CONSÓRCIO LESTE 4 PODE SOFRER INTERVENÇÃO.

Consórcio Leste 4 pode sofrer intervenção: maus serviços, irregularidades jurídicas, transferência de concessão sem anuência doi poder público e Irregularidades de Natureza Grave apontadas pelo Tribunal de Contas do Município. Foto: Adamo Bazani

Secretaria de Transportes institui comissão para realizar intervenção no Consórcio Leste 4
Medida foi tomada depois de promotor Saad Mazloum, que moveu Ação Civil Pública contra os maus serviços e possíveis irregularidades jurídicas das empresas que formam o Consórcio, exigir por ofício explicações e providências concretas do Secretário de Transportes e presidente da SPTrans e do prefeito Gilberto Kassab, que também foi notificado. Poder público tem 20 dias para dar as respostas ao Ministério Público

ADAMO BAZANI – RÁDIO CBN

A Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo instituiu uma Comissão de Averiguação Preliminar com o objetivo de, se for confirmado que o Consórcio Leste 4 não apresentou melhoria nos serviços e na situação jurídica das empresas que o formam, fazer uma intervenção na área.
A informação foi publicada no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, desta quarta-feira, dia 30 de março de 2011.
A determinação, de responsabilidade do Secretário Municipal de Transportes, Marcel Cardinale Branco, prevê auditorias nos contratos e documentos e nas garagens das empresas Himalaia Transportes e Novo Horizonte Transportes Coletivos.
Os membros que integram a comissão devem apresentar relatórios sobre as condições contratuais, de manutenção de ônibus, dos serviços das garagens, cumprimento de linhas e horários, além de listarem qualquer outra possível irregularidade destas empresas, que compõe o Consórcio Leste 4.
Esta comissão para possível intervenção no Consórcio Leste 4 tem autonomia para fazer diligências, interrogar servidores públicos ou mesmo empregados das empresas e requerer informações de outros órgãos.
A Comissão torna-se oficialmente reconhecida e pode trabalhar imediatamente, já que a deliberação do Secretário dos Transportes passa a valer a partir da publicação no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.
A medida foi tomada depois de o promotor Saad Mazloum que moveu Ação Civil Pública contra as irregularidades no Consórcio, tanto jurídicas, como de operação, ter enviado ofício ao prefeito Gilberto Kassab e ao Secretário de Transportes e Presidente da SPTrans, Marcelo Cardinale Branco.
A Ação Civil Pública foi ingressada no dia 11 de março deste ano e os ofícios para Kassab e Marcelo Branco foi protocolado no dia 22 de março de 2011.
O promotor Saad Mazloum, que há 3 anos aproximadamente vem acompanhando a situação das empresas e da prestação dos serviços do Consórcio Leste 4, afirma, no ofício, que não houve melhorias trabalhos da Himalaia e Novo Horizonte, apesar do grande número de multas e autuações aplicadas em ações de fiscalização.
O poder público tem até 20 para esclarecer as dúvidas do Ministério Público, principalmente sobre o motivo pelo qual ainda não ter havia nenhuma melhoria significativa nos transportes de parte da Zona Leste, e também para tomar ações concretas para mudar a situação dos passageiros que dependem da Himalaia e da Novo Horizonte.
O promotor não descarta uma possível ação por improbidade administrativa contra Kassab e Marcelo Branco caso as providências para a mudança do cenário dos transportes da região não forem tomadas a tempo.
Com a confirmação de omissão por parte da fiscalização efetiva sobre o contrato ou se não houver nenhuma atitude efetiva para a solução dos problemas dos passageiros e da municipalidade em geral, já que as empresas recebem dinheiro da população, o Ministério Público entende que pode ter ocorrido ato de improbidade administrativa, que consiste em postura ilegal ou em desacordo ao que se espera de um administrador publico.
Há improbidade administrativa quando as ações do representante público não estão de acordo com os princípios básicos da Administração ou quando há desonestidade ou deslealdade do funcionário público.
A determinação do Secretário de Transportes, de instaurar a Comissão de Avaliação Prévia com Vistas a Pedido de Intervenção, leva em conta a Ação Civil Pública movida pelo promotor Saad Mazloum. Desde 2008, o promotor vem acompanhando a situação dos transportes do Consórcio Leste 4 e se disse impressionado com o que já classificou de falta de consideração com a população.
Foram diversos problemas apurados, como atrasos grandes e frequentes, não cumprimento de partidas, não realização completa de itinerários, falta de conservação dos ônibus (alguns até novos, mas já apresentando vários problemas mecânicos por ausência de manutenção básica) e falta de limpeza nos veículos. Em alguns foram encontradas até baratas.
Além de fazer diligências e acompanhar pessoalmente a situação a que é submetido quem depende da Himalaia e da Novo Horizonte, o promotor contou com diversas denúncias e participação popular pelo Blog do Ônibus ( http://www.onibus.blog.br/?author=1 ).
As investigações do promotor, no entanto, não esbarraram apenas nas condições de serviço das empresas do Consórcio Leste 4.
Foram encontrados diversos indícios de irregularidades administrativas, jurídicas e fiscais nas viações que operam a região.
Na Novo Horizonte, por exemplo, nunca houve clareza sobre a natureza da empresa. A reportagem de Adamo Bazani conseguiu com exclusividade documentos que comprovam que não havia clareza na destinação e aplicação dos recursos obtidos pela Novo Horizonte Transportes Coletivos. Boa parte dos gastos de manutenção e outros encargos que os donos de ônibus que integram a Novo Horizonte tinham de arcar era depositada diretamente na conta da Cooperativa Nova Aliança, que serve o subssitema local e que deu origem à empresa Novo Hozizonte.
Aliás, apesar de ter todos os registros na Junta Comercial como empresa, a Novo Horizonte opera como cooperativa. Os cobradores e motoristas têm seus próprios ônibus e contratam funcionários em nome da pessoa jurídica da Novo Horizonte. Mas este funcionários pertencem a empresa só no papel, pois todos seus encargos são pagos de fato pelos donos de ônibus, que atuam como cooperados. Por isso que quem consultar o Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho, vai ver que a Novo Horizonte tem mais de 2 mil funcionários, mas a maioria fica sob a responsabilidade dos donos dos ônibus.
Na documentação, os funcionários são da empresa, mas na prática, são dos donos de ônibus. Eles se reportam a estes donos de ônibus e, se alguma linha precisar de remanejamento de motorista, dificilmente, estes funcionários irão para os itinerários que não são de seus patrões.
A reportagem também obteve com exclusividade um documento usado pelos próprios integrantes da Novo Horizonte que mostra que dos cofres da empresa saem por mês aproximadamente R$ 357 mil para a manutenção da Happy Play Tour, Passagens, Turismo e Transporte de Passageiros.
A Happy Play assinou contrato com o poder público em 2003, após ganhar licitação, como integrante e operadora do Consórcio Leste 4. Acontece que ela não opera sequer um ônibus, mesmo recebendo esta quantia. Os representantes do Consórcio Leste 4, nas poucas vezes que falaram com a reportagem, disseram que a Happy Paly é uma empresa essencial na gestão e consultoria do Consórcio. Sendo indispensável ou não, o fato é que ela ganhou a licitação no papel de operadora integrante do Consórcio Leste 4 e não como empresa de gestão, de consultoria ou qualquer outra atividade que não seja operar ônibus.
O que foi revelado pela reportagem de Adamo Bazani e que já era de conhecimento do Ministério Público é que tanto a Novo Horizonte, a Cooperativa Nova Aliança e a Happy Play que não possui ônibus têm em suas sociedades pessoas que atuam nas três organizações, como Gerson Adolfo Sinzinger e Vilson Ferrari.

TRANSFERÊNCIA DE CONCESSÃO DE MANEIRA ILEGAL:

Para formar a comissão de intervenção, o Secretário de Transportes também se baseou em outras documentações e procedimentos de investigação que revela, segundo texto do Diário Oficial, problemas graves.
Entre eles, está um Relatório Técnico Operacional da Diretoria de Serviços da São Paulo Transportes S/A sobre o Consórcio Leste 4 que evidencia transferência de concessão sem anuência do poder concedente.
As linhas de ônibus a diesel da Himalaia Transportes, que pertenciam a Himalaia Participações, cujo dono é Felipe Ricardo Batista dos Santos, foram transferidas para a Novo Horizonte.
Por ser empresa que funciona como cooperativa, na prática, quem assumiu as linhas não foi a Empresa de Transportes Coletivos Novo Horizonte S.A>, mas quem comprou os carros e as linhas, como se fossem donos isolados.
A reportagem apurou que uma vaga em linha era vendida por até R$ 85 mil para particulares. Isso não é autorizado pelo poder público.
O Consórcio Leste 4 também apresenta problemas fiscais e financeiros de natureza grave, como diz o próprio texto publicado no Diário Oficial desta quarta-feira. Trata-se de um apontamento do Tribunal de Contas do Município, de número TCM 72 002 507 09-46.
Marcelo Cardinale Branco, em sua determinação, também levou em conta o mesmo argumento do Ministério Público: as inúmeras autuações por parte da SPTrans não tiveram êxito em impor ao Consórcio Leste 4 a regularização dos serviços.
Fazem parte deste conselho para possível intervenção no Consórcio:
Alexadre Levin, presidente do Conselho, Hélio da Fonsceca Cardoso, José Roberto Puerta Garcia, Renata Elaine Vieira da Silva, Ricardo Andrade dos Santos, Roberto Piwowarczyk e Vanice Maria Cobero dos Santos.
A instauração da Comissão se deu pela portaria 028/11do Gabinete da Secretaria Municipal de Transportes.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

39 comentários em CONSÓRCIO LESTE 4 PODE SOFRER INTERVENÇÃO.

  1. Será que agora o Kassab vai trabalhar, agora que a água tá batendo na bunda? Parabens ao Promotor Saad e ao Adamo que fez valer a voz da população…

  2. A SPtrans enfim decidiu abrir a caixa preta da CL 4. Vamos ver o desenrrolar dos acontecimentos.

    Parabéns pela reportagem amigo Adamo sempre atuante.

    abs
    Marcos Galesi

  3. Interessante , mas, infelizmente acho q isso não vai dar em nada, ainda mais quando dentro da sPTrans existem pessoas que estão lucrando em cima dos cooperados da Novo Horizonte, e o prefeito não está nem aí para o povo , nós vamos ter que conviver durante um bom tempo ainda com esses canalhas abusando na operação do transporte da área 4, só para constar, tem carros da 3303/10 que estão cortando itinerário e tem um motorista lá q pensa q é o dono da rua, andando pela esquerda na Radial, estamos de olho caro cooperado.

  4. Hipólito Rodrigues // 31 de Março de 2011 às 03:17 // Responder

    Finalmente, me parece que está surgindo uma lzu no fim do túnel em que a Área 4 entrou. Não é de hoje que todas essas irregularidades acontecem, e dessa forma não poderia continuar, pois quem mais está sendo prejudicado é a população que depende do (péssimo) serviço prestado pelo Consórcio Leste 4. Eu mesmo já fui algumas vezes prejudicado. Sem falar que, com relação a renovação de frota, a Área 4 está totalmente parada. Espero que este seja o início de uma grande mudança nessa região que tanto necessita

  5. Rodrigo de Freitas Andrade // 31 de Março de 2011 às 03:30 // Responder

    Agora é hora de todos os usuários que sofrem com as linhas boicotadas pela Novo Horizonte se mobilizarem.
    Explico o porque.
    A SMT e a Prefeitura tem 20 dias pra apresentar dados de providências tomadas para regularizar o atendimento, ou intervir no caso de incapacidade operacional do Consórcio, o que me parece claro.
    Durante estes 20 dias é capaz do Consórcio Leste 4 virar uma SEDA, cumprir partidas, itinerários, rodar com as placas corretas e a SPTrans lançar multas pesadas pra quem transgredir.
    Mas isso vcs verão apenas nas linhas mais reclamadas no blog do ônibus, portanto agora é hora dos amigos busólogos e usuários de ônibus usarem seus celulares e tirarem fotos e filmarem as irregularidades, superlotação, descumprimentos de itinerário e não se esquecerem que a cada irregularidade, devem entrar no site da SPTrans e protocolar reclamação pelas irregularidades.
    Portanto amigos, se as pessoas acharem que agora é com a SMT e que a SMT vai intervir, é capaz de fazerem as sondagens e durante as sondagens não encontrarem nada, e olhe que o CL4 é mestre neste tipo de acobertamento de irregularidades, basat a poeira abaixar e eles se livrarem da intervenção que voltarão a cometer os abusos em dobro, triplo.
    Caros amigos, os senhores não percebem que esta gente está aqui prejudicando o transporte da area 4 desde 2002, quando o atual sistema estava em implementação, muitos destes operadores, donos de frota e sindicalistas, foram funcionários do Consórcio Aricanduva e do Consórcio SPBus, nas empresas TUCT, Viação América do Sul, Expresso Paulistano (inclusive até hoje tem carros ex-expresso paulistano na Novo Horizonte), Capital T.U, Cooturb, Viação Celeste, Viação Pérola, todas estas empresas e consórcios descredenciados por maus serviços prestados a população.
    A cada vez que se credencia um novo consórcio, com novas empresas/cooperativas essa gente da banda podre do transporte da area 4 se infiltra e cria mais poder e cada vez pioram nas irregularidades e boicotes, é como se esta gente da banda podre dos transporte da area 4 estivesse mandando um recado pro poder público e população: “quanto mais vcs nos punem, mais prejudicaremos vcs”.
    Agora que a situação política irá tomar providências, é bem capaz também que a banda podre do PT atrapalhe o máximo possível o êxito das tarefas pra intervir no CL4, até porque sabemos bem que tem deputados e vereadores do PT que são sócios em empresas do Consórcio Leste 4.
    Se a população agora não se levantar e buscar seus direitos, denunciando e protocolando reclamações no 156 e no site da SPTrans, aí esqueçam, pois aí caros, só entregando nas mãos Divinas pra resolver estes problemas graves da area 4.

  6. Rodrigo de Freitas Andrade // 31 de Março de 2011 às 03:57 // Responder

    Eu ainda quero acreditar que o Ilmo. Sr. Marcelo Branco vai resolver estas questões graves e intervir no CL4 em benefício da população.

    • .vai ser obrigado á cortar na carne tem gente dele envolvida áte o pescoço faz parte da comiçâo secretario acorda vc colocou raposa para cuidar do galinheiro

      • Rodrigo de Freitas Andrade // 1 de Abril de 2011 às 02:04 //

        Prezado jkc, vc poderia nos informar quem são os membros da comissão de investigação da SMT sobre o Consórcio Leste 4 que são suspeitos de beneficiarem o Consórcio Leste 4?
        Seria de suma importância estes dados.
        Caso não se sinta a vontade para citar estes nomes aqui no blog, peço encarecidamente que envie e-mail ao blog do ônibus, saad.mazloum@onibus.blog.br , e ao Ministério Público comunicacao@mp.sp.gov.br e a area criminal caocrim@mp.sp.gov.br .
        O Ministério Público precisa saber quem são estes suspeitos para que possar acompanhar se as ações de investigação por parte destes agentes estão sendo feitas de forma correta.

  7. A Prefeitura da cidade de São Paulo através da SPTrans está muito relaxada nas investigações/ fiscalizações nas empresas urbanas de nosso município. Só estão mostrando ” trabalho ” agora por que não foi mais possível empurrar com a barriga uma área de destaque como a área 4 mas há problemas em outras áreas como os atrasos constantes nas linhas, a fiscalização só acontece uma vez ao dia e geralmente no horário de pico da manhã, a noite após as 20 horas por exemplo, aqui na área 8 ônibus da transppass e OAK simplesmente somem, deixando os passageiros esperarem no minímo 40 minutos.
    A fiscalização poderia ser simples e sem necessariamente enviar fiscais aos pontos se simplesmente exigissem das empresas/ motoristas que o GPS/AVL fossem ligados durante toda a jornada de trabalho dos ônibus e isto não acontece e nem todos os ônibus desta cidade possuem o equipamento.
    A negligência do poder público, ao meu ver, não se concentra somente em uma determinda área ou determinda empresa e sim, em todo o sistema, em todas as empresas e, em se tratando da área 4, da empresa Himalaia e do empresário Felipe Ricardo Batista dos Santos, infelizmente cairam em uma armadilha sem precedentes pois enquanto a empresa e empresário estavam atuando na cidade de Carapicuíba, erma ótimos e de repente passaram a ser péssimos e usurpadores, coisa que eu não acredito, deve haver sim algo de muito errado, a ” coisa ” vai muito mais além do que se tem divulgado, haja visto os acontecimentos no passado envolvendo esta mesma região da cidade que culminou com um ” laranja ” preso, lembram-se ?
    Portanto, somente um boa investigação policial conseguirá, de fato, descobrir o que há por trás de toda esta situação, deve haver gente ameaçando, deve haver gente ameaçada, enfim, a situação , os motivos, os ” donos do pedaço ” devem ser os mesmos desde os problemas ocorridos com a extinta SPBUS e as que vieram depois e duas ou três que estavam antes, isto é caso de polícia, é o que DEDUZO de tanto ouvir/ ler os mesmos problemas, na mesma região por décadas.

  8. Ricardo S. Milani // 31 de Março de 2011 às 09:55 // Responder

    Depois de 4 anos de serviços maus prestados, somente agora a SMT abre investigação?

    Só o fez para não ser acusada de omissão depois das reportagens feitas, da ação do Saad Mazloum e do próprio TCM.

    A SMT precisa abrir uma investigação contra alguns dos seus próprios funcionarios para saber se esses mesmos avalizaram esse Consórcio.

  9. VAGNER DA SILVA. // 31 de Março de 2011 às 11:38 // Responder

    AGORA CHEGADO HORA : Quero ver os Sr Diretóres Vilson+Gerson+Toninho+Edmar+Marquinhos , explicar essa diferença de tarifa para SP-TRANS e Poder público chega de ganhar dinheiro as custas de quem realmente trabalha de segunta á domingo , faça sol ou faça chuva ! explica agora , á PREFEITURA repassa para o CONSÓRCIO pôr passageiros transportados R$ 2,05 , e á DIRETÓRIA repassa para os SÓCIOS da NOVO-HORIZONTE um valor de R$ 1,58 , diferença de R$ 0,47 centavos pôr passageiros transportados : EXPLICA essa DIREFENÇA , ate hoje os SÓCIOS da (N-H) estão inconformados com essa dif/, temos dodas responsabilidades com uma EMPRESA , só não recebemos como EMPRESA , recebemos como uma COOPERATIVA , estamos esperando uma resposta para SP-TRANS , porque para os SÓCIOS não deram EXPLICAÇÕES , VERGONHA !!!

    ESPERAMOS QUE TUDO ISSO NÃO ACABE EM PIZZA !!!
    ESTAMOS DE OLHO :

  10. até que enfim alguem esta de olho no transporte publico leste 4,olha os poeradores danovo horizonte alguns ate de saidinha da cadeia ( indulto )

  11. André Rodrigues // 31 de Março de 2011 às 15:50 // Responder

    Bem, não é de hoje que venho reclamando da Himalaia, enfim posso afirmar que notei uma certa melhora em algumas linhas que foram passada para Novo Horizonte.
    Exemplo: A linha ( 309T – 10 Term Princesa Isabel – Cidade Tiradentes ) uma certa diminuição de espera nos pontos. Por fim como usuário das linhas que servem ao setor F e G, conhecido como ( Texteis ou 81 ) as linhas 3720 – 10 – Cidade Tiradentes – Metrô Tatuapé, 3781 – 10 Cidade Tiradentes – Metrô Penha e a 3539 – 51 Cidade Tiradentes – Term. Parque Dom Pedro II. Teve uma certa melhora mais carros nas linhas, menos tempo de espera nos pontos, queda no nº de carros quebrando no meio do caminho e a limpeza melhorada isso não posso negar, porém problemas com condutores e cobradores, sem nenhuma capacidade de transportar pessoas, são agressivos, mau educados e sem treinamento algum. Porém já me acostumei a esses fatores, na Himalaia não era diferente. Saudades da extinta CMTC……, será que vamos continuar reféns desses tipos de empresas, uma breve lembrança ( Viação Masterbus,Viação Iguatemi,Viação Columbus, Viação Vitória, Viação Cidade Tiradentes, Viação Spbus, Viação Himalaia e por fim Novo horizonte. ) area 4 sempre sofreu com empresas de transportes públicos, será que é pedir demais uma empresa decente com a ( Vip Consorcio Plus, Sambaiba, Gato Preto entre outras… )
    abraços.

  12. Boa tarde Adamo.

    Desejo que estejas bem !

    Parabéns ! Tais desdobramentos são fruto de sua grande parcela de trabalho, de contribuição nesta empreitada.

    Isso é o jornalismo sério e comprometido; não apenas informando, também, ajudando a transformar o mundo.

    Abraços.

  13. A CMTC acabou por taxarem de empresa publica de cabide de empregos mas do que adianta privatizar uma empresa que nao tem interesse nenhum em investir parte do que ganha para uma melhoria geral do transpote .
    Resumindo : CMTC foi uma empresa publica mal administrada mas que ainda tinha a ideologia de que o dinheiro que o usuario pagava de passagem fosse revertido para o mesmo em beneficio de um transporte melhor .
    Empresas tercearizadas como CL4 hoje em dia : Só visam o proprio lucro e ponto.

  14. Paulo Roberto dos santos. // 31 de Março de 2011 às 18:32 // Responder

    nessa patifaria toda, desses carras donos dessas empressas que lavam dinheiro como vai fica nossos direitos trabalhistas eles estão nos errolando, para pagar pelo acordo do sindicato da categoria como foi feito demição em massa pala Himalaia pagar nossos direitos ele estão erolando para pagar, eles tem que ver isso os operadores estão revoltados loucos para para a garragem novamente.

  15. SAAd neles ,so falta entrar promotor criminal, e a corregedoria ,para acabar com a mafia anda tudo junto ,poliçia e ladrão pau neles

  16. Gilson Vieira Silva // 31 de Março de 2011 às 22:17 // Responder

    Boa noite a todos e parabéns Adamo pelo excelente trabalho no blog.
    Estou sempre acessando, mas só agora tive oportunidade de acrescentar alguma opinião sobre a area operacional 4.
    Transporte coletivo é direito de cidadão, não deve visar lucro e deve ser operado pelo Municipio e não só gerenciado e fiscalizado. A forma de concessão do serviço para empresas concessionárias e permissionárias é falha, por uma simples razão: o empresário visa lucro, salvo se existir alguma Empresa de Ônibus Madre Teresa de Calcutá que eu ainda não conheça.
    Empresa pública bem administrada, sem cabide de empregos, com gestão eficiente é o caminho para acabar a desordem em São Paulo. Dá forma que está, não dá!
    Obrigado pelo espaço!!!

  17. ADAMO, BOA NOITE !

    HÁ POUCO, ASSISTI NO TELEJORNAL DO SBT, DAS 19: 45 HS, NOTÍCIA DANDO CONTA DE MEDIDAS JUDICIAIS, INTENTADAS PELO PROMOTOR SAAD MAZLOUM, PERQUIRINDO, AS AUTORIDADES PÚBLICAS, AS EMPRESAS, A DAREM EXPLICAÇÕES E TOMAREM ATITUDES PARA MELHORIA DO TRANSPORTE URBANO DA CAPITAL.

    NOVAMENTE, MEUS PARABÉNS CARO AMIGO ! VOCÊ TAMBÉM FAZ PARTE DISSO !

    ABRAÇO.

  18. VAGNER DA SILVA . // 1 de Abril de 2011 às 01:00 // Responder

    PARABÉNS MINISTÉRIO PÚBLICO DE SÃO PAULO em especial ao DR Promotor SAAD , o promotor deu 20 dias para o prefeito da São Paulo Giberto Kassab tomar as providências em relação ao CONSORCIO LESTE 4 , veja Materia SBT/Jornalismo :

    http://www.sbt.com.br/jornalismo/noticias/?c=4440&t=SP:+Kassab+podera+ser+processado+por+mas+condicoes+do+transporte

  19. Calma Adolfo Senna. Todos dentro de suas áreas têm seus méritos e se não fosse o Dr. Saad, o poder público talvez não teria este mesmo afunco de agora.

    Mas todos estão de parabéns, inclusive qyuem comenta e abrilhanta este blog. Por isso que moderamos seu comentário e aprovamos

    • “Talvez”?? Você ainda tem dúvida? Poxa vida como é difícil reconhecer o trabalho da Promotoria.

      • Rodrigo de Freitas Andrade // 1 de Abril de 2011 às 23:03 //

        Ilustríssimo Sr. Adolfo Senna,
        Não entendo sua aparente irritação.
        O Exmo. Sr. Promotor Dr. Saad Mazloum também acompanha este valioso blog, portanto os elogios ao trabalho árduo do Promotor chegam ao mesmo.

      • Marcos Galesi // 3 de Abril de 2011 às 15:51 //

        Amigo Adolfo Senna

        Se hoje o Brasil, os grandes desvios de conduta estão aparecendo é graças às denuncias que chegam à promotoria na qual fazem um trabalho admirável e de muita coragem, pois não é fácil a vida de promotor, imaginemos quantas folhas eles tem que redigir, só o processo da CL4 foram perto de 100 paginas, então só quem é louco para não reconhecer o trabalho de um promotor, eu por exemplo não apenas me levanto da cadeira, mas também tido o chapéu para o promotor SAAD MAZLOUM, pelo brilhantismo do seu trabalho, creio que todos que comentam apoiam esta opinião.

        abraços

    • Na boa Ádamo, se o blog fosse meu eu censuraria SIM esse tipo de comentário, o cara é um troll de internet, pessoa q só quer arrumar discussão sem argumento… Ignore, não dá bola pra isso não.

  20. PARABENS A TODOS PELA MATERIA, AO DR. PROMOTOR SAAD , AO ADAMO PELA PERSISTENCIA E AO SBT QUE ATE QUE ENFIM RESOLVEU EXPOR ALGUMA COISA NA TV.

  21. SBT – Parabéns a matéria ficou linda !!!

    só isso !!!

  22. Caro Rodrigo como pode um encaregado da Sptras responsavel pela fiscalizaçao da zona leste á tanto tempo convivendo com esse mar de láma . fazer parte da comisão, não seria colocar á raposa para cuidar do galinheiro tem que haver uma verdadeira CPI para saber quem são os proprietarios dos onibus ia aparcer muito funcionario publico com veiculos em nome de laranja .se não vier gente de fora não tera resultado.Tái á dica

    • Rodrigo de Freitas Andrade // 2 de Abril de 2011 às 21:36 // Responder

      Já entendi quem porventura pode ser a pessoa caro jkc.
      Provavelmente ele deve colocar os carros dele dentro da Novo Horizonte em nome de laranjas.
      Continuo reiterando ao prezado blogueiro que faça estas denúncias no Ministério Público, os e-mails eu já informei ao senhor.
      A porta está escancarada para os corruptos fazerem o que querem mesmo neste consórcio leste 4 hein?

      • Caro Rodrigo isso é só uma pontinha de fiapo num novelo de lã; hái vem uns treis politicos que tambem tem carro lá que é de conheçimento de todos, mais crime organizado,que vcs tambem já sabe e por ai vai .conivençia do sindicato. Dai todos tem medo de por o dedo nessa ferida .

  23. André Rodrigues // 2 de Abril de 2011 às 12:20 // Responder

    Bem meus amigos, infelizmente o doce acabou. Como eu havia postado anteriormente teria ocorrido uma certa melhora nas linhas 3720 – 10, 3781 -10 e na 3539 – 51, pois é o doce virou fel, desde quinta feira passada venho notando uma certa diferencia nos intervalos das linhas 3720 – 10 Metro Tatuapé – Cidade Tiradentes e 3781 – 10 Metro Penha – Cidade Tiradentes, ontem eu peguei um carro da linha 3720 – 10 e argumentei com o funcionário do coletivo sobre a demora, e ele me respondeu que foram retirados 5 carros da linha 3720 – 10 e 7 carros da linha 3781 – 10 para compensar a falta de carros nas linhas 374T – 10 Metro Vergueiro – Cidade Tiradentes, 3391 – 10,31 Term São Mateus – Term. Pq dom Pedro II e 3775 – 10 Jardim Rodolfo Pirany – Metro Carrão. Então voltamos na mesma, sem contar que ele me informou que está uma bagunça nas garagens, porque os operadores estão tendo que faltar para fazerem a regulamentação dos documentos que foram exigidos pelos donos de carros para a realização dos registros em carteiras, que eles tem 20 dias para agilizar todas as documentações e que nesse período alguns carros vão ser remanejados por falta de funcionários. É mais uma vez a população vai sofrer por causa da incompetência dos empresários dos transportes públicos de SP em especial a área 4.
    Abraços aos organizadores do blog que estão parabéns pois aqui a denuncia dos passageiros são ouvidas.
    O 156 não funciona cansei de ligar.

  24. GILSON REIS DE LIMA // 2 de Abril de 2011 às 17:38 // Responder

    Que coisa feia que esta acontecendo dentro da NOVO-HORIZONTE , os diretóres já estão ricos e quer ainda mais , paga logo o valor da TARIFA certo e para de roubar os TRABALHADORES de uma vez pôr todas , cambada !

  25. morador tiradentes // 8 de Abril de 2011 às 02:07 // Responder

    É sabido de todos que os funcionarios são da novo horizonte mas são os donos de carro que mandam. A quem devo obedecer? as normas da casa ou o patrão?
    Adamo será que o ministerio do trabalho pode nos ajudar? e excluir a exploração?

  26. Prezado Sr.
    Esta empresa tem duas linhas onde resido, 3407-10 e 3406-10, seus ônibus estão em situação precária, com muitos problemas, além de serem ônibus antigos, seus motores também estão seriamente avariados, constantemente quebram, na subida andam lentamente e totalmente sem condições de oferecer um transporte digno à população. Espero que os órgãos competentes tomem providências junto à esta empresa para que melhorem seus serviços prestados à coletividade.

  27. cicero soares de araujo // 14 de Abril de 2011 às 02:51 // Responder

    trabalho na linha 3390 e 3391 10 31 no sabado passado tinha 32 carros rodando e so 11 no domingo e na quarta feira teve as seguintes perca de partidas em uma das linha 29 na outra 9 e na outra 12 sera q a sptrns nao esta vendo o q esta acontecendo sem contar que varias linhas forao abandonadas 4208 3221 2296 sao as linhas q não da lucro p eles.

  28. Será que o fim do mundo chegou ou é apenas o papai do céu dizendo HOOOO .

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: