Prefeitura de Campinas (SP) rescinde contrato com Consórcio BRT por atraso nas obras

Foto: Divulgação/Prefeitura de Campinas

Responsável pelo Terminal Ouro Verde, empresa também foi multada

ARTHUR FERRARI

A Prefeitura de Campinas (SP) decidiu por rescindir o contrato e multar o Consórcio BRT Campinas, responsável pelas obras dos trechos 2 e 3 do Corredor Ouro Verde.

De acordo com a prefeitura, a empresa teve direito à ampla defesa durante o processo administrativo e será notificada nesta segunda-feira, 1º de agosto de 2022.

O secretário adjunto de Justiça, Enrique Javier Lerena, explica que “A empresa teve a oportunidade de apresentar suas justificativas para os recorrentes atrasos na execução das obras, porém, após análise da Secretaria de Justiça, com base na manifestação técnica da Secretaria de Infraestrutura, decidimos pela rescisão do contrato e aplicação da multa”.

Ainda segundo a prefeitura, o Consórcio deixou de realizar 11% do total de três estações, um terminal, o Centro de Controle Operacional (CCO), alguns pequenos trechos viários e dois terminais, que foram entregues incompletos.

Arthur Ferrari, para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta