ENTREVISTA: Presidente do Metrô de São Paulo explica o porquê de problemas na implantação do CBTC na Linha 1-Azul

Silvani Pereira (ao centro) durante entrega das novas portas de plataforma da estação Jabaquara. Foto: Diário do Transporte.

De acordo com Silvani Alves Pereira, são questões pontuais que acontecem conforme o novo sistema vai sendo ajustado

WILLIAN MOREIRA

OUÇA:

O presidente do Metrô de São Paulo, Silvani Alves Pereira, explicou os motivos que levaram a problemas no atendimento aos passageiros no último fim de semana na Linha 1-Azul, divergindo da versão do sindicato da categoria que disse ter sido feito testes de sistema com passageiros a bordo.

Silvani falou sobre o tema em entrevista ao Diário do Transporte nesta quinta-feira, 07 de julho de 2022. De acordo com o presidente do Metrô, os testes são feitos sempre com os trens vazios, ou em horário fora da operação comercial ou como aconteceu semanas atrás, fechando todas as estações e deixando o sistema PAESE com ônibus para fazer o percurso.

Quando os testes terminam, a próxima fase é a operação monitorada ou assistida, com os equipamentos, no caso o sistema de controle de trens e sinalização, chamado de CBTC sendo operado junto com o funcionamento normal.

Inclusive as portas de plataforma que começaram a funcionar nesta quinta (07), são fruto de avanços na implantação deste novo sistema que permite também dos trens circularem mais próximos se necessário, aumentando a oferta de viagens, segundo Silvani.

“Toda fase que antecede a entrada em operação que a gente chama de fase de testes é feita com muito cuidado, antes de colocar passageiros, nós testamos só com o trem [vazio], ou seja, você coloca todo o carrossel funcionando em um horário que você não tem passageiros e algumas vezes você até para a operação nestes dias é uma coisa que a população talvez fique preocupada é que todo o início de operação ele tem intercorrências, e possivelmente nós teremos durante essa semana. São ajustes naturais do sistema para fazer a adequação de portas. Então, hoje, a partir desse momento é que elas [portas de plataforma] estão entrando em fase operacional. Por isso eu fiz questão de vir aqui, para dar publicidade, divulgar para a população, mas lembrando bem que nós estamos em uma fase de implantação que pode ter intercorrências sim porque ela é operada por um sistema e este sistema vai sendo ajustado de acordo com a operação”, explicou Silvani Pereira, ao se referir aos testes que antecedem a implantação do CBTC.

Como mostrou o Diário do Transporte, o Sindicato dos Metroviários havia declarado publicamente que testes de CBTC seriam os motivos de problemas na operação do último domingo (03), relatado por passageiros nas redes sociais.

Relembre: Testes de CBTC (controle de trens) na linha 1-Azul do Metrô geram transtornos, relatam passageiros e sindicato dos metroviários

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta