O EXEMPLO DAS FAIXAS DE ÔNIBUS DA RADIAL LESTE

FAIXA DE ÔNIBUS

Objetivo de espaços para transportes públicos é fazer com que a velocidade do sistema aumente, tornando os meios coletivos mais atraentes para a população, inclusive incentivando-a a deixar o carro em casa o que reflete em melhoria no trânsito, um dos maiores problemas das cidades atualmente, que acarretam em outros males, como gastos em infra-estrutura, perda de produtividade, de qualidade de vida e custos inclusive em saúde pública por conta do stress e da poluição. Se a faixa de ônibus na Radial Leste aumentou a velocidade do transporte público, os ganhos com um corredor de fato seriam maiores. A prefeitura justifica os poucos investimentos em corredores alegando que cedeu recursos para o metrô. Um erro na opinião de especialistas, pois se o metrô desenvolve, o ônibus deve acompanhar na mesma proporção. Questão de lógica, pelo alto custo e pelas limitações técnicas, é impossível levar o metrô para a cidade toda. Assim, as pessoas devem ser levadas com velocidade e qualidade até o metrô. E isso só é possível pela priorização dos espaços para ônibus, o meio de transporte ainda mais flexível para várias regiões de São Paulo.

Faixa de ônibus aumenta velocidade do transporte público na zona Leste
Com um corredor de fato, os ganhos devem ser maiores. Para especialista, não adianta investir em metrô sem que o sistema de ônibus cresça de maneira equivalente

ADAMO BAZANI – CBN

Ela é apenas uma faixa pintada no asfalto. Não há qualquer tipo de segregação, as invasões de carros de passeio são constantes, principalmente fora do horário do pico, quando há a impressão de menos fiscalização.
A Prefeitura de São Paulo admite que não é uma solução ideal, mas o fato é que as faixas exclusivas para ônibus na Radial Leste, mesmo não sendo o modelo perfeito, permitem com que a velocidade dos ônibus aumente.
Dados da SPTrans, São Paulo Transportes, que gerencia o sistema municipal, mostram que as faixas, pintadas em setembro, fizeram com que os ônibus circulassem entre 14,9% e 20%
A comparação foi feita com base na velocidade média dos ônibus em outubro de 2010, quando não havia as faixas, e em outubro de 2011. A velocidade continua muito abaixo do necessário, mas houve ganhos.
Em 2010, no sentido bairro – centro, sem as faixas, a média era de 12, 5 km/h. Já com as faixas, subiu para 14,4 km/h no mesmo mês de 2011, já com o sistema implantado.
No sentido centro – bairro, o ganho foi maior, passando de 12,7 km/h para 15,2 km/h.
De acordo com a SPtrans, este ganho de velocidade equivale à colocação de 19% de ônibus a mais nas linhas que servem a Radial, mas sem, no entanto, precisar de fato colocar esses ônibus a mais. Isso porque, com maior velocidade, a mesma quantidade de ônibus consegue fazer mais viagens, sem ficarem presos no trânsito, e atenderem mais passageiros.
A Prefeitura promete inaugurar um corredor de ônibus de fato na Radial Leste até o final de 2012, com segregação dos demais veículos e com menos possibilidade de invasão ao espaço do transporte coletivo.
Um ganho importante para a região, mas se for feito mesmo o corredor da Radial Leste, será um trecho que ficará bem longe ainda da meta de 66 quilômetros de corredores prometidas por Gilberto Kassab.
Para justificar o não cumprimento da promessa, Kassab e sua equipe dizem que a Prefeitura colabora com mais de R$ 1 bilhão para obras do metrô.
Uma atitude correta por privilegiar o metrô, mas errada por esquecer os ônibus. Bons sistemas de metrô só funcionam se houver bons sistemas de ônibus complementando o metroferroviário. A lógica é simples: Não dá para levar o metrô para toda a cidade, por causa do custo e das características geográficas de muitas regiões. Sendo assim, as pessoas que moram nestas áreas de mais difícil acesso ou mais afastadas devem ser levadas dignamente ao metrô. E o ônibus é altamente flexível para isso.
A opinião é de Adalberto Maluf, do Instituto de Relações Internacionais da USP, especialista em transportes. Ao jornal O Estado de São Paulo, Adalberto Maluf foi bem realista ao comentar que só metrô não basta, mas que falar em metrô, gera muito mais popularidade eleitoral que planejar um sistema de ônibus que complemente o metrô.
Mas é cada vez mais fácil encontrar críticas ao investimento direto no metrô sem a complementação com corredores de ônibus. O pesquisador do Instituto de Relações Internacionais da USP e diretor da Fundação Clinton no Brasil, Adalberto Maluf, por exemplo, afirma que os investimentos no transporte público de São Paulo estão se perdendo nos trilhos.
‘Vive-se essa ilusão de que o metrô é a única solução para o transporte’, afirma. Para Maluf, isso ocorre porque a classe política sabe que construir metrô resulta em mais dividendos eleitorais e porque parte dos técnicos ligados ao transporte público municipal concorda com essa ideia, segundo ele.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

13 comentários em O EXEMPLO DAS FAIXAS DE ÔNIBUS DA RADIAL LESTE

  1. Boa noite.

    O metrô e o modal ferroviário são meios de transporte, excelentes, mas, de que adianta melhorá-los e ampliá-los, sem criar condições da população, dos extremos, chegar até eles ?

    É preciso integrar a ferrovia e o ônibus, na melhoria e no crescimento.

    Abçs.

  2. Pena que a SPTrans é muito lerda! Tem gente lá que ganha mais de R$ 10 mil pra não fazer nada… Veja no SPTransparencia:
    http://www.sptrans.com.br/sptransparencia/

    ABSURDO!!! Não faz corredores, não faz manutenção, não tira consórcios cheios de irregularidades de circulação…

  3. O problema Maria José é que aonde há a politica, a técnica não tem palavra, ou seja grande parte das lerdezas da sptrans, se deve ao ótimo prefeito que São Paulo tem.NÃO ADIANTA a SPTrans ter planos e planejamentos e o prefeito não dar a benção. INFELISMENTE.

    Um grande exemplo é que a Celso Garcia tem um projeto ótimo para corredor, mas graças ao nosso amado prefeito Kassab e graças ao vereador Toninho Paiva, não há e não haverá em pouco tempo o corredor de ônibus Celso Garcia.

    • Pior que é mesmo 🙁 Sempre assim… Corredor é tão prático e fácil e barato pra implantar, mas parece que não dá tantos votos como metrô.

      • Maria José
        Acredito que é muito importante considerar corredores REAIS=BRTs. Não é barato porque demanda pistas de concreto bem segregadas, cruzamentos refeitos, plataformas de embarque, terminais de integração e eventuais pontos de ultrapassagem. TEm que tender a uma linha por sentido. Tudo isto gera desapropriações e tem capacidade média; portanto na RMSP a integração com metroferroviários é condição NECESSÁRIA.

        Corredores “baratos” é o que, infelizmente, temos em São Paulo. Com as velocidades acima, congestionamentos, desconforto e lentidão no embarque/desembarque.

  4. Pásmem

    Para o Vereador Toninho Paiva, o Corredor na Celso Garcia não é prioridade.

  5. Galesi
    O vereador Toninho Paiva anda de carro publico, com motorista e combustivel pago pelo governo, e não tem que cumprir horário de trabalho.
    Gostaria de ve-lo dentro de um onibus em plena Av. Celso Garcia, as 18,00 horas de segunda a sexta feira, dizendo a mesma fraze.
    Quanto ao prefeito, fez a promessa do corredor durante a campanha para reeleição do cargo.
    Prometeu 66 km de corredores, e não fez nenhum até agora.
    Nem recuperar os trolebus no corredor Rio Branco/Term Casa Verde, entre outras coisas na área de transporte da qual nossa cidade necessita.
    No entanto tirou da cartola o projeto do corredor Radial Leste (que era para chegar até o terminal Carrão e não irá mais) que disse fará em 2012. Veremos.
    Concordo com voce quando fala que São Paulo nâo tem prefeito (pelo menos o que atuaria de acordo com as promessas de campanha) e que pensou a maior parte do tempo em construir um novo partido, deixando a cidade no abandono.
    Espero que a população de São Paulo saiba escolher o nosso próximo prefeito
    Abraços

  6. infelizmente as pessoas adoram esse prefeito que só faz marginal e depois, quando (mais que obviamente) não dá certo, coloca a culpa do trânsito da cidade nos caminhões. por mim esse Kassab não se elegia mais nem pra síndico de prédio. E o próximo prefeito deve ser escolhido melhor do que qualquer outro: vale lembrar que provavelmente ele fará os próximos contratos do sistema.

  7. Amigo Bruno

    Creio que vai tudo ficar como está, até porque as empresas estão investindo muito pois sabem que vão ficar por MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITO TEMPO, quanto ao futuro prefeito, ele tem que ser mais PRÁTICO E TÉCNICO do que POLITICO, as vezes eu sinto falta do PAULO MALUF ele sim era mais prático e tecnico do que politico. Mas, fazer o que né??? Politicos preocupado com o transporte coletivo???? SÓ EM SONHO!!! Infelizmente.

    abraços amigos…

  8. Agora o METRÔ, tem muita sorte, pois o seu presidente Sérgio Avelleda está trabalhando muito para melhorar o sistema sobre trilhos. Ele está fazendo o que pode e de forma muito competente. Exemplo para o Kassab seguir para ser um bom prefeito, mas se em 3 anos ele não fez nada, o que dirá fazer bem no ultimo ano de mandato???
    Abs pessoal.

  9. Quanto ao Toninho Paiva, ele contribuiu muito para região do Analia Franco com o complexo Padre Adelino que teve a benção dele e da MIRIAM ATHIÉ. É lamentável pois se o povo não acordar, o Toninho Paiva vai para a sexta legislação, então, quem mora na Zona Leste vamos pensando, antes que nós nos arrependamos
    Abraços

  10. Mandei um email para um famoso blog do onibus, onde digo que apos mais de uma ano acompanhando e reclamando do consorcio leste, nada mudou e nada vai muda, apos 2 mese do fim da Hamalaia, perguntem se algo mudou. nada absolutamente nada, a Novo Horizonte assumiu os onibus da Himalaia e a vida segue, o famoso 44 substituiu o antigo 41 da Himalaia, nada mudou, ha sim algo mudou, a nossa vergonha que agora e muito maior.

  11. Oque adianta pintar faixas exclusiva de onibus na radial sendo que carros de passeio naum respeita e tbm não a fiscalização da sptrans e nem da cet.
    isso para sptrans nao interessa o que interessa pra eles é manter essas cooperativas desfarçadas de consorcio para poder ganhar dinheiro encima…
    corredor na ZL pra que ???
    isso só acontece nas outras regiões como ZS , ZN e ZO onde sim tem onibus artuculados e biarticulados…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: