GREVE DE ÔNIBUS EM RECIFE É PARCIAL. CERCA DE 20% DOS ÔNIBUS PARARAM NO HORÁRIO DE PICO. SINDICATO FALA EM 70%

Greve de ônibus Recife

Ônibus de Recife e cidades vizinhas circulam com frota menor nesta quarta-feira, dia 15 de junho. Motoristas e cobradores operam sem uniformes. Greve de 24 horas é advertência para empresas. Categoria pede redução na carga horário de trabalho de 7 para 6 horas por dia e aumento salarial de 22%. Empresas oferecem 5% de reajuste. Foto: Guttemberg Siqueira

Greve de ônibus no Recife é parcial
Apenas uma parte da frota saiu às ruas. Em horário de pico da manhã, 20% dos ônibus ficaram parados. Já o Sindicato que representa os motoristas diz que a aparalisação é de 70%

ADAO BAZANI – CBN

A greve de motoristas e cobradores de ônibus no Recife e em mais seis cidades que foram a região metropolitana é parcial.
Nem todos os ônibus ficaram parados até o momento nesta quarta-feira, dia 15 de junho.
OS motoristas estão trabalhando sem uniforme, com roupa convencional.
O presidente do Grande Recife Consórcio, Manoel Marinho, disse pela manhã que a adesão da greve foi de 20% no horário de pico. Oitenta por cento dos ônibus circularam normalmente. O Sindicato dos Trabalhadores, porém, afirma que a paralisação foi de 70%.
A greve de ônibus no Recife é de advertência e vai durar somente até às 00h00 desta quinta-feira.
O Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Rodoviário de Pernambuco reivindica reajuste de 22% e as empresas oferecem aumentos salariais de 5%.
As linhas que mais apresentaram problemas foram de Olinda, Curado, Totó e de Boa Viagem.
A categoria pede também a redução da carga horária de trabalho de sete horas para seis horas por dia.
O sistema de Recife é formado por 17 empresas de ônibus e transporta 1,8 milhão de pessoas na Capital e seis cidades.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: