Greve de ônibus em Piracicaba. Itu volta e Fortaleza negocia

greve ônibus

Ônibus em Fortaleza pode entrar em greve se não houver acordo entre motoristas, cobradores e empresários. Em Itu, depois de abertura de negociações, categoria voltou ao trabalho. Piracicaba está sem transportes desde a madrugada.

Motoristas de ônibus voltam ao trabalho em Itu. Em Piracicaba, não há ônibus
Paralisação foi por conta de reajuste no valor de benefícios e salários. Em Fortaleza, reunião tenta evitar greve

ADAMO BAZANI – CBN

Motoristas e cobradores de ônibus em Piracicaba estão em greve desde a madrugada de hoje.
A situação é bem complicada para os passageiros que dependem das 93 linhas de ônibus.
De acordo com a Secretaria de Transportes, a frota mínima de 30% dos veículos não está sendo cumprida.
A categoria pede 10% de aumento salarial e as empresas oferecem 7,5%, com a possibilidade de aumentarem o índice para 8%.
A vida do passageiro que não tem outros meios para se deslocar é atrapalhada ainda mais por causa da chuva. Várias pessoas se aglomeraram nos pontos de ônibus e nenhum veículo passava.
Por mês são transportados 3 milhões de passageiros em Piracicaba.

ITU:

Terminou nesta manhã a greve de ônibus em Itu, no Interior Paulista, que teve início na madrugada desta terça-feira, dia 05 de junho de 2012.
Os motoristas e cobradores decidiram não sair das garagens protestando por melhores condições de trabalho e reajuste no valor dos benefícios e salários.
Uma reunião entre representantes dos trabalhadores e empresa de ônibus deu início a uma nova rodada de negociações, suspendendo a greve.
Os serviços são normalizados aos poucos.

FORTALEZA:

Uma reunião vai tentar evitar greve de ônibus em Fortaleza.
Nesta terça-feira, o sindicato dos rodoviários se encontra com o Sindionibus, que representa as viações, para discutir índices de aumentos nos salários e benefícios. O encontro será na Superintendência Regional do Trabalho.
Os trabalhadores que antes pediam reajuste salarial de 25% agora trabalham com a possibilidade de 15% de aumento.
As empresas oferecem 4,88% como reposição inflacionária.
O sindicato dos rodoviários diz que se não houver um acordo, uma greve pode ser iniciada no sábado, dia 09 de junho.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. André Ricardo disse:

    enquanto isso em Embu-Guaçu a viação Auto Unida(antiga viação Cidade Verde) está parada,e as demais empresas como a Miracatiba de Itapecerica da Serra,a Pirajuçara do Embú das Artes e a viação Raposo Tavares de Cotia estão fazendo PAESE na cidade para assim os trabalhadores da região não sairem prejudicados,segundo ouvi de algumas pessoas a EMTU tem até sexta-feira pra decidir o que vai fazer com a Auto Unida,se ela vai fechar as portas e falir ou pagar salários atrasados,FGTS,e demais benefícios,impostos para assim voltar a circular na cidade que segundo a minha opinião acho que vai fechar mesmo,depois de algumas greves,já deu que tinha que dar para uma empresa com mais de 40 anos oriunda da antiga viação 7 de setembro da capital.

  2. miriam disse:

    mas sera que eles vao ter dinhero para pagar todos os direito de quase 400 funcionario sendo que mem o salario do mes que foi prometido nao pagarao quem dira otempo de todos ,sera quem haver alguma possibiidade na auto unida rodar na cidade ?

Deixe uma resposta