Campos dos Goytacazes (RJ) convoca operadores de transporte para regularização de taxas

Responsáveis devem comparecer à sede do IMTT. Foto: Divulgação.

Concessionárias de ônibus, permissionários de vans, taxistas e motoristas de transporte escolar têm até o dia 31 de julho para fazer os pagamentos

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ) está convocando operadores de transporte para a regularização de taxas com o município.

Concessionárias de ônibus, permissionários de vans, taxistas e motoristas de transporte escolar têm até o dia 31 de julho deste ano para fazer os pagamentos.

Os trabalhadores estão sendo convocados a comparecer na sede do IMTT (Instituto Municipal de Trânsito e Transporte). No local, é possível solicitar os parcelamentos dos débitos.

O órgão funciona na Rua Barão da Lagoa Dourada, 197, Centro, das 9h às 17h.

Segundo a Prefeitura, o parcelamento está sendo disponibilizado para taxa de vistoria anual de cada veículo, taxa de substituição ou inclusão de cada veículo, taxa de permuta, e multas relativas aos autos de infração de cada veículo.

Concessionárias e/ou consórcios do sistema de transporte poderão parcelar da seguinte forma: Em até 12 parcelas iguais, para frotas de até 15 veículos; em até 18 parcelas iguais, para frotas de 16 até 30 veículos; em até 24 parcelas iguais, para frotas de 31 até 50 veículos; e em até 30 parcelas iguais, para frotas acima de 50 veículos. Já os permissionários de vans, taxis e transporte escolar poderão parcelar o débito em até 10 parcelas iguais.

Em nota, o presidente do IMTT, Nelson Godá, explica que o pagamento dos parcelamentos será efetuado de forma eletrônica. Se inicia mediante depósito identificado e podem posteriormente ser inseridas outras modalidades bancárias de pagamento.

“Aqueles que não regularizarem a documentação até o dia 31 deste mês serão considerados em situação irregular e sofrerão as devidas sanções legais pertinentes”, ressaltou.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta