Greve em São Luís é considerada ilegal e abusiva. Greve de metroviários prejudica milhares

greve

Greves em transportes públicos prejudicam milhares de pessoas em todo o País. Em São Paulo, na quarta-feira, metroviários e parte dos funcionários da CPTM prometem manifestações. Foto: Reprodução.

Greve em São Luís é decretada ilegal. Em São Paulo, Metroviários e funcionários da CPTM ameaçam parar
Na capital maranhense, 600 mil pessoas ficaram sem transportes. Ferroviários e metroviários de São Paulo ameaçam protestos
ADAMO BAZANI – CBN
A presidente do Tribunal Regional do Maranhão, desembargadora, Ilka Esdra Silva Araújo, declarou ilegal e abusiva a greve de motoristas e cobradores de ônibus de São Luís, que teve início nesta segunda-feira, dia 21 de maio, e prejudica cerca de 600 mil passageiros.
A magistrada também estipulou multa de R$ 40 mil ao Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Maranhão – SINTREMA, além de autorizar os donos de empresas de ônibus a demitirem os funcionários grevistas.
O endurecimento em relação ao movimento é por conta do descumprimento de diversas determinações como garantia de 50% como frota mínima durante a paralisação.
A juíza ainda determinou multa de R$ 10 mil ao sindicado pela paralisação de sexta-feira, dia 18 de maio, entre 9 da manhã e meio dia.
Os dois valores, totalizando R$ 50 mil, devem, de acordo com a juíza, serem executados imediatamente. E uma das formas para isso é a prefeitura e as empresas de ônibus cortarem todos os repasses sindicais.
A desembargadora pediu à Polícia Federal instauração de inquérito para apurar suposto crime de desobediência à ordem judicial.
Ela também quer efetivo da Polícia Militar nas ruas para garantir a saída dos ônibus das garagens com segurança.
A desembargadora Ilka Esdra concedeu na quarta-feira reajuste de 7% aos motoristas, cobradores e demais funcionários dos transportes públicos, com base nos índices de inflação, custos das empresas e possibilidades de ganhos.
Mas o sindicato dos trabalhadores reivindica aumento de 16%.
AMEAÇA DE GREVE DE METRÔ E TREM EM SÃO PAULO:
Passageiros que utilizaram hoje as estações da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e terminais de ônibus próximos foram surpreendidos por panfletos, em nome do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil, anunciando paralisação nas linhas 11 Coral (Luz – Estudantes) e 12 Safira (Brás – Calmon Viana) a partir de quarta-feira, dia 23 de maio.
Por conta das divisões históricas do sistema ferroviário no Brasil, existem três sindicatos que representam a categoria. Além da Central do Brasil,um sindicato é referente às linhas que eram compreendidas pela antiga Sorocabana e outro pela São Paulo Railway – SPR, que engloba, por exemplo, a linha 10 Turquesa (Rio Grande da Serra – Brás).
Os ferroviários negociam a possibilidade de entrarem em um acordo antes de entrarem em greve.
Já os metroviários de São Paulo também prometem um movimento para esta quarta-feira, dia 23 de maio.
Nesta segunda-feira, os funcionários do Metrô de São Paulo, em campanha salarial, anunciaram que devem operar com as catracas livres, sem a cobrança de passagem, na quarta-feira.
Eles reivindicam aumento salarial de 5,13% mais reajuste real de 14,99%. O Metrô ofereceu contraproposta de aumento de 4,15% mais ganho real de 0,5%.
O Metrô entrou na Justiça para garantir o funcionamento dos serviços no dia que está marcada a paralisação.
Então, como protesto contra a proibição de greve, os metroviários trabalham com a hipótese de liberarem os bloqueios.
GREVE DO METRÔ EM PORTO ALEGRE:
Os cerca de 170 mil passageiros que utilizam os serviços do Trensurb – Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. também enfrentaram um dia de dificuldades por causa da paralisação total dos funcionários da companhia.
O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado do Rio Grande do Sul – Sindimetrô – RS reivindica aumento salarial para os funcionários de 215 e melhorias na manutenção das vias permanentes, trilhos e fiação elétrica.
O diretor-presidente do Trensurb, Humberto Kasper, disse que a empresa está sempre aberta a negociação e que não haveria necessidade de greve já que a companhia se prontificou em apresentar uma contraproposta em 30 de maio.
Na sexta-feira, o Terminal Regional do Trabalho da quarta região determinou o funcionamento total dos trens nos horários de pico, o que não ocorreu.
A Trensurb atende uma linha de 33,8 quilômetros de extensão, onde estão distribuídas 17 estações e operam 25 composições. São atendidos os municípios de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e São Leopoldo.
GREVE DA CBTU:
Continua também a greve dos metroviários da CBTU – Companhia Brasileira de Trens Urbanos em cinco capitais: Belo Horizonte, Recife, Maceió, João Pessoa e Natal.
Nas cinco capitais, mais de 500 mil pessoas são prejudicadas.
Nos horários de pico, o número de trens é ampliado para evitar mais transtornos à população.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

12 comentários em Greve em São Luís é considerada ilegal e abusiva. Greve de metroviários prejudica milhares

  1. Bruno Quintiliano // 22 de Maio de 2012 às 09:40 // Responder

    E ainda tem gente que diz que a justiça é igual pra todos. Greve é um direito que nunca é respeitado por esses juizes. Se a preocupação fosse mesmo com os usuários, deixariam liberar as catracas, como os metroviários de sp propuseram e o governador recusou.

  2. Só que os motoristas não esta prejudicando só a população, será que os filhos deles não estudam, ou eles querem que os filhos deles se tornem que nem eles que não teve estudo e ficam ai fazendo greve para ter um salário digno, será que eles não vem que quem não for trabalhar também não recebera o seu salário completo, será que compesa vc tirar o dinheiro do seu tão pouco salário para ir trabalhar, pois patrão não quer sabre como vc vai trabalhar eles querem que vc vá, eles podem até pagar um moto táxi, mas com certeza será descontado no final do seu salário. Além do mais é uma pouca vergonha para o nosso estado que se diz patrimonio da humanidade, vereadores, deputados vamos ter vergonha nessa cara e vamos cuidar do nosso estado, na hora de pedir um voto voces sabem aonde encontar o pobre coitado.Essa é a minha opinião enão vou mudar.

  3. não ta contente pede as contas

  4. porrs eu to perdendo aula se o cintra ficar tendo aula ate janeiro a justiça vai rolar e mswe aumentar a passagem eu vou pular a roleta

  5. Só tem uma solução pra isso: DRIVERLESS
    O metrô tem que agilizar a instalação do CBTC pra acabar com essa palhaçada, sindicatos malditos.

  6. A greve dos rodoviario é uma palhaçada tudo bem , mas a greve da policia militar que tambem foi ilegal foi uma palhaçada

  7. a questão não e que os profissionais não tenham estudo minha cara, ou que eles queriam que seus filhos sejam motoristas tanbem, motorista e uma profissão digna, para voçe ter uma idéia sem esses profissionais a cidade para , eles são importantes sim para todos nos inclusive para Voçe luciana mendes eles apenas estão brigando pelo seu direito, todo trabalhador tem direito a um salário digno, voçe esta se referindo a eles de maneira de maneira vergonhosa . o que voçe pensa que voçe e ? voce e uma pobre coitada. um pedaço de carne podre como qualquer um de nos, se voçe tiver estudo ate agora não servio para nada, continua burra do mesmo jeito era melhor nem ter freqüentado uma escola, voçe sim e um poço de burrice e inguinorançia se tens condição pegue um taxi contrate uma empresa para buscar em casa todos os professores e alunos do colégio dos seus filhos , e depois mande lhe deixar no seu serviço e depois busca-la agora se não tiver espere como as outras pessoas, asim como eu,e aguarde o resultado da greve, voçe não e melhor do que niguen voce e so uma pobre coitada so

  8. Isso não é justo pois estamos sendo prejudicados, e isso é uma falta de vergonha

  9. luciana mendes Você perdeu a chance de ficar calada.coitada de vc.

  10. concordo plenamente com luciana mendes, essa greve não adianta de nada. só vão prejudicar a nós trabalhadores, por que toda vez vão declarar a greve irregular e o motorista de ônibus que ganha pouco vai ficar sem emprego, tendo que ir arranjar emprego pior do que eles tem agora. o sindicato dos rodoviarios é muito fraquinho. Pode ver que na greve de São Paulo a toda hora o governador vai na tv explicar a situação da greve e tentar negociar, ver o governo daqui não está nem ai, ou seja não estamos pra discutir a dignidade dos serviços prestados por eles, que é de suma importancia e perigoso mas sim que não vai adiantar de nada. a greve vai ser inconstitucional, muitos vão perderem seus empregos e fora a multa diaria que provavelmente o sindicato não vai pagar essa conta sozinho.

  11. Vocês aí reclamando não irá adiantar de nada. Querem que isso mude ? Tomem atitude de movimento ;D

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: