TERESINA REFORMULA TRANSPORTES

Transportes Teresina

Ônibus em Teresina. A cidade terá um sistema de transportes mais moderno e reformulado. Passa a vigorar a integração em 33 linhas das 92 em operação na cidade, o que deve beneficiar metade dos 7 milhões de passageiros que são transportados por mês no local. Em uma hora, por meio de cartão eletrônico, a primeira passagem é cobrada pelo valor integral. Neste período, a segunda viagem em uma das linhas integradas custará a metade do valor original. Se o passageiro, no entanto, precisar pegar um terceiro ônibus, a tarifa volta ao normal, mas o quarto também terá meio valor de passagem, Além disso, a cidade vai ganhar um corredor de ônibus na Avenida Frei Serafim,com uma vantagem: os ônibus terão disponíveis duas faixas: uma será para eles pararem no embarque e no desembarque e outra para circularem livremente, o que deve aumentar a velocidade do sistema. È uma prova que corredor de ônibus é uma alternativa de priorização do transporte coletivo sem grandes gastos de recursos públicos.

Teresina terá sistema de ônibus integrado
A integração inicialmente será com 33 linhas das 92 em operação. Tarifa vai subir para R$ 2,10 e parte de avenida vai virar corredor de ônibus

ADAMO BAZANI – CBN

O sistema de transportes coletivos de Teresina, no Piauí, passa por alterações que, segundo a Strans, empresa que gerencia os serviços, deve trazer modernidade e benefícios para os passageiros.
A cidade terá sistema de ônibus integrado.
Dos 92 linhas que operam em Teresina, em 33, consideradas de maior demanda para segunda viagem, vão oferecer integração.
Essa integração só será possível com o uso de bilhete eletrônico, que pode ser comprado de maneira avulsa e ter os créditos carregados em pontos distribuídos pela cidade.
Ela valerá pelo período de uma hora e servirá apenas para dois ônibus neste prazo. A primeira condução o passageiro paga a tarifa integral e na segunda, paga somente meio valor da passagem. Se caso for necessário usar um terceiro ônibus, este já terá tarifa normal, mas o quarto terá tarifa reduzida pela metade.
Os estudantes que já pagam meia tarifa vão poder pegar o segundo ônibus se a linha for integrada apenas por um quarto do valor da passagem.
A gerenciadora dos transportes de Teresina acredita que será possível com o decorrer do tempo e o resultado das experiências aumentar o número de linhas integradas.
De acordo com a Strans, o sistema de Teresina transporta 7 milhões de passageiros por mês. Pelo menos a metade deste total deve ser beneficiada com as integrações.

AUMENTO DE TARIFA:

Teresina foi alvo em 2011 de uma disputa, que envolveu até manifestações de estudantes, por causa do aumento das tarifas de ônibus. A passagem chegou a ser elevada, mas depois teve o valor reduzido.
Mas agora, com base nas planilhas de custos apresentados pelas empresas de ônibus em maio de 2011, a Strans anunciou aumento da tarifa de R$ 1,90 para R$ 2,10 também no dia 02 de janeiro, não apenas para custear as integrações, mas para equiparar os ganhos e lucros das empresas com o aumento dos custos operacionais, como folha de pagamento, combustíveis, pneus, lubrificantes, peças e aquisições de veículos que tiveram elevação de preços neste ano.

CORREDOR DE ÔNIBUS:

Sem gastar grandes recursos com modais sem tradição no País ou em grandes obras, Teresina diz quer vai priorizar os transportes coletivos.
Para isso, vai transformar uma das principais vias da cidade, a Avenida Frei Serafim em corredor de ônibus, com a vantagem de que os ônibus vão ganhar velocidade operacional por conta de um sistema lógico de uso das faixas de rolamento.
Duas faixas continuarão sendo para trânsito comum.
A terceira faixa será apenas para os ônibus trafegarem e a quarta faixa será apenas para os ônibus pegarem ou desembarcarem os passageiros. Assim, a faixa por onde o ônibus vai trafegar não será a mesma onde ele vai parar, o que vai garantir maior velocidade ao transporte público, um dos principais atrativos para o sistema.
Os carros de passeio só vão poder circular pelas faixas de ônibus para fazerem conversões e apenas por um quarteirão, desde sinalizem com a seta a intenção de sair da via.
A Avenida Frei Serafim também terá monitoramento por câmeras.
Se a iniciativa der certo, mais corredores deste tipo devem ser implantados em Teresina.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: