A NOVA CARA DOS ÔNIBUS DE DOIS ANDARES EM LONDRES

ônibus de dos andares

Ônibus de dois andares de Londres voltarão a ter a tradicional porta traseira, mas para evitar acidentes, que foram responsáveis pela aposentadoria dos Routemasters em 2005, um funcionário vai orientar a entrada e saída dos passageiros. Foto: Divulgação

Londres comemora renovação dos ônibus de dois andares
Veículos que são símbolos da cidade inglesa agira são mais modernos e oferecem acessibilidade pára pessoas com dificuldade de locomoção
ADAMO BAZANI – CBN

Londres vai ter a partir de 20 de fevereiro de 2012 uma nova versão de um dos seus símbolos tradicionais.
Nesta data começam a circular os ônibus de dois andares, marcos ingleses, inspirados no famoso Routemaster fabricado entre 1958 e 1968. Chegaram a circular nas ruas 2 mil 760 unidades.
Por questões de segurança, já que pessoas entravam e saíam do ônibus em movimento pela porta traseira, os Routmasters começaram a ser aposentados em 2005.
O ônibus é totalmente modernizado. Possui equipamentos de segurança de tráfego e gerenciamento eletrônico, acessibilidade para portadores de dificuldade de locomoção, com o piso baixo, dispensando os degraus para o piso inferior, mas mantém várias características do velho modelo.
Assim, o modelo do ônibus mescla linhas e conceitos modernos, com elementos do passado, criando uma interessante harmonia de épocas diferentes.
Entre as características preservadas está a famosa porta traseira que ocupa a lateral e um pouco da parte de trás do veículo.
O ônibus não vai ter cobrador, mas vai contar com um segundo funcionário para orientar a entrada e saída de passageiros e evitar os acidentes que motivaram a “aposentadoria” dos tradicionais Routemasters.
“O ônibus tem um corredor livre de escadas na parte inferior, facilitando o acesso a pessoas com dificuldades de mobilidade”, diz a Transport For London, responsável pelos serviços de transportes na cidade inglesa.
O design foi feito exclusivamente para a cidade de Londres.
O ônibus tem três portas para agilizar os embarques e desembarques e duas escadas para acesso ao piso superior.
O novo modelo vai conviver por um bom tempo com os antigos, já que existem cerca de mil ônibus deste tipo em circulação em Londres.
Inicialmente serão colocados oito ônibus da versão nova em circulação, fabricados na Grã Bretanha, e devem fazer a linha da Estação Ferroviária Victoria ao Hackney, no subúrbio londrino.

ÔNIBUS SÃO HÍBRIDOS:

ônibus de dois andares

Os veículos terão três portas para agilizar o embarque e desembarque de passageiros. Os antigos modelos possuíam três portas. Os veículos terão capacidade para 85 passageiros contra 120 dos articulados que foram retirados de circulação por causa do grande porte em relação às estreitas vias de Londres. Foto: Divulgação

Além de manterem algumas linhas tradicionais com acessibilidade, o novo ônibus de dois andares da Inglaterra também possui um apelo ecológico.
Sua tração é elétrica híbrida.
O ônibus possui dois motores, um elétrico e outro que funciona com diesel menos poluente.
Em comparação aos veículos convencionais de transporte coletivo da Inglaterra, a emissão de poluentes deste novo ônibus de dois andares chega a ser a metade. O consumo de combustível também é reduzido em cerca de 50%.
Em relação aos ônibus híbridos mais antigos, a economia de combustível pode chegar a 15%.
Ele consegue percorrer 100 quilômetros consumindo 28 litros de combustível.
O desenvolvimento dos veículos custou 7,3 milhões de libras, o equivalente a R$ 22,5 milhões. O custo de produção de cada veículo é de cerca de 300 mil libras.
OBRA DE ARTE:
O design foi projetado pelo artista britânico Thomas Heatherwick. O modelo foi pensado para circular pelas ruas estreitas em diversas localidades de Londres. Aliás, as características destas vias fizeram com que os ônibus articulados, que são muito compridos, fossem retirados de circulação.
Os articulados, no entanto, possuíam maior capacidade de transporte. Eles levavam cerca de 120 pessoas contra 85 dos ônibus de dois andares.

ÔNIBUS ESTEVE EM BRIGA POLÍTICA:

ônibus de dois andares

O projeto de desenvolvimento dos novos ônibus de dois andares custou o equivalente a R$ 22,5 milhões. Ele foi desenvolvido pelo artista britânico Thomas Heatherwick, que quis aliar modernidade com o ar do passado dos tradicionais Routmasters. Os ônibus também trazem ganhos ecológicos. eles são elétricos híbridos que reduzem a poluição em até 50% em comparação aos movidos a diesel e são mais econômicos em até 15% em comparação aos híbridos mais antigos. Foto: Divulgação

Além de serem um símbolo histórico e apresentarem uma aerodinâmica única que marcou o automobilismo mundial (poucos veículos foram símbolos em seus países), o ônibus de dois andares esteve numa intensa disputa política.
Ele foi defendido pelo atual prefeito Boris Johnson, conservador, que debateu o assunto com o opositor de campanha e antecessor, Ken Livingston, durante as eleições de 2008.
Boris Johnson declarou à imprensa que os ônibus mostram Londres a cidadãos locais e a turistas por vários aspectos.
“Ele faz lembrar a todos sobre todos os ícones de Londres – o design de um táxi antigo ou o design de um chapéu, ou a nobre fronte convexa de um elefante de batalha. É um desses algo que diz Londres a muitas pessoas. Ao caminhar pelas ruas foi óbvio ver quantas pessoas gostam dele e como ele é atraente.”
A tarifa dos transportes públicos em Londres vai aumentar 5,6% em janeiro, mas a prefeitura negou que seja por causa do desenvolvimento dos ônibus de dois andares novos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: