Mercedes-Benz começa produção do chassi elétrico eO500U no fim do ano

Primeiras unidades serão produzidas na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) entre novembro e dezembro. Foto: Divulgação.

Fabricante também fará parceria com a Marcopolo para novos testes do modelo

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz vai começar a produção do chassi elétrico eO500U no fim do ano de 2022. As primeiras unidades serão produzidas na fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, entre novembro e dezembro.

A informação foi divulgada pelo diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Walter Barbosa, em entrevista coletiva com participação do Diário do Transporte nesta quarta-feira, 13 de julho de 2022.

Ainda segundo Barbosa, a fabricante também fará uma parceria com a Marcopolo para novos testes do modelo. Atualmente, o projeto-piloto opera com carroceria Caio.

Na sequência, estão previstos testes com outros encarroçadores. Ao todo, existem duas unidades do chassi elétrico eO500U em fase de testes circulando na Alemanha e uma em São Paulo.

Ainda segundo Barbosa, a venda do veículo será facilitada pelo financiamento direto com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

“Eles apresentaram uma proposta que ajuda bastante, sem agente interveniente. Não tem banco de montadora no meio do processo. Ele financia direto toda a operação, equipamentos. Isso pode ajudar bastante”, considerou.

PROJETO

O veículo será o primeiro elétrico da Mercedes-Benz produzido e desenvolvido no Brasil. Além disso, o ônibus elétrico será o primeiro cujo ar-condicionado também será produzido pela montadora.

O investimento o projeto é de R$ 100 milhões. A previsão é de que as primeiras entregas sejam feitas em 2023, também conforme divulgado por Walter Barbosa.

O ônibus é de modelo padron 4×2 de piso baixo. A autonomia é de até 250 quilômetros com quatro packs de bateria. Com seis, é possível chegar a 300 quilômetros. A capacidade de transporte é de 84 passageiros.

Além disso, a Mercedes-Benz oferece soluções para todo o ecossistema da eletromobilidade. Por meio de futuros parceiros, trará infraestrutura de recarga e energia.

Também oferecerá serviços digitais relacionados a manutenção, peças e treinamentos. Também haverá projeto, construção e instalação elétrica no cliente.

ENCOMENDAS

Conforme noticiado pelo Diário do Transporte em março deste ano, a Mercedes-Benz tem pelo menos 100 encomendas do chassi elétrico eO500U programadas para entrega.

Nesta quarta (13), Walter Barbosa afirmou que já existem negociações de cerca de 500 ônibus com alguns dos principais operadores de São Paulo. Contudo, ainda não é possível revelar o nome dos clientes.

MERCADO

A Mercedes-Benz também prevê uma demanda de mais de 3 mil ônibus elétricos no Brasil até 2024. A intenção é de que pelo menos 50% destes pedidos sejam atendidos pela fabricante.

Confira a distribuição da projeção de demanda, por localidade:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Edson da silva sobral disse:

    Excelente iniciativa mais sabe como é o Brasil vamos voltar um pouco ao tempo eles começaram a incentivar comprar carro a álcool combustivel mais barato e o que virou nada chega um tempo que eles querem deixar tudo no mesmo preço carros a dieesel vejam como esta o preço deo diesel xarros elétrico maravilhoso a natureza agradece mais ja ja vcs vão ver o que vai acontecer alguma coisa eles vão aprontar para o ter mais lucros eles não faz nada para pelo menos impatar eles querem somente ganhar lucros de 100% conversa pra boi dormir

  2. Damiao Patricio De Jesus Filho disse:

    Nicéia mercedes sempre na frente

Deixe uma resposta