Rodoviária do Rio de Janeiro anuncia nova diretoria

Pela primeira, vez a liderança do grupo diretor será realizada por uma mulher

WILLIAN MOREIRA

A Rodoviária do Rio anunciou nesta terça-feira, 5 de julho de 2022, a composição da nova diretoria do terminal, com uma mulher pela primeira vez assumindo o cargo de liderança, a arquiteta e urbanista, Roberta Esteves Faria Muniz.

Além da rodoviária do Rio, Roberta responderá também pelo terminal Roberto Silveira em Niterói.

A executiva possui experiência em contratos de concessão de terminais rodoviários e por cinco anos atuou na Rio Terminais, empresa responsável pela administração de terminais rodoviários e urbanos na cidade do Rio de Janeiro.

“Estou muito feliz em contribuir para essa nova fase da concessionária. Pretendo fazer uma gestão baseada na manutenção dos investimentos em melhorias nos terminais abrindo novas frentes para o crescimento do negócio e para a consolidação da Rodoviária do Rio como uma estrutura moderna, segura, acessível e inserida nas políticas públicas e de turismo de nosso Estado.Nós já caminhamos nisso, mas queremos caminhar ainda mais”, disse Roberta em nota para a imprensa nesta semana.

Um dos desafios da nova diretora, será retomar o fluxo de passageiros nos níveis de antes da pandemia.

Será mais um desafio, também na mudança de processos e cultural. É importante reconquistar os passageiros, principalmente os mais jovens, para que percebam que, além da segurança, capilaridade e economia que as viagens em ônibus regulares oferecem, e destaca que o terminal rodoviário é o local para um embarque seguro e que possui muitos serviços e comodidades como instalações confortáveis, ar condicionado, painéis com horários de partidas e chegadas e informações em inglês, casa de câmbio e muito mais”, finaliza a executiva.

A Rodoviária do Rio, antiga Novo Rio, é o segundo maior terminal rodoviário da América Latina, recebendo passageiros de todas as regiões do país e sendo uma das principais portas de entrada de turistas na cidade do Rio de Janeiro.

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta