Prefeitura do Rio de Janeiro cria plano especial de transporte e trânsito para o Rock in Rio

Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio de Janeiro

Evento acontece entre os dias 2 e 11 de setembro

ARTHUR FERRARI

A Prefeitura do Rio de Janeiro apresentou o esquema operacional que integra 26 órgãos do município para a realização do Rock in Rio, que acontece entre a sexta-feira, 2 de setembro de 2022, e o domingo, dia 11.

De acordo com o município, as ações direcionadas ao festival, que acontece no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, contemplam serviços como planejamento de transportes, interdições de vias e limpeza urbana, com a atuação de mais de dois mil agentes do município, 54 veículos, 23 caminhões e 22 maquinários.

Por meio do COR, que coordena a atuação dos órgãos municipais, serão instaladas ainda 129 câmeras no entorno da Cidade do Rock, em pontos estratégicos para a mobilidade urbana.

Já no planejamento da operação de ônibus para o transporte do público até o local, com o objetivo de minimizar o impacto para a população, foi criado um atendimento por ônibus fretados, o Serviço Especial Rock Express, que utilizará a calha do BRT, ficando sob responsabilidade dos organizadores do Rock In Rio.

Pontos de Bloqueio

Segundo a prefeitura, estão programadas diversas interdições no trânsito, no perímetro do Parque Olímpico, em todos os dias de evento.

Nos pontos de bloqueios, apenas moradores credenciados previamente pelas Subprefeituras da Barra e de Jacarepaguá, veículos oficiais e o BRT terão permissão para passar. Devido ao grande número de pedestres na área bloqueada, os moradores devem evitar circular de carro.

“Recomendamos que moradores e quem mais for se deslocar pela região que priorizem o horário da manhã, em que não haverá bloqueios no trânsito. Como grande novidade este ano, vamos fazer o controle das áreas bloqueadas através de cancelas. Os moradores e veículos credenciados receberão tags, que abrirão automaticamente as cancelas, o que vai agilizar bastante os deslocamentos e reduzir a possibilidade de fraudes”, explica Joaquim Dinis, presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro.

Nos dias de evento, o estacionamento estará proibido em diversas vias da região. Como não haverá área de estacionamento, a prefeitura recomenda que o público utilize o transporte público para chegar ao local do evento.

Confira como vai funcionar o transporte público durante os dias de evento:

A operação dos ônibus do Serviço Especial Rock Express, a venda de ingressos, as adaptações dos terminais Jardim Oceânico e Alvorada e Centro Olímpico, e os serviços de apoio serão executados pela organização do Rock in Rio.

Os organizadores do Rock in Rio estão autorizados pela prefeitura a fazer o serviço de fretamento de ônibus, além de utilizarem a calha do BRT.

Como fica o BRT

Nos sete dias do Rock in Rio, três serviços do BRT e seis terminais e estações vão funcionar 24 horas, com 17 estações funcionando apenas para desembarque de 0h às 4h. Para acessar o serviço, o usuário deve utilizar o Riocard, como faz habitualmente.

Serviços que funcionarão 24h:

– 11: Alvorada x Santa Cruz
– 51: Recreio x Vila Militar
– 41: Recreio x Madureira

Terminais e estações que funcionarão 24h:

– Estação Riocentro
– Estação Minha Praia
– Terminal Alvorada
– Terminal Recreio
– Estação Salvador Allende
– Terminal Jardim Oceânico

 

Estações que funcionarão para desembarque de 0h às 4h:

– Estação Novo Leblon
– Estação Pedra de Itaúna
– Estação Gláucio Gil
– Estação Recreio Shopping
– Estação Ilha de Guaratiba
– Estação Mato Alto
– Estação Magarça
– Estação Pingo D’Água
– Estação Santa Cruz
– Estação Santa Efigênia
– Estação Taquara
– Estação Tanque
– Estação Praça Seca
-Terminal Paulo da Portela
– Estação Marechal Fontenelle
– Estação Magalhães Bastos
– Estação Vila Militar

Fechamento das estações de BRT do entorno:
– Rio 2: 22h às 6h (normal do dia a dia)
– Parque Olímpico: 14h às 6h
– Morro do Outeiro: fechada 24 horas durante os dias de evento

Arthur Ferrari, para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta