licitação de São Paulo é de cartas marcadas?