DOCUMENTOS INDICAM IRREGULARIDADES NOS TRANSPORTES DA ZONA LESTE DE SÃO PAULO

Documento revela irregularidade no Cons´rocio 4 Leste

Documento de encargos e depósitos feitos para a conta da Cooperativa Nova Aliança. No entanto, as quantias se referem a prestação de serviços da Viação Novo Horizonte que segundo donos de ônibus que operam na companhia ainda continua na prática como uma cooperativa operando em serviços de empresa. O prefixo 444(dois últimos números ocultados pela reportagem por questão de segurança) evidenciam que os transportes foram feitas pela Novo Horizonte mas os depósitos para a Cooper Nova Aliança, que para motoristas proprietários são a mesma coisa. Foto: Adamo Bazani


documentos irregularidades novo horizonte

Remuneração de R$ 1,5844 por passageiro transportado não é compatível com o valor recebido por empresas e se aproxima do valor para as cooperativas. Foto: Adamo Bazani

irregularidades transportes

Porém, se o ônibus foi comprado da Viação Himalaia, que compartilha o Consórcio 4 Leste, a remuneração passa a ser de R$ 2,05 por passagem, que é a média recebida pelas empresas na cidade de São Paulo. Foto Adamo Bazani.


EXCLUSIVO:

Dinheiro de empresa vai para cooperativa nos transportes da Zona Leste de São Paulo
Donos de ônibus que operam no Consórcio 4 Leste garantem que novo Horizonte opera como cooperativa. Reportagem conseguiu documentos exclusivos

ADAMO BAZANI – CBN

A definição sobre qual o caráter jurídico verdadeiro da Viação Novo Horizonte, que faz parte do Consórcio 4 Leste, da Capital Paulista, não é clara para a população, trabalhadores e nem para o poder público. Muitas dúvidas e pouca transparência marcam a prestação de serviços em parte da Zona Leste de São Paulo.
Constituída como empresa de ônibus para prestar serviços regulares na Área 4 Leste de São Paulo, a Novo Horizonte não passa de uma cooperativa disfarçada de empresa de ônibus, garantem trabalhadores que atuam nas linhas.
Foi este o principal motivo da greve de motoristas e cobradores da Viação Himalaia, que divide as operações no Consórcio 4 Leste, que deixou entre 31 de janeiro e 03 de fevereiro mais de 100 mil pessoas sem transportes por dia na região.
Os motoristas e cobradores da Himalaia cruzaram os braços com medo de serem transferidos para a Viação Novo Horizonte e perderem seus direitos trabalhistas.
As relações financeiras e o que acontece de uma maneira geral dentro da Viação Novo Horizonte, no mínimo, precisam de mais clareza e explicações, garantem os participantes da Viação ouvidos pela reportagem.
Como numa cooperativa, os motoristas e cobradores possuem um ou mais ônibus na Novo Horizonte.
Eles contratam funcionários em nome da Viação, por isso que seu cadastro de emprego e desemprego revela a quantidade de mais de 2 mil empregados, mas quem banca os salários são os próprios motoristas e cobradores donos dos veículos.
Além disso, diferentemente de uma empresa, a arrecadação não é por linha ou pelo faturamento geral do negócio, e sim por carro operado, como uma cooperativa, conforme pode verificar a reportagem em documentos apresentados por alguns operadores.
Não bastasse isso, alguns proprietários de ônibus se queixam da pouca clareza da destinação de recursos e encargos para a Viação.
A Novo Horizonte teve origem em cooperativas de ônibus, como as de Bairro a Bairro, a Liberdade, a Coopernorte e principalmente a Cooperativa Nova Aliança.
Mas estas origens, aparentemente, são ainda bem marcantes na administração da Novo Horizonte, mesmo ela sendo reconhecida como empresa.
Os pagamentos e encargos feitos pelos donos dos ônibus da Novo Horizonte vão na verdade para a conta bancária da Cooperativa Nova Aliança, como comprova o documento da primeira imagem, obtido com exclusividade pela reportagem.
“É no mínimo uma falta de consideração e clareza”, desabafa um dos donos de ônibus da Novo Horizonte.
O problema é que o documento que comprova o pagamento para a Cooperativa Nova Aliança refere-se a débitos e encargos relacionados aos ônibus que prestam serviços como Viação Novo Horizonte, como revela o prefixo 444XX – os dois últimos números foram ocultados pela reportagem para preservar um dos denunciantes, que teme represálias.
“Se o serviço é da Novo Horizonte, teoricamente uma empresa, porque os débitos dos encargos são feitos para a Nova Aliança?” questiona um dos motoristas que esteve pessoalmente com este repórter.
A prática pode, no mínimo, confundir as estatísticas de lucros, custos e demandas para o poder público municipal de São Paulo.

PARA ONDE VAI O DINHEIRO?

Os donos dos ônibus que operam na Viação Novo Horizonte também questionam a remuneração paga pelo sistema na região.
Enquanto no local o repasse para as empresas de ônibus constituídas é de R$ 2,05 por passageiro, os motoristas mostraram documentos que comprovam que esta remuneração é de R$ 1,5844, valor semelhante ao recebido por cooperativas.
Os operadores querem saber de maneira clara para onde vai e como é aplicada essa diferença entre os R$ 2,05 e R$ 1,5844 de remuneração.
A SPTrans e a direção do Consórcio 4 Leste alegaram que eles recebem menos na zona Leste de São Paulo para custear ônibus elétricos da Viação Himalaia, que divide o consórcio com a Novo Horizonte.
Mas os motoristas-proprietários dizem que o acordo para “subsidiar” os trólebus só valeria no primeiro ano de 2007/2008.

DOIS REPASSES PARA O MESMO SERVIÇO:

Os repasses também não são claros e uniformes nas linhas da Novo Horizonte. Há motoristas donos de mais de um ônibus. Os que foram comprados por eles recebem remuneração de R$ 1,5844. Mas os ônibus que foram comprados da Viação Himalaia fazendo as mesmas linhas recebem remuneração de R$ 2,05, como comprovam os documentos obtidos pela reportagem de maneira exclusiva.
Outra característica de funcionamento de cooperativa é em relação ao IPVA. Se o motorista tem mais de 1 ônibus, ele é isento apenas do pagamento do importo sobre um veículo apenas.. Os demais são tributados pelo IPVA. Ocorre que companhias de ônibus realmente operando com características empresariais têm todos os veículos isentos.
“O nome Novo Horizonte usa de regalias de empresa ou de cooperativa como lhe convier melhor. Depois, o preço a pagar, sobra para os cooperados” – disse um dos motoristas.

OUTRO LADO:

Em entrevista a este repórter, André Lisandri, presidente do Consórcio 4 Leste, disse que a Novo Horizonte é uma empresa sim, que mantém registros e encargos de funcionários e que o Consórcio chega “até a ser rigoroso na fiscalização e acompanhamento da companhia”.
Lisandri disse que não há motivos para funcionários da Himalaia se preocuparem com transferências e que seus postos estão garantidos.
Houve um trabalho e conjunto entre as duas empresas, segundo Lisandri, no replanejamento de linhas e que não haveria motivo para pânico dos trabalhadores.
Os representantes da Viação Novo Horizonte não se manifestaram.
Mas o espaço continua aberto para quem quiser se pronunciar sobre o assunto.
Adamo Bazani, repórter da Rádio CBN

17 comentários em DOCUMENTOS INDICAM IRREGULARIDADES NOS TRANSPORTES DA ZONA LESTE DE SÃO PAULO

  1. Mistérios do consórcio leste 4…Parabens Adamo pelo excelente furo de reportágem…

  2. A cada dia que passa, mais decepcionado fico com a CONSÓRCIO LESTE 4, eu torço pelo sucesso das empresas até porque há pais de familia que trabalham nas empresas que participam do consórcio. Tenho profunda tristeza porque infelizmente há muitos pais de familia que não verão a cor do dinheiro dos seus direitos trabalhistas.
    Gostaria que as empresas do CL 4 fossem mais sinceras com seus passageiros.

  3. O QUE REALMENTE É A NOVO-HORIZONTE COOPERTIVA OU EMPRESA , ACHO QUE É UMA COOPERATIVA COM NOME DE EMPRESA . !!!

  4. alguém sabe me dizer pra onde vai o dinheiro q a prefeitura pega de cada passagem???

    por que ,até onde eu sei, o dinheiro q vai na compra de novos onibus, e construção de novos corredores, deveria vir do IPVA… ( ou vcs acham justo q, qm compra um carro no valor de 25 mil, paga qse 1000 reais de IPVA no primeiro ano, pagar 6 reais para ir e voltar tdo o dia q vai trabalhar???)

    abços a todos…

  5. Cade o Ministerio Publico para averiguar tais questões que se comprovadas, são graves.

  6. SEI QUE ESTA EMPRESA É UMA MAFIA E OS DIRETORES ESTÃO FICANDO RICOS E EMPOBRECENDO OS SÓCIOS COM ESTA TARIFA QUE REPASSA É UMA VERGONHA R$ 1,5844 A DIFERENÇA FICA PARA OS DIRETÓRES QUE JÁ ESTÃO RICOS SEI DISSO PORQUE TENHO UM AMIGO QUE É SOCIO DESTA EMPRESA E ESTA SÓ DEVENDO PARA Á EMPRESA NOVO-HORIZONTE , CADE A JUSTIÇA …!!!

  7. este comentário é dirigido ao grande jornalista Adamo (parabéns) e ao Exmo. sr. Dr. Saad.
    Sou proprietario de um veículo dentro deste ¨Consórcio¨, consórcio só para ingles ver, isto porque a criação do mesmo, foi nada mais para a formação de uma quadrilha entre nossa Diretoria, os Diretores da Himalaia e a tal Happy-play, para desvio de dinheiro e lavagem do mesmo. Ora, temos ciência que este dinheiro é dinheiro público, portanto este repasse para os onibus é justamente para melhorar a qualidade dos serviços e dos veículos que é um direito do usuário pelo alto valor que é pago pelo passagem. O fato da Novo Horizonte de ser uma Empresa com cara de cooperativa, ou vice-versa, é muito transparente. é verdadeira, ainda bem que é assim, senão ela já teria parado, pois as custas de nossos sacrificios e de nosso sangue, mantemos esta Empresa em pé, nós proprietarios de onibus é que cuidamos destes veículos deste a limpesa até a manutenção, e isto é merito nosso, e não desta Diretoria com graves suspeitas de corrupção. Esta na hora do M.P e da Sp-trans se pronunciarem, certo Dr. Saad, e o senhor verá que será por nós resolvido o problema da área 4. Quanto a compra da Himalia pela Nova Horizonte, não é verdadeira, esta negociação foi feita exclusivamente pelo sr. Gerson e Sr. Vilson e que estão vendendo ¨VAGAS¨ para quem quiser se interessar, dentro ou fora de nossa Empresa. Ora, as vagas não pertence à Prefeitura? isto é apropriação indebita de propriedade do municipio.
    Ministerio público, esta na hora de acordar,e agir, voces tem o caminho. Afaste estas laranjas podres e façam uma prestação de contas, é só querer, o que está acontecendo? Nosso principal objetivo é dar uma qualidade de serviços de primeiro mundo ao nossos clientes (usuarios) é eles que movimentam esta máquina, eles pagam e merecem .
    ACORDEM……………

    exclusi

  8. Exmo. Sr. Dr. Saad.
    continuando o comentário acima, imagine se todos os usuários de onibus, resolvessem colocar seus automoveis nas ruas para substituir seu meio de transporte, o que aconteceria com o transito de SP., será que iria haver necessidade de existir a Sp-Trans?
    Abraços,

  9. SIM REALMENTE É INCAPAZ E EU TRABALHO NA HIMALAIA ,AGORA TEM UM MONTE DE DONO DE ONIBUS QUE DEIXAM OS FUNCIONARIOS REGISTRADO PELA HIMALAIA PARADOS SEM OPERAR NOS “ONIBUS DELES”
    E COLOCAM PESSOAS SEM CNH , SEM TREINAMENTO E SEM O REGISTRO.
    SEM CONTAR A VENDA DE LINHAS DA SPTRANS QUE É ILEGAL.
    OS TRABALHADORES DA HIMALAIA ESTÃO SENDO HUMILHADOS MAIS UMA VEZ E NÃO TEM NINGUEM PARA DEFENDE-LOS.
    SPTRANS , SINDICATO E PODER PUBLICO FORAM COMPRADOS MAIS UMA VEZ.
    AGORA QUEM TOMA CONTA DO CONSORCIO 4 LESTE É A FACÇÃO CRIMINOSA QUE ESTÃO LAVANDO O DINHEIRO NA HIMALAIA.

    OS FUNCIONARIOS PEDEM SOCORRO. AJUDEM-NOS POR FAVOR!

    OBRIGADO
    AMARAL!

  10. Oswaldo Jurandir Souza // 22 de fevereiro de 2011 às 14:27 // Responder

    O principal problema é que essa cooperativa está operando de modo irregular, está renovando a frota com carros antigos que pertenceram a outras empresas da cidade de São Paulo e de outras cidades, uma pena que o ministério público não está agindo contra esse consórcio fraudulento, afina, provas de irregularidades referente à cooperativa e o consórcio inteiro tem provas pra caramba, enfim, vamos aguardar que a sptrans (duvido) e o ministério público haja e tire essa corja de bandidos do sistema de transporte.

  11. Mauricio da cunha junior // 22 de fevereiro de 2011 às 22:17 // Responder

    Boa noite , parabéns a esta reportagem Sr Adamo bazani espero que esta materia tenha uma solução , sou um primo de uma pessoa que tem ônibus nesta empresa Novo-Horizonte , alguns cooperados da cooperativa NOVA-ALIANÇA sairam da cooperativa para virar Empresa , que pena que isso tenha acontecido porque quando era cooperativa eles levavam o sustento para suas casas , após ter virado Empresa isso ficou dificil para os socios que tem ônibus , mal da para pagar os ônibus novos que tiveram que comprar pôr conta das trocas , os condutores (Motoristas e Cobradores) recebem uma salario da categoria +VR+CB+CM+e horar extras , se na realidade nos recebemos uma tarifa justa nada disso teria poblema , só que infelizmente pôr conta desta diretória que ai esta isso não acontece , veja bem ; o repasse da SP-TRANS é R$ 2,05 , pôr passageiro transportado , só que nossa diretória nos repassa um valor de R$ 1, 5844 essa diferença fica para eles , não é atoa que se falam em varias propriedades e carros de luxo que eles tem é um vergonha , nos que trabalhamos e pagamos todas as dispesas eles ganhão nosso lucro de R$ 0,4656 pôr passageiros transportados , cade a JUSTIÇA para verificar tais fatos , estamos ficando com saldo devedor e agora eles estão cortando nosso direito de abastecer nossos veiculos para trabalhar , é o fim eles estão nos levando para o buraco e juntos nossas familias que depende de nós , este desabafo é verdadeiro e triste mais é a pura realidade , será que tem alguma pessoa que pode nos JUDAR escrevo em nome de um COOPERADO DESTA EMPRESA NOVO-HORIZONTE empresa com receita de COOPERATIVA . espero que alguem leia e nos ajude a mudar esta triste realidade , Obrigado

  12. Otimo que tem gente lendo o que esta acontecendo no consorcio leste 4 ,(HOVO-HORIZONTE) vamos lembrar que tem muito pai de familia trabalhando nesta empresa e pricisa levar o sustento de suas familias , não vamos acabar com á Empresa , precisamos e tirar esta Diretória da Novo-Horizonte (VILSON,GERSON,TONINHO,EDMAR E MARCOS),eles estão realmente levando o lucro dos trabalhadores donos de ônibus como disse o colega acima , o comentario é que eles estão RICOS , é só verificar as autoridades e fazer a justiça , verifique o que eles tinhão á no minimo 3 anos atraz e agora á diferença , a Advogada da empresa é Mulher de um diretor SR Gerson , Autoridade vamos ACORDAR E FAZER FALER NOSSA JUSTIÇA , tem muita gente direita donos de ônibus nesse meio , que falta da Cooperativa , receber o que nos paga é melhos virar Coopertiva novamente , essa tarifa de R$ 1,5844 é uma VERGONHA

  13. mario de andrade lima // 24 de fevereiro de 2011 às 01:49 // Responder

    PRA FALAR A VERDADE ISSO QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI NA HIMALAIA É REALMENTE O FIM DA PICADA MESMO…NOSSA EMPRESA QUE SEMPRE ESTEVE PRESENTE EM SEUS COMPROMISSOS COM O FUNCIONÁRIO, AGORA VENDEM NOSSOS DIREITOS AO PCC,QUE ADOTARAM UMA POLITICA ESTILO NAZISTA,QUE SE VC NÃO FAZ CONFORME MANDAM, NOS AMEAÇAM DE TODAS AS FORMAS E ME SINTO REFÉM DESSA FACÇÃO,Q ESTÁ POR TRAS DA EMPRESA-COOPERATIVA NOVO HORIZONTE. MUITOS DONOS DE CARROS ANDAM MOSTRANDO QUE ESTÃO ARMADOS,INTIMIDANDO O TRABALHADOR QUE MUITAS VEZES VÃO PEGAR O VEICULO PRA OPERAR E SÃO OBRIGADOS A DESCER,ISSO QUANDO NÃO TIRAM AS CHAVES DO VEICULO….O PREFEITO É UM CARA QUE FINGE Q NADA TA ACONTECENDO,E ACABA SENDO CONIVENTE COM ESSAS PRÁTICAS ABSURDAS…A SPTRANS ESTÁ COM MEDO DE INTERVIR,POIS SEGUNDO INFORMAÇÕES DE LÁ DE DENTRO, A FACÇÃO PCC DISSE QUE TERÁ UM BANHO DE SANGUE SE ALGUÉM SE INTROMETER NESSA NEGOCIAÇÃO… SERÁ QUE ALGUÉM FARÁ ALGO OU SEREMOS VENDIDOS COMO MERCADORIA A CRIMINOSOS QUE ROUBAM BANCO,TRAFICAM,ETC E LAVAM O DINHEIRO NA HIMALAIA E NOVO HORIZONTE…OBRIGADO E QUE DEUS TENHA PIEDADE DE NOSSAS ALMAS…

  14. Rodrigo de Freitas Andrade // 24 de fevereiro de 2011 às 17:50 // Responder

    Se os donos de frota, que se colocam aqui neste valoroso blog como vítimas são tão honestos assim, porque então durante anos, enquanto a Novo Horizonte ainda se chamava Nova Aliança, vcs donos de frota da cooperativa boicotaram e manipularam a demanda de várias linhas como a 342X-10, 3759-10, 3091-10, 312A-10, pressionaram a SPTrans de forma bastante intimidadora pra que a linha 3124-10 não passasse a ter itinerário pela Av. Virgínia Ferni, a partir da data de 04/04/2009, sendo que a alteração tinha sido feita e publicada a OSO, que teve de ser cancelada ÀS PRESSAS, vivem disputando passageiros nos pontos das avenidas Líder e Itaquera desde os tempos de Nova Aliança nas linhas 3303-10, 3222-10 e 3129-10, que depois das 20 horas desde 2004 os ônibus das linhas 3750-10, 342A-10, 342X-10 e 3303-10 vinham em Reservado com passageiros dentro e não embarcavam passageiros nas Avenidas Líder, Itaquera, Rua São Teodoro?
    Se são tão honestos assim, porque que quando as linhas 342X-10 e 3759-10 chegavam no final da Rua Bartolomeu Ferrari, vcs faziam o passageiro que ia descer nas ruas Cristóvão de Salamanca e Domingos Rubino (trecho conhecido como “chácara”) descerem antes de seus pontos só pra vcs “comerem itinerário” e depois alegavam “falta de demanda” neste trecho da chácara da Cohab II para o planejamento da SPTrans?
    Quantas vezes fui ameaçado com porrete pelo antigos operadores dos carros 44311, 44070 e 44350 (não são os atuais motoristas) porque eu fazia questão de descer na chácara e vcs queriam comer itinerário e eu denunciava a SPTrans.
    Os atuais diretores da Novo Horizonte eram antigos donos de frota na Nova Aliança, igualmente a vcs, existe realmente muita irregularidade cometida por estes diretores, mas lembrem-se antes vcs eram “companheiros de cooperativa” igual a eles.

    Sim tem muito pai de família honesto na Novo Horizonte e sinto-me muito triste de saber que trabalham numa cooperativa mafiosa dessa, que ameaça o poder público e a população.

    Na realidade as únicas vítimas nessa história todas são apenas o cidadãos passageiros que sofre com as manipulações na Novo Horizonte desde os tempos de Nova Aliança, os motoristas da Himalaia Transportes e os fiscais de campo da SPTrans do núcleo leste, que muitas vezes são impedidos de fazerem o que foram incubidos de fazer por temerem sofrer retaliações violentas dos donos de frota e diretores da Novo Horizonte.

    Existe muita gente decente e honesta da SPTrans no Núcleo Leste e na Assessoria de Atendimento as Comunidades, agora o mesmo já no posso dizer do setor de planejamento leste da SPTrans, que sempre pende as alterações de itinerário e desativações de linha e alterações na OSO pro lado dos donos de frota e diretores da Novo Horizonte.
    Por ser uma linha acompanhada pelo Ministério Público, a linha desativada 342X-10 é um símbolo dessa manipulação de demanda da Novo Horizonte e do suposto benefício do planejamento LESTE da SPTrans em favor dos donos de frota da cooper-empresa.

    Existe uma lei em atividade que GARANTE o emprego aos funcionários das empresas que se porventura forem descredenciadas, portanto, esta história de fazer que o povo continue sofrendo com a Novo Horizonte só porque existe operadores honestos na cooper-empresa, isso não é argumento, pois entrando qualquer outra empresa séria e decente na area 4, os empregos destes profissionais será garantido por lei.

    Lembro caro Adamo, que quando eu estava denunciando no blog do ônibus os abusos da Novo Horizonte que acontecem nas linhas daqui do bairro Cj. J. Bonifácio, vários amigos e parentes destes donos de frota iam no blog do ônibus rebaterem minhas denúncias e falavam para o Dr. Saad que as linhas daqui eram maravilhosas, coisa que basta vir aqui na COHAB II pra perceber que não é verdade.
    Estão fazendo o mesmo aqui em seu blog.

    O planejamento leste da SPTrans, foi com advogados prestar depoimentos ao Dr. Saad Mazloum, lógico sempre educadamente, sem desrespeitar a autoridade do Dr. Saad, eles se IMPUSERAM sobre as atribuições do Dr. Saad, dizendo que neste âmbito de planejamento e alterações de linhas de ônibus eles tinham atribuição legal, para alterarem, criarem ou desativarem linhas e que o Promotor não podia fazer nada em relação a este expediente, veja que absurdo.
    Então quer dizer, se o planejamento da SPTrans resolver atender somente os pedidos e estudos do Consórcio Leste 4, simplesmente podem ignorar os pedidos da comunidade que tudo fica por isso mesmo.
    Por isso que venho reafirmando para os cidadãos paulistanos que somente uma força-tarefa entre os setores cível e criminal do Ministério Público pode resolver esta situação gravíssima na area 4.
    Vou mais além, como uma das integrantes do CL4 a Happy Play Tour, já esteve envolvida em escândalos e brigas judiciais por motivos parecidos em Minas Gerais, que a Polícia Federal e o Supremo Tribunal de Justiça deveriam tambpem intervir neste caso “Consórcio Leste 4”.

  15. Caro Reporter Adamo Bazani , sou um cidadão moro aqui em SP e já vi de tudo um pouco , acredito que tudo que os colegas falam é o que acontece nesta linda cidade de SP , tenho muito conhecimento de tudo isso que se comenta , sabemos que a empresa NOVO-HORIZONTE , HIMALAIA E RAPPY-PLAY , fazem parte do Consorcio Leste -4 veja bem á Novo-Horizonte são trabalhadores que eram das Coopertivas ( Nova aliança) (CPTC)(União)(Bairro á Bairro)(Etc) , á Himalaia sabemos que é do Sr Felipe Filho do Sr Santos que é dono Transpass , e a Rappy Play o que realmente é veja bem : qual o endereço qual é a contra préstação que ela faz cade os ônibus , quais as linhas que ela opera , que cor são os ônibus dela emfim , só sabemos que tem Sócio da Novo-Horizonte que esta investindo nela e muito , qual é realmento o enterece o que me preoculpa é saber que tem muitas pessoas boas nesse meio e só quer sobreviver , por conta de tudo isso que vem acontecendo pode acabar á qualquer momento , triste saber e não podem fazer nada , vi que o Dr Promotos SAAD se pronuncionol em respeito ao Consórico Leste 4 , que bom agredito que se faça justiça e que deixe essas pessoas que só quer Trabalhar e levar o sustento para suas FAMILIAS , ao contrario dessa atual Diretória que ali esta e só pensa em prejudicar os trabalhadores donos de ônibus e levar seus lucros de tanto trabalho , sei que paga-se todas as dispesas como uma Empresa mais não recebe como uma empresa , recebe como uma Cooperativa , sai desta empresa desde 2009 e ainda bem que não estou mais , porque é trinte ver meus amigos sofrendo com essa situação e não poder fazer nada para ajuda-los meus sentimentos a todos companheiros que DEUS ilumine seus caminhos e que se faça JUSTIÇA , DR SAAD , SP-TRANS , PREFEITURA DE SÃO PAULO ajude meus companheiros tire essa Diretória ou faça que volte á ser COOPERATIVA cada onibus com seu dono como antes ALVARÁ , So assim essas pessoas pare de subir na vida com suor de pessoas que realmente Trabalham , Abraços e que DEUS os Abençõe , VAGNER .

  16. Jessica Pereira // 1 de abril de 2011 às 04:20 // Responder

    Bom gente no dia 29/03/2011 esta voltando da escola com minhas amigas e uma delas estava sem o dinheiro da passagem de volta e moramos longe do colégio. Ela pediu para que eu passasse ela. Entramos no onibus e eu pedi ao cobrador se poderia passar ela no meu bilhete e descer no próximo ponto por que ela estava sem o dinheiro.Nisso o onibus ja estava em movimento, ele disse para que eu falasse com o motorista. Eu fui pedir ao motorista ele disse que não, nisso ja estavamos no ponto seguinte eu disse pra que deixasse a gente descer e avisei as meninas que ele não havia deixado. Contudo ele não abriu a porta pra gente descer e não me respondeu. Ja que ele não me deu resposta eu passei minha amiga e pedi novamente pra descer e ele ficou mudo. Eu avisei que ate certo ponto ficava perto da minha casa e que precisava descer, ele ficou indiferente o caminho inteiro.As meninas ja haviam passado a catraca e eu estava na frente. Outras pessoas deram sinal para entrar e ele não abriu com receio que eu descesse e me levou ate o ponto final que ficava muito longe da minha casa. Chegando la ainda quis discuutir eu disse que era simplesmente ele dizer que não e abrir para que descessemos ele quis ser ignorante e fiquei conversando com o cobrador. Liguei para a policia o sargento disse que poderia me enviar uma viatura para me ajudar pelo fato de ja ser muito tarde e eu correr o risco de nao haver onibus para voltar. No ponto final fui falar com o fiscal que também ficou indiferente, la ficou um encobrindo o outro não quiseram falar nomes e não me deram atenção. Por coincidência uma amiga minha disse que ocorreu praticamente a mesma coisa com ela na mesma linha 2666 Terminal Pq. Dom Pedro – Jd. Camargo Velho. Só aviso que tomarei minhas providências. Decepicionada com o atendimento ja que a condução se eleva tanto acho que deveriam elevar o nivel dos funcionários também.

    • Rodrigo de Freitas Andrade // 1 de abril de 2011 às 04:52 // Responder

      Jessica, sugiro que a prezada entre com esta reclamação no Blog do Ônibus:
      http://www.onibus.blog.br .
      O Blog do ônibus é um site aberto por um Promotor de Justiça, o Exmo. Sr. Dr Saad Mazloum para receber denúncias de usuários insatisfeitos com o serviço de transporte coletivo em São Paulo.
      O Promotor abriu inquéritos civis para investigar as irregularidades, que se não solucionadas pelas operadoras e pela SPTrans, podem acarretar em Ação Civil Pública.
      Na area 4 (Zona Leste), o Consórcio Leste 4 já sofre Ação Civil Pública e se for julgada culpada, poderá pagar um valor de 30 milhoes de reais a um fundo de interesse difuso, fundo este que é usado para melhorias em serviços públicos.
      Portanto, basta que a prezada cidadã entre no site, coloque seu nome completo, seu e-mail (que não será divulgado) e conte seu problema de transporte ao Dr. Saad.
      É necsssário que também a prezada abra reclamação formal no site da SPTrans e anote o número do protocolo e coloque junto com a sua reclamação ao Dr. Saad no Blog Do Ônibus.

      Espero ter te ajudado.

1 Trackback / Pingback

  1. ENTREVISTA EXCLUSIVA: CONSÓRCIO É INCAPAZ DE PRESTAR SERVIÇOS | Blog Ponto de Ônibus

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: