Ônibus da Mercedes-Benz fazem testes com Diesel Renovável R5 da Petrobras em linhas da Auto Viação Redentor em Curitiba

Foto: Divulgação MBB

Novo combustível sai da refinaria com 5% de conteúdo renovável; testes visam aferir a redução de emissões e os impactos em desempenho e manutenção

ALEXANDRE PELEGI

Quatro ônibus da marca Mercedes-Benz, da frota da Auto Viação Redentor, farão testes com um novo combustível da Petrobrás em três linhas regulares do transporte coletivo de Curitiba.

Trata-se de uma iniciativa da Petrobras e da Vibra na capital paranaense, que visa aferir dados de desempenho do novo Diesel R5 com conteúdo renovável, produzido na Refinaria Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

As três linhas de ônibus utilizarão o combustível durante seis meses, informou a Mercedes-Benz em comunicado nesta quinta-feira, 23 de junho de 2022.

Os testes visam avaliar, em situação real, a influência do novo combustível na redução de emissões, como também no desempenho e na manutenção do veículo.

O Diesel R5 é resultado do coprocessamento de óleos vegetais ou gordura animal com óleo diesel de petróleo.

Com 95% de diesel mineral e 5% de diesel renovável ao sair da refinaria, ele recebe uma adição obrigatória de 10% de biodiesel pela Vibra. Como resultado, o produto final atinge 15% de conteúdo renovável.

Para o diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Walter Barbosa, a fabricante, líder no desenvolvimento de veículos comerciais no País, acompanha e incentiva iniciativas como essa da Petrobras e da Vibra, que têm como foco a redução de emissões, além de outros reflexos em termos de eficiência e economia no transporte. “Seguimos assim a nossa estratégia ESG, que se apoia nos pilares Meio Ambiente, Social e Governança e está alinhada aos mesmos princípios adotados em todo o mundo pela Daimler Truck”, ressalta o executivo.

O compromisso com o ESG vai além do corebusiness da Empresa de produzir caminhões e ônibus e desenvolver serviços. A Mercedes-Benz segue firme no propósito de mover o mundo, visando contribuir com o desenvolvimento da sociedade em que está inserida, garantindo qualidade de vida, recursos naturais e segurança para um futuro mais sustentável”, conclui Walter Barbosa.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta