DIADEMA DEVE DEIXAR DE TER MICROS E PREFEITURA QUE PRIVATIZAR ETCD EM 21 DE MARÇO

ÔNIBUS

Ônibus de Manutenção da ETCD é o que mais trabalha na cidade, O Caio Amélia tem de socorrer a frota que quebra constantemente por causa dos baixos recursos para a conservação da frota pública. Boa parte desta frota está bloqueada judicialmente. Foto: Adamo Bazani

Privatização de Diadema será no dia 21 de março
Cidade deixará de ter micros para oferecer micrões, pelo menos nas linhas que são hoje operadas pela ETCD – empresa que deve ser privatizada

ADAMO BAZANI – CBN
No dia 21 de março deste ano devem ser apresentadas as propostas para a privatização das operações da ETCD – Empresa de Transportes Públicos de Diadema, a primeira empresa de transportes públicos criada no ABC Paulista, em 1986, na gestão de Gilson Menezes na época pelo PT. Atualmente é a última empresa de poder municipal da região e acumula dívidas de R$ 110 milhões, dos quais, cerca de R$ 20 milhões são devidos à Viação Alpina, empresa da família Setti & Braga, do Grupo da Auto Viação ABC. A Alpina que não opera mais, porém existe como pessoa jurídica, prestou serviços para a ETCD nos anos de 1990.
É a terceira vez que o prefeito Mário Reali, do PT, tenta privatizar a empresa. Das outras vezes, uma cooperativa de São Paulo, Cooperlíder, e uma empresa de Jundiaí, Auto Ônibus Três Irmãos, contestaram alguns pontos do edital.
Com exclusividade, a Prefeitura de Diadema atendeu a Reportagem e mostrou-se confiante no sucesso da licitação e reconheceu que são necessárias melhorias nos transportes na cidade.
Uma novidade para os usuários é que os polêmicos e não muito confortáveis micro-ônibus devem ser substituídos por veículos maiores.
O poder público, no entanto, não entrou em detalhes em relação ao parecer do Tribunal de Contas do Estado que julgou irregular a licitação de 2002 e o contrato de 2003 que possibilitou a Viação Imigrantes de operar na cidade.
Acompanhe nota enviada pela Prefeitura por solicitação de nossa reportagem:

“A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Diadema informa que o parecer do TCE sobre o edital da Viação Imigrantes encontra-se em análise jurídica pela administração municipal. Em relação ao edital de concessão das linhas da ETCD, a Prefeitura seguiu as recomendações do TCE e republicou o edital em 16 de fevereiro com as alterações necessárias. A Prefeitura reitera que segue a lei federal 8.666/93, que versa sobre processo de licitação.
O objetivo da concessão das linhas da ETCD é melhorar a qualidade dos serviços prestados à população, modernizar e aumentar a eficiência do sistema de transporte municipal.
Entre os benefícios com a concessão, estão a frota renovada com ônibus zero km, o que significa redução de falhas mecânicas, otimização dos tempos de partidas dos terminais e menos tempo de espera para os usuários. A frota será 100% adaptada ao transporte de portadores de deficiência.
A modernização dos veículos também inclui frota equipada com rastreador GPS, que garante melhor fiscalização do cumprimento do tempo real das partidas, dos percursos e desvios de rota. Veículos equipados com câmeras de vídeo internas para proporcionar mais segurança e conforto aos usuários e funcionários, além de controlar melhor o uso indevido dos cartões. A concessão prevê a substituição dos atuais micro-ônibus pelos denominados micrões para acomodar um número maior de passageiros e com mais conforto.
O atual quadro econômico-financeiro da ETCD não permite novos investimentos para atingir os objetivos contidos no processo de modernização e qualificação do atendimento proposto no projeto para o transporte coletivo municipal que está sendo posto em prática. Além de melhoria no atendimento, o processo de concessão das linhas visa superar as dificuldades financeiras e equacionar a situação dos trabalhadores.
Os avanços já conquistados na área não sofrerão alteração com o processo de concessão. O município é o único da região a ter integração gratuita com as linhas municipais, intermunicipais e de trólebus nos dois terminais da EMTU (Diadema e Piraporinha). O beneficio do bolsa-transporte continuará conforme os critérios estabelecidos pela lei, atendendo estudantes, idosos e deficientes.”

Além dos grupos que já participaram das tentativas anteriores, novos podem participar do certame
Adamo Bazani.

8 comentários em DIADEMA DEVE DEIXAR DE TER MICROS E PREFEITURA QUE PRIVATIZAR ETCD EM 21 DE MARÇO

  1. “Grande Amélia, útil até em 2011.

    “Amélia que era a carroceria de verdade…”

    Paulo Gil

  2. Sou contra as privatizações… Fico triste em ver uma empresa municipal ser privatizada. Ainda mais no ramo de transportes. A princípio, se um governo É INCOMPETENTE para gerir uma empresa pública sem deixar essas dívidas, esse governo deveria cair fora, é incompetente e faz mal uso do DINHEIRO PÚBLICO, jamais poderia estar exercendo a função (não cito um cargo exclusivo, nisso inclui o sistema todo ou os principais cargos, os que lidavam diretamente com o dinheiro, etc).

    Se um empresário consegue operar E AINDA LUCRAR, como que uma empresa municipal não pode conseguir???

    Privatizar só leva lucros para empresários. Parte do $ suado da população vai enriquecer umas poucas famílias às custas de um serviço ESSENCIAL em qualquer cidade urbana.

    Transporte público de verdade teria que ser público, SEM LUCRO, com todo o possível lucro investido no sistema, de volta para a população, não para enriquecer empresários. A passagem até poderia ser mais barata.

    Mas seja como for, o mundo não é meu mesmo…

    Uma prova de que o sistema atual no Brasil NÃO FUNCIONA é a cidade de São Paulo, onde os subsídios pagos às empresas são tirados de várias áreas. Uma coisa que poderia ser municipal, operada SEM LUCRO, ainda precisa ser mantida TIRANDO DINHEIRO DE OUTRAS ÁREAS, atrasando cada vez mais a evolução da cidade. E os empresários estão lá na deles, lucrando, afinal uma empresa é criada para lucrar mesmo…

    Brasil quer dar uma de primeiro mundo, mas com o poder público que tem, não vai dar certo. Vergonha de ser brasileiro…

  3. Se o fato de acabarem com os micros em Diadema se consumar, de fato será um grande salto de qualidade no sistema da cidade. Mas penso que para os dias atuais, em pleno século XXI, algumas medidas também deveriam ser levadas em consideração para o conforto e qualidade do serviço, coisas como, além da acessibilidade universal, ar condicionado, bancos estofados, deveriam ser levados em conta. Por falta de pulso firma na administração paulistana, esses confortos foram “deixados de lado”. Oxalá em Diadema possa ser diferente.

  4. a privatização não é saudavel dependendo da situação, só vermos o quanto o municipio de São Paulo chora por causa da CMTC que foi empresa modelo.

    • MAS O CASO É CRÍTICO MARCOA, A ETCD ESTÁ MUITO FALIDA, NÃO TE CONDIÇÕES DE MANTER SEUS VEICULOS OPERANDO POR MUITO TEMPO, A DICIDA ACUMULADA É ALTA, E OS INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS PARA NÃO “PUNIR” OS USUÁRIOS COM UMA MELHORA NA QUALIDADE É SURREAL PARA SITUAÇÃO DA EMPRESA. PORTANTO NESSE CASO, ACREDITO QUE A SOLUÇÃO MAIS RAPIDA INFELIZMENTE É A PRIVATIZAÇÃO!

  5. FINALMENTE, O FIM DOS MICROS E O NOVO REINO DOS MICRO MASTERS QUE NASCE!!!!, ESPERO QUE VENHAM ESTES, EM QUANTIDADE EQUIVALENTE AOS MICROS, SENÃO CONTINUARÁ SATURADO O TRANSPORTE LOCAL DA MESMA FORMA!

  6. Sem micros é bom, mas temos que ver na real, porque os intervalos de um ônibus para o outro podem aumentar!

  7. alfredo martinez // 7 de Abril de 2011 às 15:24 // Responder

    Depois de passar toda a campanha dizendo que a Etcd era dos trabalhadores,que o PT não iria privatizar,que era o José Augusto que queria acabar com a empresa,o prefeito Mario Reali mostra que não merece a confiança dos moradores de Diadema, portanto nas proxímas eleições, FORA PT E SEUS AMIGOS.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: