Greve em Manaus: motoristas ameaçam paralisação mesmo sem apoio de sindicato

greve manaus

Motoristas e cobradores de ônibus em Manaus, no Amazonas, podem entrar em greve nesta quarta-feira por aumento de 20% nos salários, além de outros benefícios. Movimento, no entanto, não tem apoio do sindicato da categoria e pode mostrar uma disputa interna na entidade.

Motoristas e cobradores ameaçam greve de ônibus em Manaus
Movimento não tem apoio da direção do sindicato da categoria, diz entidade

ADAMO BAZANI – CBN

Motoristas e cobradores de ônibus ameaçam entrar em greve em Manaus, Amazonas, nesta quarta-feira, dia 03 de maio de 2012.
Panfletos foram distribuídos entre a categoria e para a população nos veículos e nas proximidades de garagens de ônibus e terminais.
A categoria reivindica 20% de aumento salarial, cesta básica no valor de R$ 190,00 e R$ 9,00 de vale alimentação.
A possível greve, no entanto, pode ser fruto de uma disputa dentro do sindicato dos rodoviários.
A direção da entidade negou ter envolvimento com esse movimento de possível paralisação.
Os motoristas e cobradores foram orientados pelos panfletos a não fazerem piquetes. Eles sequer sairiam de casa. Cem por cento da frota pode ser paralisada.
Como o movimento não tem organização, o temor é de confusão nas garagens e nas ruas.
O Sinetram – Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas já entrou na Justiça para tentar impedir a greve de ônibus em Manaus.
As empresas prometem desconto na folha de pagamento dos trabalhadores que faltarem nesta quarta-feira.
A SMTU – Superintendência Municipal de Transportes Urbanos deve acompanhar as negociações e disse que vai tentar minimizar os impactos da paralisação, se ela ocorrer.
A possível greve não deve atingir os mini-ônibus alternativos e executivos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: