Rede aérea partida afeta operação dos trólebus no centro de São Paulo

Por volta de 11h20, a operação começou a ser retomada gradativamente. Foto: Diário do Transporte.

Problema teve início às 10h desta sexta (24) e veículos ficaram parados

JESSICA MARQUES

Devido à rede aérea partida, a operação dos trólebus foi comprometida no centro de São Paulo na manhã desta sexta-feira, 24 de junho de 2022. Com isso, os veículos ficaram parados na região central, formando uma grande fila.

Ao Diário do Transporte, a SPTrans informou que foram afetados os trólebus das linhas 2100/10 Term. Vl. Carrão – Pça. da Sé, 2290/10 Term. São Mateus – Term. Pq. D. Pedro II , 2002/10 Term. Pq. D. Pedro II – Term. Bandeira e 3160/10 Term. Vl. Prudente – Term. Pq. D. Pedro II.

Os veículos ficaram parados, aguardando o restabelecimento de energia, na Av. Rangel Pestana com o Pq. Dom Pedro II, na região central, desde as 10h.

A equipe de manutenção foi acionada pela SPTrans para solucionar o problema o quanto antes. Por volta de 11h20, a operação começou a ser retomada gradativamente e foi restabelecida às 12h20.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. A maioria dos danos na rede são provocados por imperícia dos motoristas, manobras inadequadas e velocidades incompatíveis. Por outro lado, se todos os trólebus fossem equipados com um banco de baterias reduzido as paralisações por danos na rede ou falta de energia nos trechos, seriam eliminadas POR COMPLETO, podendo ainda, as redes serem simplificadas nos terminais, na área central e o sistema se tornaria muito mais eficiente.

Deixe uma resposta