Estação Alto do Ipiranga do Metrô de São Paulo, na Linha 2- Verde, completa 15 anos de inauguração nesta quinta (30)

Estação possui uma área construída de 8.600 m². Foto: Divulgação.

Local recebe, em média, 17 mil passageiros por dia 

JESSICA MARQUES

A estação Alto do Ipiranga, na Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo, completa 15 anos de funcionamento nesta quinta-feira, 30 de junho de 2022.

Localizada na esquina das ruas Dr. Gentil de Moura e Visconde de Pirajá, a estação recebe, em média, 17 mil passageiros por dia. Segundo o Metrô, essa demanda ainda está reduzida devido à pandemia do novo coronavírus, anunciada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em março de 2020.

A estação possui uma área construída de 8.600 m². É uma das estações mais profundas do Metrô, com 34 metros subterrâneos, o equivalente a um edifício de 11 andares.

Confira o histórico da estação, divulgado pelo Metrô:

Alto do Ipiranga foi a primeira estação construída com uma nova concepção arquitetônica. Valorizando a sustentabilidade, conta com iluminação e ventilação natural. O corpo principal da estação é coberto por uma cúpula de vidro com 18 metros de diâmetro e 9 metros da altura, justamente pensada para o melhor aproveitamento possível da iluminação natural.

No seu interior, a estação Alto do Ipiranga segue os padrões de cores da bandeira do Brasil (verde, amarelo, azul e branco), em homenagem ao bairro do Ipiranga, marco da nossa Independência. Este espaço já motivou vários ensaios fotográficos.

A obra de arte “Descanso da Sala”, escultura produzida por José Spaniol, e a exposição permanente “Ipiranga: O Bairro do Grito!”, um painel com mais de 20m de extensão e que traça uma linha do tempo contando em imagens e textos a história da localidade, valem uma visita à estação, que, por sinal, é a estação metroviária mais próxima ao Museu do Ipiranga, que deve ser reaberto ao público em setembro próximo para as comemorações do Bicentenário da Independência.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Roberto Gomes Da Silva disse:

    A referida estação para além de não ter sanitários para os usuários os elevadores nunca estão funcionando e são absurdamente lentos o que impede o uso de quem tem problema de mobilidade…

Deixe uma resposta