VLT DO ABC É PRIORIDADE ALCKMIN. NO RIO, GOVERNO E SUPERVIA ANUNCIAM NOVOS TRENS

Supervia

Trens antigos da Supervia devem ser trocados. Pelo menos 49 composições de aço carbono vão ser aposentadas. Governo do Estado e Empresa anunciaram investimentos de R$ 2,4 bilhões até 2020. Maior parte dos investimentos será para a compra de novas composições.

Alckmin diz promete investimentos de mais de R$ 5 bi em transportes no ABC Paulista. Rio de Janeiro deve ter novos trens.
Os projetos prioritários estão o VLT entre São Bernardo e São Paulo e o Expresso ABC da CPTM. Governo, no entanto, aponta “gargalos” para conseguir todos os recursos Já no Rio, Supervia e Governo anunciaram investimentos de R2,4 bilhões

ADAMO BAZANI – CBN

O Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 14 de junho de 2011, investimentos de R$ 5,2 bilhões no setor de transportes do ABC Paulista para os próximos dias.
A maior parte dos recursos será destinada para o VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), entre São Bernardo do Campo e São Paulo, e para o Expresso ABC que vai circular paralelamente à linha 10 Turquesa da CPTM, entre a região do ABC e a Capital Paulista.
O VLT, chamado de linha 18 do Metrô (apesar de não ser Metrô propriamente dito), vai precisar de pelo menos R$ 4 bilhões para ser feito. Desse total, R$ 2,8 milhões serão para a primeira fase do projeto, que vai ligar a região Central de São Bernardo do Campo até a Estação de Trem e Metrô Tamanduateí, na zona Leste de São Paulo.
O restante, R$ 1,2 bi, é para as obras entre o Centro de São Bernardo e o bairro do Alvarenga, no mesmo município.
O Governo prevê que a linha 18, o VLT do ABC, tenha as obras iniciadas no segundo semestre de 2012. A conclusão deve ser em 2014.

vlt E ÔNIBUS

VLT na Europa convive com harmonia com outros meios de transportes, como o ônibus. No entanto, os projetos brasileiros prevêem menos integrações. NO ABC Paulista, o VLT vai custar cerca de R$ 4 bilhões e o Governo do Estado prevê que as obras sejam concluídas até 2014.

O secretário Estadual dos Transportes, Jurandir Fernandes, apesar de todo o otimismo do anúncio de Ackmin nesta terça-feira dia 14 de junho, disse que o maior problema para a Linha 18 é financeiro.
“Nosso gargalo é financeiro, por isso, vamos pleitear R$ 850 milhões do PAC 2, além de financiar R$ 400 milhões pelo BNDES e ter contrapartida de R$ 1,6 bilhões”. – revelou o Secretário.
A linha vai ter 14 quilômetros de extensão na primeira fase e chegará a 23 quilômetros completa. A distância entre uma estação e outra deve ser de entre 600 metros e 1 quilômetro.
O trajeto deve ter 18 estações e deve ser percorrido em 28 minutos, passando pelos municípios de Santo André e São Caetano do Sul.
Já o Expresso ABC parece estar definido, mas o Governo do Estado anunciou que o projeto deve ficar pronto até 2014 também.
Trata-se de uma linha paralela ao trajeto da linha 10 Turquesa, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), que liga Rio Grande da Serra (ABC Paulista) a Estação da Luz (Região Central de São Paulo).
Os trens da CPTM percorrerem 35 quilômetros e atendem 14 paradas em tempo mínimo de 36 minutos na linha 10 Turquesa.
O Expresso ABC vai percorrer cerca de 25 quilômetros e só vai parar em seis estações de maior movimento: Mauá – Santo André – São Caetano do Sul – Tamanduateí – Brás – Luz.
O tempo médio de viagem deve cair 35% indo para 22 minutos.
De acordo com a Secretaria de Transportes Metropolitanos, 80% dos passageiros da Linha 10 Turquesa da CPTM utilizam estas seis estações.
Os investimentos para a construção do Expresso ABC serão de R$ 1,2 bilhão. Desse total, R$ 824 milhões para a colocação dos trilhos e R$ 445 milhões para modernizar as seis estações.
O Expresso ABC será feito por meio de PPP – Parceria Público Privada. Mas há um impedimento. O Governo Federal terá de conceder o terreno ao lado dos trilhos da CPTM. Esta área é pertencente ao poder federal.
A secretaria de transportes diz que este processo de concessão não pode demorar mais que um ano para ser concluído caso contrário a conclusão das obras vai extrapolar a previsão para 2014.
O Expresso ABC deve contar com 10 composições e a passagem terá o mesmo valor dos trens convencionais.

RIO DE JANEIRO:

No Rio de Janeiro, o Governo Estadual também anunciou investimentos nos transportes ferroviários.
O secretário estadual de transportes Júlio Lopes e o presidente da Supervia, Carlos José Cunha, disseram que até 2020 serão utilizados R$ 2,4 bilhões para modernização e gestão operacional do serviço de trens do Rio de Janeiro;
Deste total, R$ 1,2 bilhão são de responsabilidade do Estado e se referem a compra de 90 novas composições. Trinta e quatro delas já foram compradas e devem entrar em operação em 2012.
A compra do restante das composições deve ser licitada até agosto de 2011.
Pelo menos 49 trens feitos de aço carbono com mais de 50 anos de circulação devem ser retirados dos serviços.
A Supervia, que hoje transporta 540 mil pessoas, tem uma projeção de aumento de demanda para 1 milhão de passageiros em 2015 e 1,5 milhão em 2020.
A empresa vai investir também R$ 1,2 bilhão para a compra de 30 novos trens.
Setenta e três composições em aço inox serão reformadas e haverá revitalização em 98 estações que servem 12 municípios do Rio de Janeiro.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN especializado em transportes.

28 comentários em VLT DO ABC É PRIORIDADE ALCKMIN. NO RIO, GOVERNO E SUPERVIA ANUNCIAM NOVOS TRENS

  1. Amigos, boa noite.

    O ABC já é servido pela CPTM, Metra e EMTU.

    Entendo como prioritário Guarulhos ou M Boi Mirim.

    Alguém discorda?

    Se eu estiver errado, por favor me corrijam, principalmente os técnicos
    especializados em transporte e demais “experts” na área.

    VAI QUE COLA!

    Muito obrigado

    Paulo Gil

    • Eu discordo! acho que guarulhos , m boi mirim merecem o vllt mas o abc precisa também e muito!
      Santo andré por exemplo é muito grande . faz divisas com quase todas as cidades do abc e com são paulo , na zona leste.
      na parte que vai passar o monotrilho , fica a 7 miniutos da vial arapua , em são paulo por exemplo!
      e nós se quisermos ir ali do lado , temois que pegar onibus sucateados , ou trem , isso sem contar que precisamos ir até o centro. ou seja :
      temos que ir á roma para chegar á madri( será que vocês me entendem !

  2. A demanda do grande ABC realmente requer certa prioridade sim em relação aos transportes, mas deveria haver um consenso de se priorizar nesse primeiro momento a cidade de Guarulhos que está muitíssimo defasada quanto ao transporte metropolitano…acho um absurdo uma cidade como Guarulhos (que possui quase o mesmo porte de SBC praticamente) não ser provida de uma ligação via corredor (como o da Metra) e muito menos de modais mais eficientes como Metro/CPTM

  3. Boas notícias!
    Mas permitam-me discordar da forma da apresentação de novos investimentos em transporte feitas pelos nossos governantes, e mesmo por osdirigentes das empresas e transporte de passageiros. A coisa principal no transporte é sua integração. Na notícia relativa ao Rio de Janeiro, e conhecedo as partes envolvidas, percebe-se à distância a falta desta integração.
    Pela mesma razão não concordo com a legenda da foto aqui publicada. Na Europa os Bonde, VLT, ônibus, ônibus elétrico e micro-ônibus trabalham, sempre que possível, de forma integrada. Há vários exemplos. Na mesma Europa há lugares que como o texto diz estas modalidades de transporte de passageiros “convivem”. Já não é a mesma coisa que operar de forma integrada (tarifa + espaço físico), mas também ocorre.
    Eu sei que em nosso país acreditar que os transportes possam ser integrados é pedir demais! Eu sei que não há nenhum aeroporto brasileiro atendido por Metrô (o mais próximo disso é Porto Alegre). Mas eu acredito que neste espaço possa se colocar estas idéias básicas de um transporte minimamente inteligente. Obrigado.

  4. Bom dia à todos !

    Sobre o tema. Percebemos que, RECURSOS existem; assim, o importante é que sejam BEM EMPREGADOS.

    Nós, simplórios cidadãos quando fazemos uma reforma em nossas moradias, realizamos cotações, de materiais, de mão-de-obra e ficamos no pé para minimizar, ou, eliminar os erros e valorizar nosso rico dinheirinho, bem como, o suor gasto para tanto, assim, é preciso fazer o mesmo com a coisa pública.

    É preciso investir em meios que, retirem o máximo de CARROS das ruas, para melhorar a circulação dos tão amaldiçoados, por uns, os ônibus, pois, não é preciso ser Engenheiro de Transportes, para saber que, os ônibus são lentos e lotados, porque, estão, inúmeros deles, da mesma linha, mas de horários diferentes, todos, parados nos GIGANTESCOS congestionamentos.

    Abraço.

  5. ABC segundo o estado já bem atendida. Prioridade pra eles é Guarulhos, M’Boi Mirin, Osasco, barueri, Tapevi Carapicuiba e etc.

  6. ABC é muito emblemático politicamente e merece ser, porque sempre soube se fazer representar e lutar por seus interesses. Não admira ter feito até um presidente da república. Alckmin sabe que lá o retorno político é certo.

    Mas concordo totalmente que há regiões muito mais carente de mobilidade. Não é cabível que todos aqui concordem que M´Boi Mirim, Barueri e Guarulhos sejam prioritários e Alckmin continue ignorando!

    Faço aqui mais um apelo a Cotia e sua Raposo Tavares. Menor que Guarulhos e M´Boi, mas com mobilidade historicamente horrível e sem NENHUM projeto ou atenção do Governo. Custo e obras são difíceis, mas seria altamente justificável um anel a partir da CPTM Diamante/Itapevi passando por Cotia e atingindo Metro 4 Amarela em Taboão da Serra ou Embú das Artes. Se é VLT, monotrilho, trem de superfície ou enterrado, é questãp de topografia e demanda de usuários. O que importa é integração e bolsões de estacionamento, idéia ótima da Metro Laranja 6 na Rod. Bandeirantes.

  7. Amigos, boa noite

    Estive pensando e tive mais uma idéia a qual coloco
    para apreciação de todos.

    Ao invés deste novo VLT sobreposto, não seria
    mais viável eliminar os trens espanhóis de poucas
    portas e deslocamento em câmera lenta?

    Aguardo comentários, crítica, sugestões e novas idéias
    sem sobreposição.

    Muito orbigado

    Paulo Gil

  8. A ideia para usar o ferroanel sudeste (feito para desviar os trens de carga do trecho ferroviário urbano paralelo a marginal pinheiros) seria interessante, porém, um pouco conflitante com os interesses do objetivo de sua construção.
    Mas, poderia ligar estações desde a região de Sorocaba, Brigadeiro Tobias, São Roque, Vargem Grande/Cotia,Embu/Itapecirica a Embú Guaçu, e quem sabe até com a linha 9 esmeralda.
    Como a demanda seria pequena neste momento, poderia retornar o uso de Liturinas (Bondes ferroviários) como os usados antigamente para Mogi das Cruzes (estudantes), que por ser leve e rápido e de pequeno porte, poderia melhor manobrar em eventuais desvios nas estações para compartilhar espaço com os enormes trens de carga que por ali passam.
    Pronto, também sonhei acordado. Mas quem sabe alguem com poder e interesse veja e resolva ousar no uso de trilhos já implantados, em beneficio dos transportes.

  9. As Liturinas foram usadas nos anos 60/70 entre Mogi das Cruzes e Estação Roosevel, visto por mim, com adimiração, pois já naquele tempo, a linha apresentava grande movimento de passageiros. Tinha horario especial e preço diferenciado em relaçao ao trem, que usava as mesmas estações e trilhos.
    Um sistema com Liturinas, chamado também de Auto-Motriz ,circula hoje em dia entre Pindamonhangaba e Campo do Jordão com vagão com poltronas e mais simples entre a estação de Pinda e o Centro Histórico de Monteiro Lobato. São alimentadas por eletricidade .
    Interessante também a ligação entre Campos do Jordão e a estação de Santo Antonio do Pinhal, feita por bondes (oriundos do sistema erradicado do Guaruja).
    Todas as linhas tem apelo Turistico,( hoje sob comando da Secretaria os Transportes), enquanto o transporte normal de passageiros é feito por onibus. (Pode?)

    • Jair, boa noite

      De pleno acordo.

      Tem uma cidade em Minas Gerais, chamada Maria da Fé a mais de 1200m de altitude
      perto de Itajubá que no passado já teve trem e hoje não tem mais nada.

      Ainda bem que transformaram a estação numa biblioteca e centro cultural.

      Já pensou fazer uma estrada de ferro nesses morros mineiros no lombo de burro.

      Pois é atualmente com a tecnologia existente e esse já estabiliazado e tantos outros novos, só não tem nem sei porque (imagino).

      Adamo, não esqueça daquela materia sobre trilhos, se você estiver sobre carregado,
      quem sabe dá para formar uma parceria.

      Muitoobrigado

      Paulo Gil

  10. Amigos, boa noite

    Tem mais gente do que pensávamos trafegando neste Blog.

    1) No jornal Metro de hoje tem uma matéria informando que o ESP vai fazer
    uma linha da CPTM até Guarulhos; qualquer semelhança com nossos comentários
    só pode ser mera coincidencia…

    2) A linha 4 amarela do Metro parou com o apagão de ontem.

    Cadê o “no brak” da linha 4 ????

    Uma linha “tronco” de metrô que pára quando acaba a energia; faltou
    alguma coisa no projeto, ou estou exagerando.

    Ainda bem que a via 4 vai operar BRT, acho que é por isso…

    Depois querem que deixemos o carro em casa, só por obrigação mesmo.

    Pois por oção NUNCA.

    Luiz Vilela, o que vc me diz disso tudo?

    Muitoobrigado
    Paulo Gil

    • Paulo Gil
      Transmissão de enercia crítica se faz aumentando as redundâncias – várias rotas para atingir um mesmo ponto ou uma determinada região. Sim! Sem qualquer dúvida linhas tronco de Metro deveriam ter este recurso. Certamente é caro e, na (frequente, sabemos bem) falta, bairros inteiros ficariam sem energia para manter Metro operando. O adminstrador público é pago para decidir. De minha parte, acho que linhas tronco de Metro deveriam ter prioridade pelo fluxo de usuários que atendem = Metro 3 Vermelha não poderia parar NUNCA, por exemplo.

      Jair
      Trens pequenos nas linhas de carga parecem interessantes quando a demanda é pequena e média. No trecho que voce fala – Vargem Grande, Cotia, Itapecerica – a demanda seria alta: dificilmente compatível com o fluxo dos treans de carga.

      • Luiz Veilela, boa noite

        De pleno acordo é como eu penso também.

        Mas sabe como funciona, parece que temos “profissionias” de todas as areas
        gerindo os transportes de Sampa, menos profissionais da área de transporte.

        Enquanto isso tem outros estados ultrapassando Sampa, com total classe e
        capacidade técnica e democrática (a população podeá até a escolher a cor).

        Infelizmente é o conservadorismo e o “umbiguismo” que faz isso.

        SÓ A MORTE É CAPAZ DE RENOVAR CABEÇAS JURÁSSICAS.

        Grato.
        Paulo Gil

  11. Paulo Gil,
    De acordo com o Secretário dos Transportes metropolitanos, todas as linhas da CPTM serão ampliadas
    pelo Governo do Estado.
    A Linha 7 terá uma linha paralela, expressa, entre Jundiaí e estação da Barra Funda, sem paradas .
    A linha 8 será unica até Amador Bueno sem baldeação.
    A linha 9 será extendida em mais 4 km. (2 estações)
    A linha 10 terá linha paralela expressa ABC – Luz
    A linha 11 será levada direto até Suzano (hoje para em Itaquera) com nova estação de baldeação para MOGI das Cruzes.
    A linha 12 (variante Calmon Viana) tera desdobramento para Guarulhos (Parque Cecap) formando a linha 13 e quem sabe também dê origem a linha 14 até o Aeroporto de Cumbica
    Mais duas outras linhas estão em planejamento para implantação:
    a) Saindo do terminal ferroviário/metro de Pinheiros em paralelo a linha 9, seguindo a 8 até Barueri de forma expressa
    b) De Carapicuiba (Linha 7) até Santana do Parnaiba (alphaville).
    Assim, a região metropolitana começará a ter o atendimento ampliado pela CPTM, coisa que só agora começa a sair da gaveta. Antes os olhos eram voltados somente para o Metro (trem subterrâneo).
    E sobre o Metro, nunca vimos antes mais de 1 linha em execução. Agora temos:
    Linhas 4 em obras, e com expansão prevista para o Taboão da Serra.
    Linha 2 (continuação) pelo Monotrilho no sentido Leste e contratação de empresa para estudo e levantamento de fluxo no sentido Oeste.
    Linha 5 em obras (mais 1 estação) e contrato assinado para continuação em direção ao Centro e projeto de expansão para o Jardim Angela.
    Linha 17 Ouro teve o Contrato assinado ontem e
    Linha 18 ABC em fase de Preparação de Edital de Licitação.
    Linha 6 em fase final de estudos para a Licitação (Freguesia do O – Estação S.Joaquim da Linha 1)
    Linha 15 também em fase final de estudo ligando V.Prudente a Tiquatira (linhas 12 e 13) ou a Guarulhos (Shopping Center).
    São Tantas as novidades que posso até ter me esquecido de alguma, e todas prometidas para inicio de obras entre 2011 e 2013. (Amém)
    Parece Sonho. (que Deus abençoe)

    • Jair
      Sem dúvida o momento é muito auspicioso para os trilhos urbanos e solução de carências de décadas.
      Mesmo assim é difícil aceitar que uma situação tão crítica como M´Boi Mirim nem tenha projeto mais concreto.
      E a minha região, Cotia. É assustador o nível atual de congestionamento/acidentes da Raposo Tavares e ainda assim o Governador descartou trilhos urbanos para a Região. Até os “ônibus da Via Quatro”, que poderiam ser importantíssima opção temporária para levar usuários à Metro 4 com algumas obras viárias não foi considerado para a Raposo.

    • Jair, boa noite

      Legal, BOAS NOVAS!

      A nova ABC – LUZ, momento é um absurso, totalmente desnecessária, era
      melhor fazer um CPTM Vila Sonia Embú das Artes.

      Só espero que os espaço entre as plataformas e os carros, não continuem
      tão grandes como ocorren ainda hoje em dia.

      Grato.
      Paulo Gil

  12. Luiz Vilela,
    Eu também resido na Raposo Tavares, porém em S.Paulo e Trabalho na Granja Viana.
    Na semana passada o Governador esteve em Cotia e anunciou o inicio de obras no nosso trecho, compreendendo recapeamento, adiação de pista sobre o rio Cotia e viaduto eliminando o semaforo do inicio da estrada com um novo viaduto. Falou também de estudo técnico de viabilidade para construir a 4ª faixa de rolamento.
    Já a radio peão informa que no antigo espaço da pedreira da Firpavi (Jardim D´Abril) terá a construção de uma estação de metro, com área reservada pela prefeitura de São Paulo numa aprovação de planta construtiva (será ???)
    Por outro lado, a estação de Vila Sonia do Metro terá um terminal rodoviário, (área desapropriada e parte já fechada com tapumes na Eliseu de Almeida) com objetivo de atender tambem as linhas de onibus da RT, porém, com saida pelo Jardim Peri-Peri, cujo transito com distino a RT já está saturado.
    Escrevi para o Site da PMSP pedindo para incluir junto com o projeto da estação rodoviária vila sonia
    a ligação da Av. Eliseu de Almeida (Pirajussara) até a Av. Escola Politécnica, o que na minha opinião facilitaria o fluxo dos onibus com destino a RT e região.
    É logico que não recebí nenhuma resposta (pretensão minha que a voz do povo seja ouvida).
    Para dizer que as autoridades não estejam nem aí para Cotia, inauguraram uma nova linha, com nome pomposo, ligando o municipio ao Shopping Murumbi.
    Mas, voltando aos trilhos, será a unica solução em breve espaço de tempo para a RT, pois, o número de veículos em trânsito na via tem crescido espantosamente nos últimos anos.
    Vamos aguardar, mas lembrando, que toda oportunidade de sugerir ou reclamar, deverá ser aproveitada.

    • Jair
      Ótimas idéias e parabéns por ter escrito a PMSP. Ligar Pirajussara a Politécnica é mais importante e eficiente que criar 4a. faixa na RT. Se acontecesse, os tais “ônibus da Via Quatro” poderiam passar pela RT e fazer acesso perfeito ao Metro Amarela 4. E nunca é demais lembrar que os acessos da RT a Politècnica são um lixo de engenharia e urbanismo.

      Não conheço Jardim D´Abril: vi agora no Google que fica no entroncamento da Politécnica com a Raposo. Se a rádio peão estiver certa, seria uma nova rota de trem num local pra lá de importante. Torço pra que seja verdade!

      Estas obras anunciadas para a RT me parecem “enxugar gelo”, embora melhorassem a situação por prazo curto. Acabar com o farol é obrigação do Estado antiga. Recapear, do jeito que está, é pura, simples e atrasada OBRIGAÇÂO. As desapropriações para criar marginais na Raposo seriam tão grandes que não acredito que fossem viáveis.

      Daí minha forte sugestão de anel ferroviário CPTM/Metro – a partir da CPTM Itapevi, atingindo inicio da Estrada de Caucaia/Atalaia/Centro/Granja Vianna/Politécnica/Metro 4.
      E entendo que Metro 4 não deveria se limitar a Taboão da Serra: deveria chegar ao Embú, ou até mesmo fazer como no Projeto da Metro 6: acabar/iniciar numa estação com grande pátio de estacionamento no Rodoanel. Como a topografia é muito difícil, talvez monotrilho fosse interessante, já que aceita rampas mais íngremes e curvas mais fechadas mantendo bom desempenho. Lembrando que nada impede monotrilhos de trafegar em túneis e em nível, não se limitando a via elevada.

      • Luiz Vilela, boa noite

        O problema é só temos a ouvidoria, precisamo é da FAZEDORIA.

        Só como ilustração:

        A rua da minha casa e algumas ruas vizinhas estão com as luzes acesas
        o dia todo; eu ja reclamei no Ilume (3 vezes) e no SAC da PMSP ( 2 vezes), mas até agora NADA.

        Agora o IPTU, chega sem falhas.

        Quando inter$$a a PM$P $abe trabalhar e muito bem, pena que $ó quando intere$$a.

        Grato
        Paulo Gil

  13. Paulo Gil,
    Talvez a linha Expressa MAUA – LUZ seja hoje exagero, porém, a linha 10, como circula atualmente, disputa espaço com os trens de carga, impossibilitando acrescimos de trens e tem muitas interrupções de trafego para manutenção, devido ao peso das composições.
    Ví no Estadão de ontem que no PPA do Governo Estadual (2012-2015) consta a construção do Ferroanel, o que tornaria mais simples o transito de trens naquela via.
    Mas o Governador também quer um trem Expresso entre Jundiaí e Barra Funda, e mais uma expressa entre Pinheiros e Barueri, sempre em vias construidas em paralelo as atuais vias ferreas.
    Acredito que essa forma de proceder beneficie os usuários das ferrovias, que disputam espaço nos trens, chegando a 10 pessoas por m2. nos horarios de pico.
    Mas é logico que quanto mais transporte melhores serão as condições humanas de vida.
    Novas linhas também serão muito bem vindas.

  14. Reginaldo xavier da sliva // 22 de março de 2012 às 23:43 // Responder

    Quero saber se o ferroanel vai passar aqui no recr da borda do campo em s.andre

    • Quero saber se o ferroanel vai passar aqui no recr da borda do campo em s.andre, todos oa moradores dessa localidade precisam de uma resposta para que estejam atentos, e preparados para qualquer tipo de mudança, nos devem uma resposta! Aguardamos. Obrigado!

  15. Pois é…desde 2011 essa conversa…e cá estou eu em fim de Maio de 2015…e a area 5 da EMTU/RMSP-SP…nem foi licitada ainda…continuam os boicotes e as artimanhas dos donos do transporte dessa região…ônibus velhos, caindo aos pedaços e emporcalhando tudo! o ar, o chão, as narinas das pessoas! ENQUANTO ISSO, AS EMPRESAS Q PRESTAM SERVIÇO A AREA 3 DA MESMA EMTU, REGIÃO DAS MINHAS VIZINHAS GUARULHOS E ,MAIRIPORÃ…JA TROCARAM A FROTA…PRINCIPALMENTE GUARULHOS, UMAS TRES VEZES! ATÉ OS RTOs, ANTIGOS ORCAS, OS PERUEIROS DAS LINHAS DA EMTU, Q NA CIDADE DE GUARULHOS, SÓ OPERAVAM VÃS, ATÉ UNS 03 ANOS ATRÁS…AGORA JÁ TEM ATÉ MICROS DE DUAS PORTAS! NOVINHOS! Q VERGONHA ! ,MEU JESUS CRISTO! DEUS NOS PERDOE! ATÉ A AREA 04 DA SPTrans, ÔNIBUS DA COR VERMELHA…NA ZONA LESTE DA CAPITAL PAULISTA…TEM VEÍCULOS MAIS NOVOS! Q PORCARIA É ESSA HEIN SR. ALCKMIN!! DEMOROU PRA DESTRONAR ESSES CARAS! OU EXTINGUIR MESMO E DE VEZ ESSA M…DE AREA 5 DA EMTU/RMSP-SP, COMO JÁ FOI PUBLICADO POR AQUI, NESTE RESPEITAVEL BLOG! LÁ NO ABC, SÓ A METRA MESMO É Q SE SALVA ! VEÍCULOS ANTIQUISSIMOS FUNCIONANDO BEM…E MODERNÍSSIMOS! UMA EXCESSÃO MESMO!

  16. AH!!! A PROPÓSITO…O CORREDOR DA EMTU-SP ENTRE GUARULHOS (TABOÃO) E SÃO PAULO (METRÔ TUCURUVI) E COM RAMIFICAÇÃO NA VILA ENDRES, EM GUARULHOS AINDA…E A ZONA NORDESTE DA CAPITAL…PENHA (FUTURA CPTM TIQUATIRA) AINDA NÃO FOI CONCLUÍDO…DEVIDO A INCOMPETENCIA DO PT Q ADMINISTRA GUARULHOS A ANOS…E A MOLEZA DO GOVERNO TUCANO DO ESTADO…21 ANOS GOVERNANDO SP, E DEIXARAM, INCLUSIVE, SECAR AS REPRESAS PRINCIPAIS DA GRANDE SP…AS DO SISTEMA CANTAREIRA…AFF!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: