Motorista ferido em um dos ônibus incendiados no Rio de Janeiro, na semana passada, recebe alta do hospital nesta terça-feira (31)

Família informou que ele já está em casa e passa bem

MICHELLE SOUZA

Nesta terça-feira, 31 de outubro de 2023, o motorista Alecxander Montanheiro, de 53 anos, que queimou o rosto e o braço direito quando criminosos atearam fogo no ônibus que ele dirigia na Zona Oeste do Rio de Janeiro, recebeu alta hospitalar.

Desde o dia dos ataques, na segunda-feira (23), Alecxander ficou internado no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz.

Segundo a irmã do motorista, Valéria Montanheiro, ele já está em casa e passa bem. Ela contou que o irmão estava no ponto final da linha 804, no Largo do Aarão, em Santa Cruz, no momento em que o ataque aconteceu. Alecxander teria tentado buscar alguns documentos no ônibus em chamas, mas não conseguiu e acabou ferido. “Ele ia ligar o carro quando o pessoal chegou para botar fogo e quando começou o fogo ele voltou pra tentar pegar os documentos com um cabo de vassoura, mas não conseguiu. E quando foi ver o fogo já estava em cima dele”, contou.

Na semana passada, 35 ônibus foram queimados no Rio de Janeiro, no que foi o dia com mais coletivos incendiados a mando de criminosos na história da cidade, de acordo com o Rio Ônibus.

O Diário do Transporte noticiou a ação que ocorreu na Zona Oeste, relembre:

VÍDEO: Ônibus incendiados e terror no Rio de Janeiro: Transportes na zona Oeste estão suspensos entre linhas comuns e BRT. Município vai para estado de atenção

Michelle Souza, para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Deixe uma resposta