Campos dos Goytacazes (RJ) abre licitação para instalação de estações de integração do transporte

Construções serão feitas após estudos técnicos preliminares realizados por engenheiros do IMTT. Foto: Divulgação.

Certame está marcado para 28 de julho 

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ), por meio do IMTT (Instituto Municipal de Trânsito e Transporte), abriu a licitação para a instalação de estações de integração do transporte.

O aviso de licitação foi publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira, 24 de junho de 2022.

Assim, a Prefeitura vai contratar uma empresa especializada na instalação das estações de integração do transporte público.

O certame será no dia 28 de julho e o valor estimado dos serviços é de R$ 17.120.222,02.

De acordo com o presidente do IMTT, Nelson Godá, as estações serão construídas em áreas após estudos técnicos preliminares realizados por engenheiros do instituto e da Secretaria de Planejamento Urbano, Mobilidade e Meio Ambiente.

O objetivo é “facilitar o trânsito, o deslocamento dos operadores (ônibus e vans) e beneficiar, principalmente, toda a população”, segundo a Prefeitura.

Ao todo, serão três estações: uma em Donana, na Baixada Campista; outra em Ururaí; e uma em Travessão.

“A previsão é de entrega das estações no prazo de 90 a 120 dias após a licitação da empresa contratada, e assim realização da obra, conclusão e entrega para o início da operação”, disse Nelson Godá.

OUTRAS MEDIDAS PARA O TRANSPORTE

O presidente do IMTT destacou que a implantação das estações caminha com a criação dos Sistemas de Bilhetagem Eletrônica e de GPS (Georreferenciamento) do transporte público, cujo projeto de lei foi encaminhado, na quarta (22) para a Câmara de Vereadores.

Também foi encaminhado um projeto de lei sobre o Programa de Subsídio Emergencial de Óleo Diesel.

“Ambos projetos precisam ser aprovados de forma simultânea para dar transparência e controle nos gastos dos recursos públicos, além de garantir que a quantidade de óleo diesel subsidiado, de fato, esteja sendo utilizada pelas empresas conforme a prestação dos serviços aos passageiros. Sendo assim, estaremos avançando na melhoria do transporte público de Campos, integrando os operadores do sistema e prestando serviço de qualidade à população”, disse Nelson Godá.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta