RUA DO PADRE: BOM SENSO PREVALECEU E PREFEITURA DE SANTO ANDRÉ PENSOU NA MAIORIA

ônibus

Ônibus entra na mão que estava interditada a pedido de padre, segundo moradores. Veículo vai na direção de hospitais. Rota aos sábados, dia de feira, é usada por ambulâncias também. Trânsito fluiu bem, prefeitura pensou na coletividade e ninguém saiu perdendo. Foto Adamo Bazani.

ônibus

Até os próprios fiíes da igreja que teria pedido mais espaço da rua para estacionamento acabaram sendo beneficiados pela transporte coletivo. Foto: Adamo Bazani

ÔNIBUS

Ônibus trafegou tranquilamente pela Rua que antes tinha sido convertida em mão única e trânsito não foi prejudicado. Foto: Adamo Bazani

Atitude de bom senso atende passageiros e pacientes de hospitais
Ônibus e carros de passeio puderam transitar tranqüilamente e possibilitar acesso para população à serviços básicos como de saúde

ADAMO BAZANI – CBN

As atitudes positivas de uma administração pública devem ser destacadas. Quando há equívocos que são revistos, a administração também precisa ser reconhecida.
A conversão da rua Macaúba, no Bairro Paraíso, em Santo André, que era de mão dupla, em mão única, bem no quarteirão da igreja católica Senhora do Paraíso deixou passageiros do transporte coletivo e pacientes dos hospitais Estadual Mário Covas e Brasil apreensivos.
A rua Macaúba é alternativa para o transporte público aos sábados, quando a rua paralela, Rua Jabaquara, usada pelos ônibus nos demais dias da semana, é bloqueada pela feira livre que existe no bairro há mais de 40 anos.
Segundo apurou a reportagem junto aos moradores do bairro, a conversão de mão única foi um pedido do padre Vanderlei Ribeiro, responsável pela igreja católica, que tinha o objetivo de deixar o trecho, entre a Rua Ibiapava e a Rua Alenquer, com mais espaço para os fiéis que iam assistir suas missas.
A igreja católica é de bairro e não tem estrutura de estacionamento. O templo é alvo de reclamações também por conta de barulho, já que não possui tratamento acústico.
A Rua Macaúba era o único acesso para carros de passeio e principalmente ônibus, por conta do porte destes veículos, para que centenas de passageiros aos sábados pela manhã tenham acesso aos serviços dos Hospitais.
Além disso, é acesso rápido para ambulâncias em traslados ou atendimentos de emergência.
Bloquear o acesso para a Macaúba pela Rua Ibiapava obrigaria uma volta muito grande para ambulâncias e carros e os ônibus só poderiam parar na parte baixa do hospital, na Avenida Pereira Barreto, no caso da linha B 63 (Jardim Alvorada – Vila Palmares) da Viação Vaz, ou nas proximidades da Rua Gamboa, para a linha T 15 (Estação de Santo André / Hospital Mário Covas – Bairro Paraíso).
Mas neste sábado, dia 19 de março de 2001, a rua estava operando em mão dupla, permitindo acesso dos ônibus para os hospitais e demais estabelecimentos. A situação era bem tranqüila em relação ao trânsito.
A manutenção do serviço de ônibus auxiliou os próprios fiéis da igreja de Vanderlei Ribeiro.
A reportagem flagrou um motorista de ônibus, muito gentilmente, atendendo a senhoras que ao descerem do veiculo foram até o templo.
À repórter Janete Ogawa, da Rádio ABC, o Departamento de Trânsito afirmou que a medida de conversão da mão de direção da Rua Macaúba ainda estava em teste.
Pelo menos aos sábados, quando os ônibus, carros e ambulâncias não têm a Rua Jabaquara e precisam da Rua Macaúba, os serviços precisam ser garantidos, como sempre foram.
A prefeitura, ao rever a mão de direção neste dia, certamente pensou no coletivo e provou que pensou na coletividade.
Lembrando que a abordagem deste assunto, nunca se tratou de uma crítica religiosa ou a pessoa de padre Vanderlei, mas em nome de um grupo, não se pode prejudicar a maioria.
Afinal, o transporte coletivo, é um meio de acesso para outros serviços, como educação, segurança, saúde, lazer e até religião.
Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes.

2 comentários em RUA DO PADRE: BOM SENSO PREVALECEU E PREFEITURA DE SANTO ANDRÉ PENSOU NA MAIORIA

  1. parabéns a prefeitura, q não agiu como um senhor feudal!

    • Boa tarde amigos participantes do Blog.

      Amigo Gabriel, compartilho com sua opinião, estamos no século XXI e não estamos mais aceitando “atitudes” do século XV na atual conjuntura dos dias de hoje.
      Prefeitura de Santo André, parabéns pelo bom senso e coerência.

      Amigo Adamo, parabéns pela brilhante reportagem.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: