Prefeitura de São Paulo lança site para cidadão acompanhar andamento de obras públicas

Nesta primeira etapa, pode ser verificados 37 contratos que constam na base de dados da Siurb de 48 obras

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Paulo lançou nesta quinta-feira, 23 de junho de 2022, o site “Obras Abertas” para a população acompanhar o andamento de obras públicas municipais.

Neste primeiro momento, foram cadastrados no portal 37 contratos de 48 obras que estão na base de dados da Siurb (Secretaria de Infraestrutura Urbana).

Segundo a prefeitura, o site vai ser atualizado mensalmente e a intenção é até dezembro cadastrar todos os contratos da Siurb para consulta. A partir deste momento, a atualização será diária.

O endereço é http://obrasabertas.prefeitura.sp.gov.br/

No portal, neste momento, estão cadastradas obras relacionadas à mobilidade urbana, educação, saúde, drenagem, vias e logradouros, entre outros.

É possível pesquisar por categoria de obra e por status, como se o empreendimento está em andamento, não foi iniciado ainda, se foi suspenso ou já concluído.

Na área de mobilidade, nesta quinta-feira (23), só estava cadastrada a reconstrução da passagem viária sobre o Córrego IPESP, na Rua Lugo, Temembé/Jaçanã, na zona norte.

A obra vai custar R$ 1,5 milhão (R$1.567.656,71), a previsão de entrega é em 29 de julho de 2022 e não foi ainda empenhado nenhum valor.

Segundo a prefeitura, a “nova ferramenta, idealizada e produzida pela parceria das secretarias municipais de Governo (SGM), Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb), Controladoria Geral do Município (CGM) e a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município (Prodam), cumpre o objetivo de transparência e ressalta o comprometimento da Cidade com as ações de fortalecimento de Governo Aberto. A iniciativa está prevista no programa Time Brasil, ação da Controladoria Geral da União (CGU) voltada a auxiliar estados e municípios no aprimoramento da gestão pública e no fortalecimento do combate à corrupção e que tem a adesão da Prefeitura de São Paulo”.

Os dados estão disponíveis para os usuários de maneira georreferenciada, ou seja, dispostas no mapa da cidade – o GeoSampa – no exato local onde estão acontecendo, com fotos e uma ficha técnica de cada ação. Essa forma de navegação integra o Sistema de Informações Georreferenciadas de São Paulo, e facilita o consumo da informação para os cidadãos e cidadãs., ainda de acordo com a prefeitura.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta