PESQUISA DIZ QUE ÔNIBUS DO ABC SÃO OS PIORES DO ESTADO DE SÃO PAULO

ônibus

ônibus Intermunicipal no ABC Paulista. Veículos já fora de linha de produção há mais de 10 anos ainda circulam pela região que teve a pior avaliação das linhas intermunicipais.

Pesquisa ANTP revela: ônibus do ABC Paulista são os piores de todo o Estado de São Paulo
Opinião é de passageiros em relação aos serviços de ônibus intermunicipais que servem as sete cidades do ABC.

ADAMO BAZANI – CBN

Pesquisa realizada pela ANTP – Agência Nacional de Transporte Público – nas principais regiões do País traduziu em números o que os passageiros do ABC Paulista sentem na pele. Os serviços intermunicipais de ônibus no ABC Paulista são os priores de todas as regiões metropolitanas de São Paulo.
De acordo com a pesquisa, apenas 44% dos entrevistados consideram como boa ou ótima a qualidade de prestação de serviços das empresas de ônibus da região.
É o maior índice de reprovação de todo o Estado de São Paulo.
O ABC Paulista perde de longe de outras regiões metropolitanas de São Paulo, como a de Osasco, que teve 57% de aprovações e de Mogi das Cruzes, cujas operações por ônibus foram aprovadas por 62% dos passageiros.
Todas estas regiões, em 2006, foram licitadas pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – e tiveram os serviços reorganizados, como reestruturação das linhas, renovação da frota, colocação de veículos acessíveis para portadores de deficiências e atuação em consórcios.
Somente a região pior avaliada, a do ABCD Paulista, não foi licitada. Os empresários da região boicotaram por 4 vezes o certame não apresentando propostas para a reorganização dos transportes intermunicipais. A mais recente tentativa de a EMTU licitar a Área 5, correspondente ao ABC Paulista, ocorreu no último dia 31 de janeiro e teve cobertura exclusiva de nossa reportagem.
Mais uma vez os empresários alegaram que os custos de operação do ABC eram mais elevados e que o edital deveria ser diferenciado para o ABC Paulista.
Na ocasião, Francisco Bernardino Ferreira, representante da AETC-ABC _ Associação das Empresas de Transportes Coletivos do ABC – . disse que as condições impostas pela EMTU na licitação eram praticamente impossíveis de serem colocadas em prática.
A questão dos salários dos motoristas e cobradores de ônibus da região é sempre apontada pelos empresários como uma das eventuais explicações para os boicotes a licitação. Os empegados do ABC ganham até 30% a mais em relação aos salários pagos em outras regiões de São Paulo.
Especialistas no setor de transportes dizem que a questão dos custos poderia ser renegociada facilmente e que o maior entrave para a licitação da área 5 é a cultura empresarial nos serviços de ônibus na região do ABC Paulista.
Os empresários ainda entendem que sua força econômica é suficiente para impor os interesses do grupo para o poder público e relutam em fazer parte de inovações como consórcios operacionais que redimensionaria a participação de todos na região. O ABC Paulista desde os anos de 1980 é “loteada” entre os empresários mais fortes. As operações de Mauá e Ribeirão Pires são concentradas nas mãos de Baltazar José de Sousa. Em São Bernardo do Campo, há a predominância da família Setti & Braga. Santo André fica por conta de Ronan Maria Pinto, que perdeu influência sobre as linhas intermunicipais ao vender as empresas Interbus e Humaitá para a família Setti & Braga.. Já São Caetano do Sul tem como predominante a família Eustáquio. Em Diadema predomina Renato Fernandes Soares, ligado a Baltazar.
Mexer nesta configuração parece assustar os empresários.
PIORA: O que já era ruim, piorou. A mesma pesquisa também revela que de 2009 para 2010, houve piora nos serviços dos ônibus intermunicipais do ABC. A queda nas avaliações positivas foi de 13%.
O índice de satisfação atual dos passageiros do ABC, de 44%, não chega nem à metade da aprovação dos serviços do Metrô, que foi de 84%. Demora nos pontos, lotação e falta de linhas foram as principais queixas. À Rede Bandeirantes, a EMTU admitiu que os atuais contratos precários não há cláusulas rígidas em relação à qualidade

http://www.band.com.br/transito-sp/conteudo.asp?ID=100000397769

Adamo Bazani.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: