Trabalhadores do transporte intermunicipal realizaram protesto na rodoviária de Manaus nesta segunda (4)

Parcela dos profissionais está de aviso prévio e por essa razão é solicitado um apoio do poder público

WILLIAN MOREIRA

Aproximadamente 300 trabalhadores do transporte intermunicipal protestaram na Rodoviária de Manaus (AM) nesta segunda-feira, 4 de julho de 2022, contra possíveis demissões.

Com cartazes e frases de ordem, o grupo pedia uma ajuda do Governo do Estado e a Prefeitura para manter os seus empregos.

De acordo com o Sindespecial (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Especial, Turismo, Fretamento, Escolar e Locadoras de Veículos do Amazonas) para a imprensa local, a entidade tenta mediar um acordo entre as partes, além de enfatizar que no próximo mês 300 funcionários serão desligados.

A principal alegação é que não possuem incentivos governamentais para operar e que o valor da tarifa está defasado, sendo necessário um reajuste.

“As empresas alegam que não tem mais como fazer o transporte, pois não tem ajuda alguma do governo, 5 anos sem reajuste de tarifa, e isso está prejudicando mais de 300 trabalhadores, que já estão sobreaviso prévio. Nós como representantes desses trabalhadores estamos aqui protestando e pedindo ajuda do governo.” disse o vice-presidente do Sindespecial, Gabriel Enock, para o Portal Tucumâ.

Willian Moreira para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta