Cem por cento da frota da Leblon de Mauá é aprovada no Programa Despoluir

Despoluir

Todos os ônibus da frota da Leblon de Mauá foram aprovados no Programa Despoluir, que mede a quantidade de poluentes de veículos a diesel lançados na atmosfera. Os transportes públicos já são considerados uma atividade ambientalmente correta pelo fato de contribuírem para a diminuição do excesso de veículos. Quando os ônibus passam por manutenções preventivas regulares. Foto: Adamo Bazani

Responsabilidade Ambiental: Toda a frota da Leblon Mauá é aprovada em medição de emissão de poluentes
Análises foram feitas pelo Programa Despoluir, da Confederação Nacional dos Transportes, em parceria com o Sest/Senat. Ônibus estão de acordo com os padrões para preservação do meio ambiente

ADAMO BAZANI – CBN

Pela terceira vez consecutiva todos os ônibus da frota da Leblon em Mauá, na Grande São Paulo, tiveram aprovação na medição do Programa Despoluir, do Sest / Senat, em parceria com a CNT – Confederação Nacional dos Transportes.
O objetivo do Programa, criado em 1996, é analisar a emissão de poluentes de veículos destinados ao transporte coletivo de pessoas, tanto urbano como rodoviário, e ao transporte de cargas.
A Leblon em Mauá possui 90 ônibus e todos estavam, de acordo com as medições, dentro dos limites exigidos pelas legislações.
As análises foram feitas em dois dias seguidos neste mês de junho.
O Programa Despoluir usa computadores modernos com mais precisão de coleta de dados que a escala de Ringelmann, onde é utilizada uma imagem em papel que revela a opacidade da fumaça, ou seja, se o veículo está lançando fumaça preta no meio ambiente e com excesso de materiais particulados.
Para o coordenador de manutenção da Leblon Mauá, Marcos Antônio da Silva, o resultado mostra a preocupação da empresa com o meio ambiente.
Ele ainda afirma que a Leblon trabalha com os padrões mais rígidos de manutenção preventiva para reduzir os impactos ambientais.
“Trabalhamos voltados para a manutenção preventiva e nos pautamos pelos padrões mais exigentes. Normalmente, as fabricantes, nos manuais dos ônibus passam três parâmetros para as trocas de filtros de água, óleo e ar: o leve, médio e severo. Nos baseamos sempre no severo que indica as substituições destes filtros em quilometragens menores.” – disse Marcos.
O profissional ainda conta que a empresa também tem a preocupação em adquirir sempre diesel de boa qualidade, o que auxilia nos bons índices de emissões.
“Há limites de poluentes estabelecidos pela legislação. De acordo com o Despoluir, nossos ônibus ficaram com índices bem abaixo destes limites, ou seja, poluem pouco para o tipo de veículo” – complementou.
As análises do Despoluir são feitas a cada seis meses. A periodicidade é justamente para a empresa não ser apenas aprovada na inspeção, mas continuar mantendo a qualidade da frota.
Por conta das ações de preocupação ambiental, a Leblon no primeiro ano de operação em Mauá conseguiu a certificação ISO 14001. A companhia possui também a certificação ISO 9001 sobre qualidade na prestação de serviços, assim como a Leblon no Paraná, sede do Grupo.
TRANSPORTE COLETIVO É SUSTENTABILIDADE:
Na Rio +20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que ocorreu até o dia 22 deste mês, as novas tecnologias para a prestação de serviços de transportes públicos ganharam espaço.
São ônibus elétricos, elétricos-híbridos, a gás natural, a diesel de cana de açúcar e até células de hidrogênio, que reduzem os poluentes lançados no ar.
Os transportes coletivos em si já são uma atividade ambientalmente correta na medida que os serviços conseguem diminuir o excesso de veículos particulares nas ruas.
Hoje, os automóveis respondem por 80% dos poluentes lançados na atmosfera. Quanto maior for o estímulo ao transporte coletivo, a quantidade de veículos nas ruas pode ser reduzida, diminuindo também a poluição.
Até mesmo ônibus convencionais, movidos somente a diesel, auxiliam na melhoria do meio ambiente.
Para isso, ações de manutenção preventiva e análise constante da frota, como tem feito o Grupo Leblon, são fundamentais para que os ganhos ambientais proporcionados pelos transportes públicos sejam aproveitados ao máximo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Cem por cento da frota da Leblon de Mauá é aprovada no Programa Despoluir

  1. Digo uma coisa,Quase sempre estou no terminal sonia maria,e tem bastente usuario da linha 061 e 487,é bom sim a leblon,onibus novos é dificil ver lotaçao,alem do terminal sonia maria que foi mordenizado e agora eletrificado!Leblon deve estar melhor que emtu nessas horas.

  2. A Leblon é uma exímia empresa, o único problema está ligado a lotação de algumas linhas em horário de pico. Espero que ela permaneça no lote 2, em Mauá. Aliás ideal seria uma tal como ela no lote 1 também, mas enfim, nem tudo é como desejamos.

  3. Sérgio Santo André // 27 de junho de 2012 às 23:10 // Responder

    Uma coisa que tenho observado, e acho que muitos também, já repararam na quantidade de reportagens mostrando os benefícios que a Leblon está aplicando em Mauá????? Pois é, já para os ônibus do Baltazar……hummmmmm…..não tem uma notícia que preste a seu favor….Talvez um dia, nós do ABC estaremos livres, por completo, do reinado desse senhor….

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: