SANTA CRUZ VAI RENOVAR FROTA DA EXPRESSO BRASILEIRO

Santa Cruz compra Expresso Brasileiro
Linhas Rio – São Paulo da Expresso Brasileiro vai receber ônibus novos em março de 2012. O Grupo Santa Cruz comprou a empresa de Lauro Romano oficialmente em 10 de novembro de 2011 e assumiu uma das linhas mais rentáveis do País. Cores e nome da Expresso serão preservados. Foto: Adamo Bazani.

Grupo Santa Cruz vai renovar frota da Expresso Brasileiro
A Santa Cruz, que formalizou a compra da Expresso no último dia 10, promete que vai manter as cores e o nome da empresa que operava a linha Rio – São Paulo

ADAMO BAZANI – CBN

A frota de ônibus da Expresso Brasileiro vai ser renovada a partir de março de 2012, assim como os serviços de venda de bilhetes e atendimento ao passageiro vão ser modernizados.
A informação é de João Luis Mason, diretor do Grupo Santa Cruz Transportes, à reportagem de Adamo Bazani.
Em entrevista, ele contou que a Santa Cruz formalizou a compra da Expresso Brasileiro em 10 de novembro de 2011.
O máximo possível de mão de obra da Expresso vai ser aproveitada.
É um dos negócios de maior destaque no segmento de transportes rodoviários deste ano.
Um dos motivos é o fato de duas empresas tradicionais se encontrarem.
O Grupo Santa Cruz foi fundado nos anos de 1950 e a Expresso Brasileiro nos anos de 1940.
Em 2009, as linhas e frota da Expresso Brasileiro que faziam a ligação entre São Paulo, ABC Paulista, região Metropolitana e municípios do Litoral de São Paulo e parte do interior do Estado foram adquiridas pelo Grupo JCA e agora são operadas por uma das empresas deste grupo, a Viação Cometa.
Lauro Romano continuou com a linha Rio – São Paulo.
De acordo com João Luis Mason, Lauro procurou o Grupo da santa Cruz para propor o negócio.
“O seu Lauro é amigo da nossa família há muitos anos. Não estávamos querendo mais linhas federais, até pela licitação da ANTT que deve ocorrer. Mas acabamos analisando e vimos que o negócio era vantajoso. Foram 3 ou 4 reuniões para a compra” – disse.
João Luis Mason pediu para que não fossem divulgados ainda os valores do negócio realizado.
Outro destaque do negócio é o fato de a Santa Cruz ter adquirido uma linha na ligação rodoviária mais rentável do País, a Rio – São Paulo, mesmo com o crescimento da ponte aérea.
A compra se dá prestes a possível licitação de 1967 linhas interestaduais pela ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres. A ligação Rio – São Paulo deve ter um número maior de empresas concorrendo, de acordo com o novo edital, subindo de 04 operadoras para 05 viações. A taxa de ocupação da linha, segundo a ANTT é a maior do país chegando a 95%
Os números de ocupação são contestados pela Abrati – Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros. A associação também acredita que o aumento de número de viações na linha pode tirar a viabilidade econômica da ligação.

MANUTENÇÃO DO NOME E DAS CORES:

João Luis Mason é de uma das famílias mais tradicionais dos transportes. Ele atua na área desde os 08 anos de idade, acompanhando o pai.
Para ele, o valor da marca de uma empresa de ônibus revela um grande significado para a história não só dos transportes mas do desenvolvimento das cidades onde estas companhia começou a operar.
João diz que pe costume do Grupo Santa Cruz manter a nomenclatura das empresas mais tradicionais. Não é possível fazer isso com todas as companhias adquiridas pelo Grupo que já chegou a ter mais de 30 empresas de ônibus.
João Luis Mason disse que a Santa Cruz vai manter as cores e o nome da Expresso Brasileiro.
“Alguma coisa no design da pintura pode mudar, mas a tradição da marca será preservada” – disse Mason.
Adamo Bazani, jortnalista da Rádio CBN, especializado em transportes