Prefeitura de SP deveria ter feito mais por transportes, saúde e educação

onibus

TCM vê uma série de medidas que a Prefeitura de São Paulo deveria tomar em relação aos transportes e deixou de lado. Mais fiscalização, aplicação dos recursos das multas sobre os ônibus no próprio sistema e formas de aumentar a velocidade média dos ônibus foram algumas das recomendações. Foto: Adamo Bazani.

Tribunal de Contas faz 105 recomendações à Prefeitura de São Paulo, entre as quais sobre a área dos transportes
Contas de Gilberto Kassab foram aprovadas, mas TCM verificou que prefeitura deixou de fazer muita coisa. Na área de transportes, órgão sugere estudo sobre a velocidade média dos ônibus
ADAMO BAZANI – CBN
As contas apresentadas pelo governo de Gilberto Kassab sobre o último exercício foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Município de São Paulo – TCM e pela Câmara dos Vereadores. O órgão verificou que os investimentos em saúde e educação obedeceram os percentuais determinados por lei e os gastos com a folha de pessoal não extrapolaram.
No entanto, o órgão fez 105 recomendações sobre ações da Prefeitura que não foram tomadas em áreas que necessitam de melhorias. São medidas de responsabilidade do poder público que foram deixadas de lado ou não plenamente executadas
LACUNAS EM RELAÇÃO AOS ÔNIBUS:
Na área de transportes, o TCM entendeu que, no mínimo, a Prefeitura de São Paulo deveria realizar mais ações de melhorias em relação ao sistema municipal de ônibus.
O órgão recomendou que a prefeitura realize um estudo que aponte soluções para aumentar a velocidade média dos ônibus, hoje considerada muito baixa e que não ultrapassa a 15 km/h em corredores mal estruturados e que é menor ainda em vias onde os ônibus dividem espaço com os demais veículos.
Para aumentar a velocidade dos ônibus, seria necessária prioridade de fato a quem usa os transportes coletivos no espaço urbano. Corredores verdadeiros, não apenas áreas delimitadas, com preferência nos semáforos, pontos de ultrapassagem para evitar filas nas paradas e estações que ofereçam o mínimo de conforto aos passageiros.
Ainda segundo o TCM, a Prefeitura deveria seguir e lei e reinvestir todo valor recebido das multas aplicadas em ônibus (o que não é pouco) no próprio sistema de transportes, o que segundo o órgão não tem ocorrido plenamente.
O TCM ainda pede mais rigor na fiscalização dos serviços de ônibus
A SPTrans- São Paulo Transportes, autarquia que gerencia o sistema na Capital Paulista, afirmou, por meio de nota que tem 648 fiscais que verificam condições de conservação, limpeza e segurança dos ônibus , além dos cumprimentos de horários e itinerários. A autarquia informou que se é constatado algum problema que interfira na questão da segurança dos veículos, os ônibus são lacrados e liberados depois de nova vistoria.
OUTRAS ÁREAS:
As áreas de saúde e educação também foram alvos de recomendações do TCM.
Na saúde, o Tribunal de Contas do Município pede que Gilberto Kassab organize melhor as filas para atendimento, facilitando o acesso da população aos serviços e que os pacientes psiquiátricos fiquem menos tempo em prontos-socorros e unidades de saúde comuns, sendo encaminhados para serviços adequados.
Em relação à educação, as ações não tomadas adequadamente pela Prefeitura de São Paulo também foram muitas. Entre outras recomendações, o TCM quer que o poder público cumpra os procedimentos necessários para receber as verbas do Fundeb – Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e da Valorização dos Profissionais da Educação.
Já Departamento de Merenda deve exigir de fornecedores de alimentos perecíveis informações claras como formas de armazenamento, preparo e datas de validade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Prefeitura de SP deveria ter feito mais por transportes, saúde e educação

  1. A única preocupação desse senhor que ocupa a cadeira mais importante na cidade de SP, foi a criação de um partido político e só. Em minha opinião esse sujeito conseguiu ser o pior prefeito que essa cidade já teve, foi incompetente, incapaz, patético, um péssimo administrador da cidade. Não adianta adquirir ônibus/trólebus novos e ter um sistema que é uma vergonha, ao invés de investir 1 bilhão de reais no metrô, e quero deixar claro, nada contra o metrô, aliás tudo a favor, porém deixe nas mãos do governo do estado, e aplique essa quantia ou mais, em corredores BRT, BRS, novos terminais, etc. Enfim que se trate o sistema de transporte de uma forma técnica e não politica, voltado para o bem estar da população. Sonho meu.

  2. E os outros que passaram antes ?
    Se colocarmos no papel tudo que foi ”prometido” o que foi realizado foi muito pouco. E o tão esperado ”Fura Fila” por exemplo ?
    Se é para criticar os prefeitos, uma boa parte não escapa, e quem chegar a cadeira de prefeito agora, tambem vai deixar muita coisa por fazer.
    Em vez de ficar criando partido politico, pintando bonequinho em forma de estrela nos onibus, em vez de fazer obra faraonica , precisa cuidar do básico, e nem isso se cuida direito.
    Aliás, nem aqui e nem em cidade nenhuma. O basico não interessa, só interessa deixar o ”nome” do administrador em evidencia. Educação, Saúde e Transporte que se danem…

  3. DR PROTESTO INDIGNADO E P..TO DA VIDA!!! // 12 de agosto de 2012 às 18:03 // Responder

    KASSAB não ganha mais nem pra SÍNDICO DE PRÉDIO só não foi um COMPLETO INCOMPETENTE faltou muito pouco para ser PIOR DO QUE PITTA sinto dizer pessoal, mas em questão de transportes, o MALUF fez bastante coisas, assim como a MARTA que só pecou na questão das TAXAS e da RETIRADA DOS TROLEBUS fora isso foram excelentes prefeitos que investiram no TRANSPORTE COLETIVO.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: