Millennium BRT vai circular comercialmente em breve na Capital Paulista

Onibus

Versão para corredores de ônibus com plataformas que possuem o piso no mesmo nível do assoalho dos veículos. Dimensões seguem os padrões de estipulados por cada gestor municipal e design é praticamente o mesmo dos veículos com piso baixo. Divulgação Caio.

Caio apresenta modelo BRT
Encarroçadora de Botucatu, no Interior Paulista, entra na era dos ônibus urbanos voltados para corredores cujas obras se intensificaram para a Copa do Mundo. Modelos de São Paulo devem operar em breve

ADAMO BAZANI – CBN

Vendo a possibilidade de crescimento do segmento de ônibus diferenciados por conta do maior número das obras de corredores de ônibus, a Caio lançou a versão BRT para um dos seus produtos para fazer frente a duas concorrentes que já apresentaram veículos deste tipo, a Neobus, com o Mega BRT e a Marcopolo com o Viale BRT.
No caso da Caio, trata-se do Millennium BRT. De acordo com a Caio, um dos principais diferenciais do modelo é que ele passou por diversos testes de estrutura para atender às mais variadas configurações de corredores do tipo BRT (Bus Rapid Transit) que estãoo sendo implantados nos país, principalmente para a Copa do Mundo de 2014 e depois da liberação de recursos da segunda fase do PAC da Mobilidade, que contempla cidades com 700 mil habitantes ou mais, independentemente de sediarem os jogos.
O Millennium BRT pode ser usado para encarroçar chassis biarticulados, articulados e convencionais.
A maior parte dos testes, tanto de resistência, como de estrutura. Manobra e lotação ocorreu nos corredores e faixas de ônibus da Capital Paulista que possuem diferentes características
Um mercado garantido o Millennium BRT vai ter e não é qualquer mercado. Trata-se da Capital Paulista, onde o dono da Caio, o empresário português José Ruas Vaz, é responsável por boa parte das operações na cidade que tem o maior sistema de ônibus do País.
A maior área envidraçada na parte dianteira, que garante mais visibilidade para motorista e passageiros e a iluminação em led das lanternas traseiras apresentam mais segurança aos ocupantes do veículo, além de um design mais moderno.
Quanto melhor a visualização do ônibus e a partir do ônibus também é ampliado o nível de segurança.
O posto do motorista tem melhor ergonomia, o que garante mais conforto para o trabalhador. O ambiente de trabalho do motorista foi projetado em 3 D, o que possibilitou um resultado que oferecesse melhor alcance dos instrumentos e botões do painel.
Para as versões com roda após o eixo dianteiro, há opção de cabine de vidro para o motorista que o isola do salão de passageiros.

interior de ônibus

Salão de passageiros oferece peças harmoniosas para deixar o ambiente mais agradável. Poltronas foram desenvolvidas pela própria Caio e seguem normas nacionais e internacionais de conforto e segurança. Divulgação Caio.

Já para os modelos com a porta dianteira antes da roda, para proteger o motorista, há portinholas de vidro, a meia altura, como nos modelos de ônibus europeus.
Duto de ar condicionado, iluminação interna e até mesmo os anteparos para os passageiros foram feitos de forma a deixar o interior mais harmonioso, ainda de acordo com a Caio.
Na parte traseira, há possibilidade de serem colocados itinerários em formas de pequenas caixas, que informam só o número da linha, ou espaços maiores para letreiros.
A Caio também informa que os bancos são mais modernos, feitos de plástico injetado, com pés que facilitam a manutenção.
Estes bancos são feitos pela própria Caio após três anos de desenvolvimento, que reuniu testes estáticos, dinâmicos, alguns realizados por programas de computadores.
Os bancos seguem padrões internacionais e as normas nacionais de segurança e conforto.
Até mesmo simulações de acidentes, calculando a pressão sobre a bacia dos ocupantes, foram realizadas para a concepção das poltronas.

SÃO PAULO JÁ TERÁ A PRIMEIRA VERSÃO RODANDO COMERCIALMENTE:

ônibus

Versão de piso baixo total do Milleninium BRT da Caio. Veículo, com chassi biarticulado Volvo, vai circular na cidade de São Paulo. A Capital Paulista deve contar com vários ônibus deste tipo. O proprietário da Caio é responsável por boa parte dos ônibus municipais de São Paulo. Divulgação Caio.

A primeira versão do Millennium BRT vai rodar nos corredores e faixas da Capital Paulista.
O veículo será um biarticulado, de chassi Volvo, com piso baixo total. O motor já segue os padrões de redução de emissão de poluição do Proconve P 7 – Programa Nacional de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores baseados nas normas Euro V.
O ônibus segue os padrões da SPTrans, São Paulo Transportes, autarquia que gerencia os transportes municipais.
O Millennium BRT tem 26 metros e 61 centímetros de comprimento e 2 metros e 60 centímetros de largura. A capacidade é para 179 pessoas, sendo 47 sentadas, 1 vaga para portador de necessidade especial e 131 passageiros em pé.
A segunda versão do Millennium BRT é para veículos com piso normal, para sistemas de embarque por estações no mesmo nível do assoalho do ônibus, como ocorre com as estações – tubo de Curitiba, no Paraná.
O tamanho da carroceria segue os padrões de cada gerenciador municipal.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

10 comentários em Millennium BRT vai circular comercialmente em breve na Capital Paulista

  1. gostei muito desse novo BRT da Caio, é muito lindo por fora e por dentro, e Caio acertou em cheio.

  2. Ficou muito bonito mesmo esse Millenium BRT, mas uma coisa é certa, a CAIO não quiz ficar atrás da concorrência com Neobus e Marcopolo. Por outro lado ser o ultimo muitas vezes representa poder corrigir algumas coisas. Já há um desses em testes na Viação Campo Belo é o carro 72075.

  3. Bruno Quintiliano // 18 de Maio de 2012 às 12:18 // Responder

    menos bancos são para colocar mais pessoas em pé. Mas eu não entendo o sentido de fazer isso sobre as rodas, onde o espaço fica inutilizado. Esses engenheiros andam no ônibus lotado ou só nos testes?

  4. Aqui em Curitiba, a Neobus desfila com bi-articulado pelas canaletas, em azul e vermelho. Tem Millennium e Torino também. Muito bom andar nesses ônibus … o motor Volvo responde maravilhosamente bem e é imperceptível a troca de marcha .

  5. nosaaaaaaaaaa, muito legal esse millenium BRT
    d+ 😀
    eu já fiz um desenho do millenium IV

  6. Daqui a pouquinho a busscar estará lançando o seu BRT1 hehehehe

  7. Lamentavel estes engenheiros que ficam colados nos computadores e não andam em onibus
    lotados na cidade de SP. O criador e a criatura, parece caminhão cheio de gado e não tem
    onde segurar, corrimão a 5 metros de altura, vida de animal…

  8. sendo assim orgulho-me de ser brasileiro, parabéns a CAIO.

  9. André Francischetti // 14 de dezembro de 2012 às 02:20 // Responder

    E aquele que esteve em testes pela Via Sul? Alguma esperança que venha as três versões (padron, articulado e biarticulado)?

  10. Sempre interessante inovar no design, mas o mais importante é que o motorista e os passageiros tenham mais conforto. É primordial que os ônibus tenham piso baixo total, isto não é um “luxo”.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: