AS TENDÊNCIAS DA FENATRAN QUE VÃO MUDAR O MERCADO DE TRANSPORTES

Caminhão Sinotruk Fenatran 2011

As marcas chinesas que já tomam uma significativa parcela do mercado de carros de passeio, pretendem ampliar a participação no segmento de caminhões e algumas não descartam, para um futuro mais distante, a comercialização de ônibus no Brasil. Além da Sinotruk, marcas como Shacman prometem estar mais presentes no segmento que cresce na atual conjuntura de modernização de infraestrutura e atividades econômicas mais aquecidas. Foto: Marcos Galesi.

Resumo da Fenatran: Tendências
MARCOS GALESI
Eu estive dois dias na Fenatran e confesso fiquei surpreso com as novas tendências e o que promete o mercado de caminhões até 2013.
Nos comerciais leves, a Fenatran apresentou o caminhão Foton que veio para disputar mercado com a Agrale que renovou toa a sua linha de veículos, alguns equipados com motorizações Cummins ISF 3.8 e MWM International Maxxforce 4.8 que utilizam o sistema SCR.,Volkswagen,Iveco, Kia Motors, CN auto e com a Effa Motors que apresentou um novo produto do segmento leve, produzido pela chinesa Jimbei JBC direcionado ao transporte urbano de carga o veículo tem capacidade para duas toneladas, 4.860 mm de comprimento e 1.780 mm de largura. Na categoria Vans, a Mercedes Benz apresentou a reestilização da Sprinter, a Renault não fez nenhuma reestilização significativa na Renault Master na linha 2012 a não ser a inclusão de novos equipamentos de série como trio elétrico e abertura e travamento das portas à distancia pela chave, a gama Master é composta pelos modelos Chassi-cabine, Furgão Minibus, transformados e Vitré, com chassis curtos, médios longos e tetos altos ou baixos, todas são equipadas com o motor diesel 2.5 dCI 16v, de 115 cv 3.500 rpm e 29,6 kgfm de torque máximo 1600 rpm. e no Fiat Ducato também não ouve restilização.
Na categoria semi pesados temos a Mercedes Benz com seu 1418, a nova linha CARGO da Ford que foi a sensação, a Man e a Volkswagen também apresentaram suas novidades.

Fenatran Caminhão Scania

As empresas tradicionais no País, como Scania, Volkswagen (desde 2008 pertencente a MAN, no segmento de caminhões e Ônibus) , Volvo e Mercedes Benz apresentaram soluções para respeitar as novas leis ambientais, que limitam a emissão de poluentes, que entram em vigor pelo Proconve P 7, a partir de janeiro de 2012. Marcas “brasileiras” apostam em lançamentos para frear o avanço chinês e de companhias de outros países, como a DAF, da Holanda, e também na tradição no mercado. Foto: Marcos Galesi

Na categoria pesados, a VOLVO veio com várias reestilizações na linha VM que ganham novas potencias 220cv, 270 cv e 330 cv, a pressão de injeção do propulsor subiu de 1.400 para 1.800 bar, um de seus destaques são a nova cabine, novo painel ergonomicamente mais moderno e avançado, computador de bordo que traz informações como consumo do veículo e aviso de eventuais falhas, um dos destaques da linha VM 330 cv nas versões rígidas 6×2 e 4×2 – até agora os VMs nesta faixa de potência eram oferecidos somente nas versões de cavalo mecânico, isso sem contar ás reestilizações da linha FH.
A Iveco também vem com várias novidades na linha Stralis,um bom exemplo é o Stralis AS de Active Space que inaugura a nova geração de veículos iveco da linha ecoline.São novas cabines, novos interiores, novos sistemas eletrônicos e pneumáticos, motores euro 5 P7, e aprimoramentos mecânicos de chassi e suspensão maior, mais luxuoso e potente 560 cv, mas a maior sensação do evento foi um caminhão Scania movido 100% a Etanol Também a linha V8 é uma das tradições da Scania no Brasil. São duas opções de potência 560 e 620 HP o motor de 8 cilindros e 16 litros se caracteriza pela força e robustez. A International também foi a sensação com seus belos caminhões.
Algumas novidades para até 2013 no ramo de Pesados e Semi pesados, que vem disputar mercado diretamente com a Mercedes, Volvo e Scania são a Daf (Holandesa)pertencente ao grupo Paccar, a SHACMAN (chinesa) e a SINOTRUCK-CNHTC também chinesa.
Eu, conversando com um consultor da Daf ele me afirmou: MERCEDES, VOLVO E SCANIA que se cuidem, viemos para ficar, e nosso diferencial será o atendimento ao cliente. Aguardem nos em 2013, estamos chegando!!

Uma das tendências desta feira é que todas as fabricantes estão muito preocupadas com meio ambiente, no ramo de motores a Cummins apresenta vários motores já adaptados com catalizadores com Unidade Dosadora do Arla 32 e sensores desenvolvidos pela CES para serem aplicados nos motores Proconve P-7.
A Cummins apresentou nesta feira, a tecnologia Wastegate no Proconve P7, esta tecnologia é um turbo wastegate que será usado na grande maioria das aplicações que compõem o sistema integrado da multinacional. A CTT também oferece os turbos Holset de geometria Variável VGT e de Duplo Estágio (2 stage) todos os produtos foram desenvolvidos para serem utilizados por outros fabricantes e podem ser escolhidos de acordo com o tipo de operação e aplicação.
Inclusive o que mais me chamou a atenção é que muitas fabricantes de caminhões estão usando motores Cummins e MWM na maioria de suas configurações até mesmo as chinesas.

Enfim, o Fenatran acabou, mas as tendências ficam e muitas virão para ficar.

Marcos Galesi, técnico em transportes e vice presidente do Movimento Respira São Paulo.

4 comentários em AS TENDÊNCIAS DA FENATRAN QUE VÃO MUDAR O MERCADO DE TRANSPORTES

  1. Galesi, boa tarde.

    Ainda bem que eu não fui na Fenatran. Só de olhar para estas jóias, dá vontade, de entrar, virar a chave, para dar uma voltinha.

    Rapidamente, digo que, a indústria brasileira do transporte (chassis / carrocerias e etc.) precisa conscientizar-se em buscar as soluções, para a nossa realidade.

    Cada cantinho deste planeta, possuí semelhanças e diferenças que, precisam ser respeitadas, devendo ser motivo de orgulho e não de vergonha.

    Abraços.

  2. Uma informação que o Adamo me passou foi que a VolksWagen é LÍDER no quesito caminhões, já nos pesados creio que a SCANIA E VOLVO estão sempre na dianteira, agora quanto à MERCEDES BENZ a tendência dela é de um grande despertar logo a frente. Por outro lado a holandesa DAF em 2013 vem com uma linha para disputar mercado e já avisou que se cuidem MERCEDES E VOLKS nós estamos vindo para marcar história e território, já as chinesas posso declarar que é uma incógnita quais serão as suas armas para disputar o vasto mercado brasileiro????.

  3. André Maciel Rocha // 11 de novembro de 2011 às 15:32 // Responder

    É uma pena que na Fenatran não existe a exposição de chassis e carrocerias de ônibus.

  4. MARCIO ANTONIO PIRES // 12 de novembro de 2011 às 11:44 // Responder

    É UMA PENA QUE A FENTRAN ACABOU ,DEVIDO O TRABALHO NÃO PODE VISITAR, COMO SEMPRE FENATRAN FOI UM ESPETACULO ;; PARABENS A TODOS ..SEM EXEÇÕES…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: