. Há Blu-Ray 3 D e canais duplicados de som.
E quem pensa que o barulho externo vai atrapalhar o telespectador de curtir seu filme preferido não sabe que o veículo possui um sistema de isolamento acústico que minimiza os efeitos do som externo.
O operador de áudio e vídeo possui uma mesa destinada para a exibição e é possível também controlar a segurança com câmeras infravermelho que podem monitorar o interior do ônibus, mesmo com as luzes apagadas para a projeção dos filmes. Essas imagens de monitoramento são exibidas numa tela de 23 polegadas LCD.

CINEMA

Estrutura interna do miniônibus cinema itinerante chega a ser melhor que muitas salas de cinema pelo país. As poltronas são dispostas na configuração estádio e são revestidas de couro. O interior conta com TV LCD de 60 polegadas, Blue Ray 3 D, sistema de som com dois canais, ar condicionado específico para este uso, geladeira e vidros colados. O veículo também oferece condições de exibição ao ar livre. Foto: Mariana Granzotto

As poltronas do ônibus são executivas soft, revestidas de couro e com apoio para os braços no centro e nas laterais e porta-copos. O Volare Visione conta com vidros colados, sistema de ar condicionado específico para o uso e uma geladeira de 37 litros.
A capacidade interna é de 20 passageiros-espectadores.
As poltronas são dispostas como num estádio, uma em posição mais alta que a outra, solução adotada pelas maiores salas de cinema.
O mais interessante é que toda esta estrutura está num minionibus com menos de 10 metros de comprimento, ou seja, ele pode chegar a áreas realmente de difícil acesso.
O veículo também possui entradas para alimentação elétrica externa para os equipamentos eletroletrônicos, gerador de energia além de porta pantográfica, itinerário eletrônico e rodas de alumínio.
O Volare W 9 Fly Limousine Visione também pode exibir filmes para plateias em área externa. Para isso há duas opções de estrutura, uma com toldo na lateral que possibilita a instalação de um telão e outra com cobertura inflável de vários tamanhos que pode ser enchida em até 15 minutos.
O gerente comercial da Volare, Mateus Ritzel, afirma que o número de brasileiros sem acesso ao cinema é grande. Um dos motivos é que muitas cidades no País sequer apresentam uma sala. Para o executivo, ônibus transformados em cinema podem suprir essa carência:
“Fizemos uma pesquisa detalhada para entender este segmento e descobrimos números interessantes. No Brasil, existem mais de 1.300 municípios com população entre 20 mil e 100 mil habitantes, mas, destes, aproximadamente 100 possuem salas de exibição. O Volare Visione foi projetado para atender a esta demanda e tem como objetivo disseminar o cinema em todo o país e levar os filmes a mais brasileiros”.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: