VÍDEO: Homem é preso ao colocar fogo em estação do BRT do Rio de Janeiro neste sábado (25)

Operação não foi afetada; incendiário foi flagrado por câmeras de monitoramento

ADAMO BAZANI

Um homem foi preso na tarde deste sábado, 25 de junho de 2022, por ter colocado fogo na estação Novo Leblon, no corredor Transoeste, na Barra da Tijuca.

O incendiário é morador em situação de rua e foi flagrado pelo Centro de Controle Operacional da Mobi Rio, empresa da prefeitura que opera o BRT-Rio.

A companhia acionou policiais do programa BRT seguro, uma espécie de operação delegada para segurança no sistema de transportes, que conseguiram realizar a prisão.

Em nota, a Mobi-Rio diz que a área afetada concentrava as bilheterias desativadas e que não houve impacto na operação.

Veja na íntegra:

A MOBI-Rio informa que uma pessoa em situação de rua colocou fogo em algumas roupas dentro da estação Novo Leblon, no corredor Transoeste, na Barra da Tijuca, na tarde deste sábado, 25.06. A equipe de monitoramento do Centro de Controle Operacional da Mobi Rio flagrou a ação através das câmeras e informou aos policiais do programa BRT seguro, que conseguiram prender o homem, que foi encaminhado para a 16 DP.  As chamas atingiram uma parte da estação, em que a bilheteria está desativada . A estação será isolada nas partes afetadas, mas a operação segue normalmente. A MOBI Rio destaca ainda que a agilidade da ação de monitoramento das equipes do CCO contribuiu para que o prejuízo não fosse maior e  comprometesse a operação da estação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Não adianta prender, o pior castigo seria levá-lo a familiares e mostrar seu crime, e fazer com que ressarçam o prejuízo. Não interessa se não estava em uso,,Perguntar à ele prá que e por que fez aquilo.Isso deve ser fruto de revolta pela criação, rebeldia desmedida…..insanidade

  2. Luiz Roberto Bodstein disse:

    Se não prender ele volta e faz de novo, ou continuará levando sua insanidade a outros lugares, com prejuízo da população. A prisão, inclusive, mostra a outros vândalos como ele que, se forem apanhados, pagarão por seus crimes. Então, além de punir têm ainda uma função pedagógica.

Deixe uma resposta