Cidade das Hortênsias passa a operar no lugar da Cascatinha na comunidade do Carangola, em Petrópolis (RJ)

Mudança envolve oito linhas e prefeitura diz que tomou medida por constantes quebras de ônibus

ADAMO BAZANI

A Viação Cidade das Hortênsias passou a operar neste domingo, 03 de julho de 2022, oito linhas de ônibus na comunidade do Carangola, em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro.

Os serviços eram prestados pela Viação Cascatinha.

As linhas são:

503 (Cidade Nova)
• 504 (Carangola Divino)
• 505 (Vila Manzini)
• 506 (Vicenzo Rivetti)
• 519 (Vale do Carangola)
• 526 (Modesto Guimarães)
• 529 (Debora Couto Sucupira)
• 598 (Vale do Carangola / Vicenzo Rivetti – noturno)

De acordo com a prefeitura, por meio de nota, os ônibus da Cascatinha quebravam muito, atrasando os passageiros para os compromissos.

“Em maio, a CPTrans encaminhou um relatório técnico ao prefeito Rubens Bomtempo e à Procuradoria-Geral do Município apontando que a Viação Cascatinha não possuía mais condições de continuar operando na cidade. De acordo com o relatório, a continuidade da empresa no sistema de transporte público da cidade representa um risco de paralisação dos serviços a qualquer momento. Em abril, a Viação Cascatinha apresentou 174 ocorrências de falhas mecânicas. Já em maio, foram 255. Em junho (até as 16h do dia 28), foram 212.”

Já a Cidade das Hortênsias, ainda de acordo com o poder público, apesentou os índices mais positivos de desempenho operacional.

“A Cidade das Hortênsias, conforme relatório elaborado pelo Centro de Controle Operacional da CPTrans, é a empresa que apresenta maior eficácia do sistema. Além disso, não se desfez dos seus veículos durante a pandemia e a garagem se localiza no bairro Carangola (portanto, perto de onde as linhas circulam).”

A prefeitura informou ainda que as operações da Cidade das Hortênsias nestas oito linhas são emergenciais e que será realizada uma licitação para escolher uma empresa em contrato maior ainda neste ano de 2022.

A licitação para as linhas operadas pela Viação Cascatinha deve acontecer ainda neste ano. A Comissão de Licitação do Transporte Público da CPTrans está responsável pela elaboração do Termo de Referência e do edital da licitação, que deverá conter, entre outros pontos, o modelo da concorrência pública e a quantidade de linhas que deverão ser operadas.

A Cascatinha alega que não teve tempo de se defender, que considera a decisão precitada, que teve 30 ônibus submersos na tragédia da Chuva de Verão na cidade e que vai recorrer judicialmente.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta