Veja os principais pontos do novo Plano de Recuperação judicial da Itapemirim apresentado pela Transconsult, de Eduardo Abrahão

Proposta prevê possibilidade de compra de ônibus novos, transferência e alienação de bens, venda de 26 imóveis; Credores vão decidir de aprovam ou não

ADAMO BAZANI

A Transconsult, de Eduardo Abrahão, responsável desde 18 de maio de 2022, pela nova gestão do Grupo Itapemirim, que está em recuperação judicial desde 2016, apresentou nesta segunda-feira, 1º de agosto de 2022, à Justiça a proposta de um novo plano para tentar livrar empresas como Viação Kaissara e Viação Itapemirim da falência.

Um pedido para decretação da falência da Itapemirim foi apresentado pela administradora judicial EXM Partners e ainda está sendo analisado pela Justiça.

O Grupo Itapemirim acumula dívidas de R$ 2,2 bilhões e envolve sete empresas: 1. Viação Itapemirim S.A – Em Recuperação Judicial; 2. Transportadora Itapemirim S/A – Em Recuperação Judicial; 3. ITA Itapemirim Transportes S.A. – Em Recuperação Judicial; 4. Imobiliária Bianca – Em Recuperação Judicial; 5. Cola Comercial E Distribuidora Ltda. – Em Recuperação Judicial; 6. Flecha S.A. Turismo Comercio E Indústria– Em Recuperação Judicial; 7. Viação Caiçara Ltda (Kaissara). – Em Recuperação Judicial,

O plano prevê a possibilidade de compra de ônibus novos, financiamentos e a contratação de um CEO.

Pela proposta, 26 imóveis serão vendidos, entre os quais, complexos em Cachoeiro do Itapemirim (ES) sede do grupo.

As vendas devem ocorrer em até seis meses depois da aprovação do plano de recuperação e 100% dos valores obtidos serão para os credos, seguindo a ordem de preferência: i) Pagamento dos Credores Trabalhistas, (ii) Pagamento dos Credores com Garantia Real; (iii) Pagamento dos Credores Quirografáriose (iv) Pagamento dos Credores ME e EPP,

Ainda pelo novo plano, que depende da aprovação dos credores em assembleia que será marcada, 3% da operacional bruta serão fielmente depositados para pagar os credores.

O plano terá uma carência de seis meses a partir de sua aprovação.

Os credores trabalhistas vão receber todo o valor que têm direito em parcelas mensais, num prazo máximo de um ano

Já os credores com garantia real (aqueles cujos créditos são garantidos por penhor, anticrese e hipoteca) vão receber com deságio de 65%, em parcelas e por cinco anos.

Os credores quirografários (que não possuem um direito real de garantia, pois seu crédito está representado por títulos oriundos de uma obrigação) vão receber com deságio de 55% em até cinco anos.

Os Credores ME e EPP receberão o pagamento com deságio de 55% em até cinco anos.

O plano prevê em linhas gerais.

– Operações de Reorganização Societária: que envolve, por exemplo, a possibilidade cisão, incorporação, fusão e transformação; além de aumento de capital

– Obtenção de Novos Recursos: como a obtenção de novos financiamentos

– Concessão de prazos para pagamento:  condições especiais para pagamento de dívidas que já venceram ou que vão vencer

– Manutenção das Atividades: com a possibilidade de renovação, pagamento ou contratação de novos negócios,

–  Oportunidades de negócios destinados a readequação de suas atividades: abrir ou encerrar filiais, adquirir e/ou alienar bens móveis e imóveis

– Reestruturação Operacional: seja com a gestão interna, inclusive com a contratação de um novo CEO – ChiefExecutive Officer” para ocupar o cargo de Diretor Executivo e criação de conselhos de administração

– Alienação de ativos e/ou Arrendamento: contando bens móveis, imóveis transferir bens do seu ativo para uma Sociedade de Propósito Específica (SPE), ou qualquer de suas Unidades Produtivas Isoladas (UPI’s) que não sejam objeto de garantia real

– Venda e Renovação: inclusive com a aquisição de ônibus e caminhões novos

– Constituição das UPI’s: envolvendo 26 imóveis. As vendas destes imóveis devem ocorrer em no máximo, seis meses da aprovação do plano. Ainda de acordo com o plano, 100% dos

valores auferidos com a alienação das UPIs Imóveis serão destinados ao pagamento dos

Credores.

  1. “UPI Imóvel 01”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, na Rod. Eng. Fabiano Vivacqua, n° 3.178, Bairro Alto Amarelo, área de terreno com 240.796,82m2, inscrito sob a matrícula n° 128, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  2. “UPI Imóvel 02”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 59.800,00m2, desmembrada da área denominada B, do Bairro Amarelo inscrito sob a matrícula n° 5.204, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  3. “UPI Imóvel 03”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 26.660,00m2, localizado na antiga estrada Bahia e Minas, atual Bairro Baiminas, inscrito sob a matrícula n° 2.997, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  4. “UPI Imóvel 04”: compõe os imóveis localizados na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, quais sejam: (I) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 12.974 m2 de 20 lotes da Qd. H mais 24 lotes da Qd. I e uma área Bairro Boa Vista, inscrito sob a matrícula n° 8.622; (II) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 2.958,00 m2, constituído de 12 lotes da Qd. G, do Bairro Boa Vista; inscrito sob a matrícula n° 8.623; (III) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 15.044,00 m2, constituído de 51 lotes da Qd. J, do Bairro Boa Vista, inscrito sob a matrícula n° 8.624; (IV) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 4.892,00m2, constituído de 16 lotes da Qd. M, do Bairro Boa Vista, inscrito sob a matrícula n° 8.625; (V) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 3.080,00m2, constituído de 12 lotes da Qd. B, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.626; (VI) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 15.193,50m2, constituído de 50 lotes da Qd. C, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.627; (VII) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 3.574,00m2, constituído de 12 lotes da Qd. A, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.628; (VIII) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 1.465,00m2, constituído de 5 lotes da Qd. N, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.629; (IX) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 5.517,00m2, constituído de 20 lotes da Qd. O, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.630; (X) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 3.186,00m2, constituído de 12 lotes da Qd. P, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.631; e, (XI) no Parque Rodoviário Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 5.771,00m2, constituído de 24 lotes da Qd. Q, do Bairro Costa e Silva, inscrito sob a matrícula n° 8.632, todos junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  5. “UPI Imóvel 05”: compõe o imóvel localizado na cidade de Camacã, Estado da Bahia, na Rod. Br 101, Córrego do Panelinha, área total de 16.373,31 m2, inscrito sob a matrícula n° 5.824 L3A, fls.20, junto ao Cartório de Registro de Imóveis e Hipotecas 1ª Circunscrição de Camacan, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  6. “UPI Imóvel 06”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, na Zona Rural (Plato 3 parcial), Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno denominada Coqueiros, com 18,3810 ha. ou 183.810,00 m2, situado na localidade de Coqueiros, inscrito sob a matrícula n° 2.384, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  7. “UPI Imóvel 07”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, no Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 7.440,00m2, inscrito sob a matrícula n° 3.089, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  8. “UPI Imóvel 08”: compõe os imóveis localizados na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, quais sejam: (I) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 11.979,75 m2, denominada Gleba F, inscrito sob a matrícula n° 13.867; e, (II) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 6.497,50 m2, denominada Gleba E, inscrito sob a matrícula n° 13.868, ambos junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  9. “UPI Imóvel 09”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, no Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, s/n, área do terreno com 32.550,00 m2, localizada nos Bairros Baiminas, Boa Vista e Bela Vista, inscrito sob a matrícula n° 27.904, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano
  10. “UPI Imóvel 10”: compõe os imóveis localizados na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, quais sejam: (I) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 655,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 9.738; (II) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, lote de terreno com 240,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 17.072; (III) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 400,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 13.840; (IV) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 860,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 13.841; (V) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 11.849,00 m2 – área construída de 1.450m2, inscrito sob a matrícula n° 12.002; (VI) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 240,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 12.003; e, (VII) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, casa residencial com área construída de 80,00 m2, em terreno de 600,00m2, inscrito sob a matrícula n° 4.410, todos junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  11. “UPI Imóvel 11”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, no Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área do terreno com 16.734,58 m2, frente Rod. BR 482, inscrito sob a matrícula n° 3.527, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  12. “UPI Imóvel 12”: compõe os imóveis localizados na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, quais sejam: (I) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, terreno com 20.414,00 m2 das Glebas B, C e D da R. Jerônimo Ribeiro, inscrito sob a matrícula n° 34.832; (II) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, lote de terreno com 200,00 m2, situado lugar Coqueiro, inscrito sob a matrícula n° 35.981; (III) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, lote de terreno com 450,00 m2, situado lugar Coqueiro, inscrito sob a matrícula n° 35.982; (IV) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, lote nº. 13 da Qd. A, com 620,00m2, inscrito sob a matrícula n° 5.461, ambos junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano
  13. “UPI Imóvel 13”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, no Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, área de terreno com 45.424,00 m2, situada na localidade de Coqueiros, Bonsucesso e Jaqueira, inscrito sob a matrícula n° 7.247, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  14. “UPI Imóvel 14”: compõe os imóveis localizados na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, quais sejam: (I) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, lote de terreno com 270,00 m2, na Rodovia Safra x Cach, inscrito sob a matrícula n° 9.767; e, (II) Parque Rod. Itapemirim, s/n, Bairro Amarelo, lote de terreno com 270,00 m2, na Rodovia Safra x Cach, inscrito sob a matrícula n° 9.768, ambos , junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  15. “UPI Imóvel 15”: compõe os imóveis localizados na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, quais sejam: (I) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lote 15 da Quadra 17 com 390,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 12.439; (II) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lote 16 da Quadra 17 com 326,80 m2, inscrito sob a matrícula n° 12.440; (III) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lotes 10, 11 e 12 da Quadra 17, com 1.187,27 m2, inscrito sob a matrícula n° 2.912; (IV) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lote 06 da Quadra 17, com 288,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 26.412; (V) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lote 14 da Quadra 17, com 456,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 3.910; (VII) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lotes 4 e 5 da Quadra 17, com 760,00m2, inscrito sob a matrícula n° 5.072; (VIII) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lote 13 da Quadra 17, com 416,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 8.897; (IX) Antiga Rodoviária, Bairro Muquiçaba, lote 13 da Quadra 17, com 416,00m2, inscrito sob a matrícula n° 7.521, ambos junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  16. “UPI Imóvel 16”: compõe o imóvel localizado na cidade de Guarapari, Estado do Espírito Santo, na Rodovia Jones dos Santos Neves, 2871, Bairro Muquiçaba, área de terreno com 12.000,00 m2 – edificação comercial com área construída 1.702,40 m2, inscrito sob a matrícula n° 1.323, junto ao Registro Geral de Imóveis de Guarapari – ES, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  17. “UPI Imóvel 17”: compõe os imóveis localizados na cidade de Vitória, Estado do Espírito Santo, todos no Edifício Kenedy, Centro, com área total de 141,02 m2, inscritos sob a matrícula n° 7.903, 7.904, 7.905, 7.906, junto ao Cartório de Registro de Imóveis da 1ª Zona de Vitória/ES, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  18. “UPI Imóvel 18”: compõe o imóvel localizado na cidade de Patos, Estado da Paraíba, na Rua José Urquiza Carneiro, 54, Lotes 8 e 9 da Quadra 06, com área total de 880,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 17.268, junto ao 1° Ofício de Notas de Patos/PB, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  19. “UPI Imóvel 19”: compõe o imóvel localizado na cidade de Caruaru, Estado de Pernambuco, na Rua Lúcio Mendonça, Bairro Indianópolis, com área total de 7.840,00 m2 e 2.071,30 m2 de área construída, inscrito sob a matrícula n° 2.381, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Caruru, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  20. “UPI Imóvel 20”: compõe o imóvel localizado na cidade de Picos, Estado de Piauí, na Rodovia BR 407, Km 1, área do terreno com 2.400,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 61, junto ao Cartório de Registro de Imóveis Zona Norte de Picos – PI, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  21. “UPI Imóvel 21”: compõe o imóvel localizado na cidade de Campos dos Goytacazes, Estado do Rio de Janeiro, na Av. Nilo Peçanha, antiga Rodovia Amaral Peixoto, terreno com área total de 3.600,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 1.875, junto ao 7º Ofício de Notas de Campos dos Goytacazes, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  22. “UPI Imóvel 22”: compõe o imóvel localizado na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Av. Nova York n.º 157, Apart. 203, do Ed. Rawet, Bairro Bonsucesso, com área total de 510,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 80.321, junto ao 6º Ofício Registro de Imóveis do Rio de Janeiro, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  23. “UPI Imóvel 23”: compõe o imóvel localizado na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Av. Altântica n.º 270 – Leme, Apart. 1.301, com direito a 4 vagas de garagem, Bairro Copacabana, com área total de 270,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 94.620, junto ao 5º Ofício do Registro de Imóveis do Rio de Janeiro, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  24. “UPI Imóvel 24”: compõe o imóvel localizado na cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Rua Cinco de Julho, n° 188, Apart. 901, do Ed. Cerejeira, Bairro Copacabana, com área total de 76,00 m2, inscrito sob a matrícula n° 8.249, junto ao 5º Ofício do Registro de Imóveis do Rio de Janeiro, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.
  25. “UPI Imóvel 25”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, Bairro Centro, Rua 25 de Março, nº 71, constituído por área de garagem com 36 m2, inscrito sob a matrícula n° 30.374, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano
  26. “UPI Imóvel 26”: compõe o imóvel localizado na cidade de Cachoeiro do Itapemirim, Estado do Espírito Santo, Bairro Centro, Rua 25 de Março, nº 73, constituído por área de garagem com 36 m2, inscrito sob a matrícula n° 30.376, junto ao Cartório de Registro de Imóveis de Cachoeiro do Itapemirim, devidamente considerado no Laudo de Avaliação de Ativos deste Novo Plano.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Patrícia disse:

    Essa transconsult é uma piada, na verdade o que acontecendo na itapemirim e uma piada, uma consultoria formada por pessoas um que é operacional é envolvido até em processo que a própria itapemirim moveu contra a severo e envolvendo tal pessoa por esquemas em valores de quilometragem com os prestadores de serviços, outros ex funcionários que móvel processos trabalhistas contra a empresa e ainda tem ex gestores da Águia Branca que tem muitos interesses na falência da empresa ou seja muito estranho tudo isso, mas enfim vamos esperar para ver a tampa do caixão fechar, e os funcionários que são feitos de palhaços e são mesmo porque aceitam tudo isso e não vão atrás de algo melhor sendo que o mercado está aberto para esses bobos da corte que adoram sofrer, ainda bem que fizeram o favor de me chutar pra fora do que resta se empresa acham que fizeram mau, mas fizeram bem,estou liberta desta prisão psicológica.

  2. Gomes mecanico disse:

    A viação Itapemirim já foi uma super potência,mas infelizmente chegou a este ponto acredito eu por mas administrações tomara que a “amarelinha”volte e saia das mãos de Sidney Piva de jesus deixou as obrigações de lado para montar uma empresa de aviação com dividas ativas e sem nenhuma responsabilidade largou muita gente ao vento… felicidades viação Itapemirim

  3. Henrique disse:

    Essa empresa Transconsult foi fundada por ex funcionários da própria empresa não estão em busca de levantar a empresa! Nessa nova gestão como mencionaram demitiram diversos funcionários sem nenhum retorno de baixa em carteira, rescisões,fgts e os que ficaram não estão recebendo, porém eles já receberam e estão pagando os funcionários que foram contratados por eles, onde está a justiça?

  4. Paulo disse:

    Todos merecem uma Nova Chance, a Justiça pode muito decidir, pelo menos com a KAISSARA com um novo plano de vendas de Passagens nas linhas mais rentáveis da Ita até mais alguns anos até a sua situação Patrimonial regularizar com muito trabalho pela frente e reformando seus Carros para voltar a operar e depois pensar nas hipótese de reativação com carros novos… tudo é possível ao que crer, desde que não acha Roubo.

  5. Andreia Queiroz Gadioli disse:

    Torcendo para a empresa voltar a operar em nossa região. Carangola-MG para SP.

  6. Paulo Oliveira da Cruz disse:

    Boa noite é uma pena. Mais como é para o bem de todos e felicidade geral da nação que seja feito a sua vontade .

  7. Luis silvii disse:

    A sede de teresina tb esta a venda tem inclusive onibos antigos lá abandonados além de peças e outras coisas do grupo.

  8. Jonas disse:

    Nem linhas podendo operar a empresa vive de quer? Para a transconsult está a frente há muito mas muito interesse, interesse este que bem logo vamos ver existe coisas obscuro, que envolvem interesse de muito dinheiro com essas parcerias que fizeram, mas a justiça não ver isso, tá na cara e não ver quem não quer é os ovários dos funcionários que estão trabalhando, os antigos pois os novos dessas gestão estão recebendo isso e falta de humanidade. Não pagar os que trabalham e pagam exemplos Ana Claudia gerente financeiro acabou de entrar e está tudo em dia e os demais otarios sem receber nada, já fui otario hoje fora percebi o quanto fui burro .

  9. marcia tonon disse:

    E as passagens aéreas como.ficarao…sera ressarcido… precisa ser divulgado

  10. Gabriela Santos disse:

    Meu esposo ainda trabalha na viação Itapemirim e até hoje os atrasados ñ foram pagos e os gestores que entraram ainda ñ deram nenhuma satisfação aos funcionários que estão sem receber firmes e fortes, acreditando na recuperação da empresa, oito meses de salários atrasados, ticket alimentação , refeição e o FGTS nunca mais depositaram, uma falta de respeito tão absurda com quem ainda está trabalhando! Eu pergunto, cadê a justiça que ñ aparece?😏

  11. Carlos Alves Dos Santos disse:

    Eu compro tudo. Pago todas as dívidas pendentes da Itapemirim/Kaissara. E mais! Reativarei o grupo com a compra de 500.000 ônibus novos e modernos. Reativarei a rede de postos flecha, e criarei números expressivos de pontos de apoio. Isso em todos os estados brasileiros. Terei concessão de linhas para exploração rodoviária por todo o país. Detalhe: Não admitirei puxa-sacos e lambe-botas. Pois fui motorista do grupo, e até hoje existem esses tipos de lacaios por lá…mesmo na decadência em que a empresa se encontra.

  12. Carlos Alves Dos Santos disse:

    Pra quê esse fanatismo desnecessário? Se ele ainda está lá, é porque gosta de se humilhar. Trabalhei também no grupo…más ainda era uma empresa conceituada, e o velho Camilo Cola ainda era vivo. Más nunca morri de paixão pela empresa. Porque seu marido não muda de empresa? “Adorar somente a Deus” Cadê o profissional?

  13. Carlos Alves Dos Santos disse:

    A justiça está…Onde seu marido não procurou ainda.

Deixe uma resposta