Passagens de ônibus intermunicipais no Paraná sobem até 28% nesta sexta (1º)

Reajuste não vale para metropolitanos gerenciados pela Comec

ADAMO BAZANI

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) do Paraná informou que a partir desta sexta-feira, 1º de julho de 2022, as passagens das linhas de ônibus rodoviários sobem 22,38% e para os metropolitanos gerenciados pelo órgão, o reajuste é de 28,04%.

O aumento não vale para os ônibus metropolitanos gerenciados pela Comec, na região metropolitana de Curitiba.

Segundo o DER/PR, o principal fator no reajuste da tarifa é a alta acumulada do diesel, que chegou a 51,04% nos últimos 12 meses, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor – Amplo (IPCA) divulgado em junho.

O segundo maior fator no cálculo é o reajuste salarial de motoristas, cobradores e demais funcionários das empresas do setor.

O órgão do Estado ainda informou que o reajuste anual está previsto no decreto n.º 1.821/2000, que regulamenta os serviços de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros

O cálculo é realizado pelo DER/PR, levando em consideração, basicamente, custos operacionais, de manutenção, administração, remuneração de capital, depreciação de equipamento, coeficiente de utilização, bem como outros componentes previstos em legislação e regulamentos vigentes.

“O alto preço dos combustíveis observado pela população nos últimos meses está finalmente se refletindo na tarifa de ônibus intermunicipal, como não poderia deixar de ser. O cálculo de reajuste visa garantir a continuidade da prestação do serviço público de transporte intermunicipal, que precisa ser não apenas viável, mas também competitivo” explicou, em nota, a coordenadora de Transporte Rodoviário Comercial do DER/PR, Maria Elizabete Bozza.

 “Caso contrário, iríamos observar as empresas abrindo mão de suas linhas com grande frequência, prejudicando o deslocamento do cidadão por meses, até que a situação fosse resolvida”.

O reajuste não afeta as linhas de ônibus outorgadas pela Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec).

O último reajuste das tarifas do transporte intermunicipal de passageiros aconteceu nos dias 26 e 27 de novembro do ano passado, quando chegaram ao fim os contratos de pedágios do Anel de Integração.

O DER ainda explicou que com o fim da cobrança nas praças, as linhas metropolitanas que passavam por pedágios tiveram suas tarifas reduzidas proporcionalmente, enquanto no caso das linhas rodoviárias as empresas deixaram de cobrar o valor do pedágio já no ato da venda da passagem.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta