Ônibus e linhas de São Paulo são vendidos pela internet. Venda de linhas é ilegal

Mercado Livre Leste 4

Uma prática que necessita de apuração. Ônibus e linhas do Consórcio Leste 4 são vendidos no site Mercado Livre. A venda de linha é ilegal, já que se trata de uma concessão. A dos veículos é permitida. Ministério Público vai investigar a venda pela internet. O Consórcio Leste 4 e as empresas que o formam são alvos de uma ação civil pública. As viações e pessoas físicas tiveram os bens bloqueados pela Justiça, por má prestação de serviços e suspeita de irregularidades jurídicas. FOTO: Reprodução

Linhas de ônibus do Consórcio Leste 4 são vendidas até no Mercado Livre
Prática é ilegal. Veículos podem ser comercializados normalmente, mas linhas são do poder público

ADAMO BAZANI – CBN

Denúncia recebida pela reportagem revela uma situação no mínimo passível de apuração.
Linhas de ônibus de São Paulo estão supostamente sendo vendidas pela internet. O Ministério Público vai investigar.
Tratam-se de serviços do Consórcio Leste 4, que é alvo de uma ação civil pública na Justiça, por má prestação de serviços e suspeitas de irregularidades em transações financeiras entre as empresas que formam o Consórcio: Himalaia Transportes (cuja parte de trólebus foi adquirida pelo Grupo Ruas, depois da apresentação da denúncia, se tornando Ambiental Trans – a nova empresa não tem relação com as supostas irregularidades), Viação Novo Horizonte e Happy Play, esta última que foi contratada pelo poder público para operar ônibus, que recebe repasses pela empresa Novo Horizonte, mas que apesar disso não tem um ônibus sequer.
O Ministério Público de São Paulo conseguiu na Justiça o bloqueio de bens das empresas, dos responsáveis pelas companhias e pelo Consórcio Leste 4.
Os réus do processo, que pede ressarcimento de R$ 30 milhões aos cofres públicos são: Consórcio Leste 4, formado pela empresas Himalaia Transportes, Novo Horizonte, Happy
Play Tour Passagens, Turismo e Transportes de Passageiros, além da Himalaia Investimentos e Participações, e as pessoas físicas Vilson Ferrari, Antonio Pereira da Silva Sobrinho, Gerson Adolfo Sinzinger, Edmar Vieira Rodrigues, Guilherme Correa Filho, Paulo Roberto dos Santos, Aldari Serrano, Angelo Vieira dos Reis e Antonio Soares da Silva Filho.
No Mercado Livre, site de compras e vendas, ônibus e linhas são oferecidos com garantia de retorno financeiro em 36 meses.
No entanto, venda de linhas é ilegal.
As linhas pertencem ao poder público e são uma concessão de prestação de serviços.
O próprio Ministério Público constatou a prática de venda de ônibus junto com linhas numa espécie de leilão realizado numa das garagens da Novo Horizonte, no ano passado.
Legalmente, apenas os ônibus podem ser vendidos.
No entanto, este tipo de comercialização de linhas, demonstra mais uma vez que apesar de ser registrada como uma S.A., uma empresa convencional, a Viação Novo Horizonte não passa de uma cooperativa de transportes.
Os ônibus possuem donos particulares que têm um veículo ou mais e que contratam motoristas e cobradores individualmente.
O Ministério Público quer esclarecimentos sobre a natureza jurídica da Novo Horizonte, que continua se apresentando como empresa, tem registro de funcionários no Caged, do Ministério do Trabalho, mas adota práticas de cooperativa.
Além disso, os veículos não poderiam ser vendidos, já que os bens da Novo Horizonte, se é que ela se trata de uma empresa de verdade, estão bloqueados.
A Novo Horizonte teve origem na Cooperativa Nova Aliança, que atua também na zona Leste de São Paulo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

ANÚNCIO TERIA SIDO ERRO DE MARKETING:

NOTA EXPLICATIVA

Declaramos que para os devidos fins, que o anuncio veiculado na internet com o titulo “ Ônibus + Linha” foi um equívoco de propaganda do pessoal do marketing contratado.
Assim como o pessoal de internet deixo claro que o ônibus tem mais de 10 anos de uso, e não correspondem a foto ilustrativa veiculada, não existe linha e sim um tipo de serviço a ser usado como no caso dos veículos a serem negociados servirem como linhas rurais, autônomas e particulares, não temos nenhum tipo de linha…

O anuncio foi um grande mal-entendido e nos deixamos a disposição para qualquer esclarecimento.

Sem mais

26 comentários em Ônibus e linhas de São Paulo são vendidos pela internet. Venda de linhas é ilegal

  1. A CASA AINDA VAI CAIR NH! É QUESTÃO DE TEMPO, MAS AOS POUCOS A JUSTIÇA SERÁ FEITA!!!

    CARO ADAMO, com a grande experiência em transporte, será que vc consegue achar o link do contrato de prestação de serviços e/ou da legislação que fala do tema na cidade de SP, sobre o comércio de linhas ser irregular? Isso está em algum site da prefeitura, mas de imediato não consegui achar.

  2. Vale a pena que eu estou “contente” por esse assunto, espero é possibilidade de reactivação de certas linhas (por exemplo 3221/10, 342X/10, etc.).

  3. Estou procurando. Mas de toda a forma, essa informação já é de conhecimento do Ministério Público.

  4. Possivel greve em Sorocaba – SP tbm
    aki esta a reportagem
    http://www.diariodesorocaba.com.br/site2010/materia2.php?id=221730

  5. JORNAL ESPECIAL SOBRE O CONSÓRCIO LESTE 4, BAIXEM E DIVULGUEM!!!
    http://www.mediafire.com/?aem2g3keaddtn0c

    • Boa tarde.
      Não vai ser agora, pois apesar da precariadade dos ônibus, é necessário uma solução de reativar de certas linhas como exemplo 3221/10, 342X/10, etc. Mas um ponto diferente além do trajeto original, por exemplo:
      4208/10 (Pq. Savoy City/Metrô Vl. Prudente) para 4208/10 (Pq. Savoy City/Pça. da Sé).
      Ida: normal até av. da Liberdade, lg. Sete de Setembro, pça. Dr. João Mendes, r. Anita Grimaldi, r. Roberto Simonsen, r. Venceslau Brás, pça. da Sé, r. Sen. Feijó (59).
      Volta: r. Sen. Feijó, r. Cristóvão Colombo, vd. Brig. Luís Antônio, vd. Da. Paulina, pça. Dr. João Mendes, av. da Liberdade, proseguindo normal.
      Resumindo:
      A solução só será realizada caso se o consórcio vai na justiça.
      Obrigado.

      • Lucas, mais de um ano depois, aqui nos bairros do pq Savoy / jd Marilia sofreram mudanças, as linhas 3222 e 2296 foram extintas e foi criada a linha 4312-10 jd Marilia / pq d.pedro que sai no ponto final da extinta 2296. Há projeto de construção de uma Estação de Transferencia (terminal) no terreno em frente dos pontos finais dos onibus 2296 e 4208, além disso por causa da demanda, com a conclusão do terminal, os onibus serão trocados por onibus articulados e o itinerario da linha 4312 mudará já que as ruas do jd marilia não comporta onibus articulado. Estes onibus sairão do terminal savoy descendo a avenida alziro zarur, depois seguindo pela osvaldo vale cordeiro.
        No final das contas esta nova linha (4312) nada mais é que a volta da 3221 melhorada já que segue pela gamelinha e depois seguindo pela radial leste.
        Quanto a linha 4208, será pouco provavel seguir até a Sé já que se fixou na vila prudente e sua numeração alterou para 407y. Nestas duas semanas após a alteração das linhas tem melhorado muito e alias a linha 4312 esta sendo operada emergencialmente pela vip como foi feito na época com a 4208, pena que atualmente a linha 407y ainda é operada emergencialmente pela NH.

  6. Onde é que vamos parar com tanta indecência e cara de pau? País de terceiro mundo é pouco. O gigante(Brasil) não está adormecido não, está é em coma profundo e parece que irreversível. Só para efeito de atualização,o anúncio no Mercado Livre foi finalizado às 12:45hs.

  7. Bruno Quintiliano // 17 de Maio de 2012 às 20:41 // Responder

    Eu estava pensando em pedir o direito de ver os contratos de concessão e permissão com base na nova lei de transparência. Alguém sabe onde eu posso pedir isso?
    O promotor Saad Mazloum “Reativou” o blog, comentou e aceitou vários comentários e convocou quem puder pra depor na ACP sobre as áreas 4 e 8

  8. Hipólito Rodrigues // 17 de Maio de 2012 às 21:04 // Responder

    Adamo,

    Esses pilantras deveriam ser preso! Depois de tantas falcatruas e prejudicar o cidadão, não entendo como essa pseudo-empresa continua no sistema.

    Abraços

  9. Á diretória sabe de tudo ela mesmo vendeu os ônibus da viação HIMALAIA para os donos de ônibus da NOVO-HORIZONTE , e levou uma grana preta do Sr Felipe dono da HIMALAIA para vender estes ônibus e as linhas , fora que as linhas quando veio era R$ 50.000,00 , foi vendidas pôr R$ 85.000,00 quem levou toda grana foram os diretóres da NOVO-HORIZONTE , quem me falou deste fato tem ônibus na NOVO-HORIZONTE , e não esta recebendo nada , descrobiram que o RH tem mais de 3000 mil funcionarios fantasmas , ve o patrimoneo dos diretóres hoje estão milhonarios com esse negocio , é só investigar , fora que o PCC esta ligado com a diretória toda , é uma vergonha e ninguem faz nada , vé se acorda MINISTÉRIO PUBLÍCO !!!

  10. LUIZ DE FREITAS // 17 de Maio de 2012 às 22:25 // Responder

    Apesar da NOVO-HORIZONTE ser uma empresa S/A , tem seus colaboradores e donos de ônibus que na maioria das vezes são pais de familia , qem leva o lucro são os diretóres SR(GERSON/VILSON/EDMAR/ANTONIO/MARCOS) em 01/2012 inventaram um caixa unico e repassam para os sócios R$ 500,00 pôr semana para cada carro que roda na empresa , é uma vergonha um carro que transporta +_ 20 mil passageiros cada passageiro R$ 2,14 o repassse Da SP-TRANS , é so fazer as contas quem fica com todo lucro são os diretóres da NOVO-HORIZONTE , não é atoa que vivem em grandes casas no condominio em ARUJA , enquanto isso os donos de ônibus (sócios) não tem dinheiro nem para gasolina tem muitas coisas errada é só investigar . CADE O PROMOTOR SAAD , coloca estes canalhas no devido lugar (cadeia) !!! eu mesmo LUIZÃO …

  11. Enquanto isso cadê a comissão de transportes da câmara Municipal pra ver isso, cadê a secretaria municipal de transportes e sobretudo o prefeito, isso é usurpar o dinheiro público, coisa de quadrilha organizada. Precisa dar um basta nessa situação, os caras estão vendendo linhas de ônibus como se fosse qualquer coisa.

  12. PESSOAS, VAMOS MANDAR TWEETS EM PASSA PROS PERFIS:

    @sptrans_ e @gilbertokassab_

    Com o link desta notícia e uma pergunta: PQ NÃO DESCREDENCIAM O CL4???

    TEMOS QUE AGIR RÁPIDO E NÃO PERDER O TEMPO, senão logo essa notícia vai ficar ultrapassada e a sptrans vai deixar passar batido.

    DIVULGUEM ONDE PUDER!

    Este link também é ótimo para ser divulgado:
    http://pt.scribd.com/doc/93926995/Sptranstorno-1-Especial-Consorcio-Leste-4

  13. Art. 15 – É vedada a subconcessão dos serviços delegados. http://www3.prefeitura.sp.gov.br/cadlem/secretarias/negocios_juridicos/cadlem/integra.asp?alt=13122001L+132410000

    PRONTO, O CONSÓRCIO LESTE 4 JÁ PODE SER DESCREDENCIADO!!!
    Ádamo, que tal levar isso para complementar a matéria?

  14. Giuliano e Fabricio // 21 de Maio de 2012 às 14:10 // Responder

    NOTA EXPLICATIVA

    Declaramos que para os devidos fins, que o anuncio veiculado na internet com o titulo “ Ônibus + Linha” foi um equívoco de propaganda do pessoal do marketing contratado.
    Assim como o pessoal de internet deixo claro que o ônibus tem mais de 10 anos de uso, e não correspondem a foto ilustrativa veiculada, não existe linha e sim um tipo de serviço a ser usado como no caso dos veículos a serem negociados servirem como linhas rurais, autônomas e particulares, não temos nenhum tipo de linha…

    O anuncio foi um grande mal-entendido e nos deixamos a disposição para qualquer esclarecimento.

    Sem mais

    • as pessoas que compraram não podem ser prejudicadas, em maneira alguma…isso tem que ser visto

    • ônibus com mais de 10 anos?? auhuahaua vcs vendem um como mais de 10 anos e compram uma bacia de ônibus beirando 10 anos dos consoricio 7 e unisul vcs estão de brincadeira e vendem onibus e linhas sim
      e como vcs adquiriram as linhas da Himalaia ?? foi repassada de graça ???
      se fosse repassada de graça vcs tinham adquirido todas as linha inclusive as linhas de trólebus e as linhas 3114-10 3020-10, 3139,2101-10 e 2101-41
      vcs não adquiriram pq não da lucro pra vcs.

  15. NOTA EXPLICATIVA

    Declaramos que para os devidos fins, que o anuncio veiculado na internet com o titulo “ Ônibus + Linha” foi um equívoco de propaganda do pessoal do marketing contratado.
    Assim como o pessoal de internet deixo claro que o ônibus tem mais de 10 anos de uso, e não correspondem a foto ilustrativa veiculada, não existe linha e sim um tipo de serviço a ser usado como no caso dos veículos a serem negociados servirem para linhas rurais, autônomas e particulares, não temos nenhum tipo de linha.

    O anúncio foi um grande mal-entendido deixa a disposição para qualquer esclarecimento.

    Sem mais

    GIULIANO E FABRICIO

  16. Isso é tudo mentira vcs vendem onibus e linhas sim e não pagam ninguem compram carros velhos de outras empresas mundam o ano de fabrica e circulação para enganar o usuário dizendo que é onibus novos e na verdade é sucata do consorcio7 e unisul.
    Eu já presenciei motoristas e cobradores reclamando da empresa dizendo que trabalha como cooperativa
    fora que a area 5.xxxx e 3.xxxx pertence a vcs o endereço dessas 2 cooperativas esta situada na cidade tiradentes onde se encontra o CL4 .

  17. É justamente isso que eu tentava falar pra você pelo msn, quando discutíamos sobre o conceito de BRT e adoção do modelo de Bogotá por Belo Horizonte. Parece que você fazia questão de não ver o meu ponto de vista!!! kkkkkkkkk, eu via seu ponto de vista, só discordava dele. Você talvez também não tivesse compreendido o meu ponto de vista. Veja o próprio exemplo que eu dei de BRT, o Corredor São Mateus-Jabaquada: ele tem plataformas baixas, ótimo. Mas os ônibus operam exclusivamente naquele corredor. Faz diferença a plataforma ser alta ou baixa naquele corredor? Não. Isso é o que eu queria dizer: dependendo do modelo operacional adotado no BRT, não faz diferença ser alto ou baixo, ou seja, se os ônibus operarem exclusivamente no corredor, tanto faz. Porém, se os ônibus forem operar também fora do corredor, aí fica inviabilizada a operação com plataformas altas, ehehe. :storm: 😆 Adorei esse smile novo! Também gostei, ehehe. BH pode fazer um modelo de BRT sem incorporar todos os aspectos do BRT de Bogotá. Um dos aspectos que eu não gostaria que fosse incorporado é o de não usar piso baixo. Prefiro o BRT de Santiago que usa pisos baixos e com isso consegue a mesma acessibilidade para os usuários seja fora ou dentro do corredor. Se a BHTrans quiser linhas que percorram trechos de corredor e não corredor ótimo, se não, não faz diferença mesmo. Mas se pode ter ônibus mais adaptáveis, seja ao corredor ou fora dele, melhor ainda. :okay: É, a altura das plataformas dependerá muito do modelo operacional a ser adotado. Apesar que hoje a tendência é fazer até mesmo ônibus de corredores exclusivos serem de piso baixo também.

  18. incrivel o que esse consórcio faz, mas como é brasil, fica impune… triste!

  19. Ai pessoal oque dizer das cooperativas do sr. Kassab quando a população diz que as cooperativas é tudo de traficante ninguém acredita olhem só essa reportagem:http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/06/policia-apreende-500-kg-de-maconha-em-cooperativa-de-micro-onibus.html

  20. SE AS EMPRESSAS NAO CONSENGUEM FIRMAR HORARIOS, IMAGINEM PARTICULARES Q ESTAO QUERENDO COMEÇAR!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Cuidado com as compras da China! - Explorando
  2. NÃO REELEJA VEREADORES VAGABUNDOS DE SP! CONFIRA A LISTA!!! « naoreelejavagabundo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: