Leme (SP) convoca nova empresa para assinar contrato de concessão do transporte coletivo

Terminal Urbano de Leme. Foto: Reprodução Google Maps

Prefeito homologou resultado de Concorrência para a Viação Transbellaflor

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Leme, cidade no interior de São Paulo com cerca de 100 mil habitantes, homologou o resultado da concorrência para concessão do transporte coletivo municipal para a Viação Transbellaflor, única classificada do certame.

Em publicação no Diário Oficial do Estado o prefeito Claudemir Aparecido Borges informou que a empresa foi a vitoriosa na concorrência com proposta de tarifa de R$ 4,79.

A viação deverá agora assinar o contrato para iniciar a operação dos ônibus na cidade.

O Diário do Transporte noticiou que a prefeitura anunciou em 30 de abril deste ano a concorrência para concessão onerosa do serviço público de ônibus no município com prazo de 20 anos, prorrogável por igual período.

O certame foi realizado nessa terça-feira (21).

A prefeitura tentou licitar o sistema em 2021. A licitação, lançada no primeiro semestre, acabou suspensa pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado de SP) no dia 20 de abril daquele ano.

Após cumprir as determinações do Tribunal, a prefeitura retificou o edital e lançou a concorrência para o dia 13 de dezembro seguinte, mas o certame foi considerado deserto.

LICITAÇÃO

O transporte coletivo é atualmente atendido pela empresa Limatur, ligando o Centro aos bairros urbanos e rurais da cidade.

Em março de 2020 a prefeitura iniciou uma pesquisa sobre o transporte coletivo no município, iniciativa que fazia parte do Plano Municipal de Mobilidade Urbana.

O objetivo era realizar o levantamento de dados específicos do transporte coletivo urbano para embasar a futura licitação do transporte coletivo urbano.

A pesquisa visava definir itens como o valor mínimo da tarifa do transporte e ampliar e melhorar o serviço para a população.

Os entrevistadores aplicaram um questionário com dados primários para o cálculo da tarifa, e a quantificação de demanda de passageiros e de cada tipo de usuário conforme a tarifa cobrada (tarifa normal, tarifa reduzida em 50% – estudantes ou gratuidade – idosos).

Todas as linhas do transporte coletivo foram percorridas, em diversos horários nos períodos da manhã, tarde e noite, de segunda a sábado.

A pesquisa serviu de base para um estudo que verificou as condições reais do transporte coletivo em Leme, bem como tarifas, linhas, horários, condições dos veículos utilizados, pontos e mobiliários urbanos, etc.

O estudo final orientou a montagem do processo licitatório em 2021, que no entanto não conseguiu atrair interessados.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Agnaldo canteli disse:

    Fico feliz em saber que leme sp vai recereceber uma nova empresa leme merece a limatur so tem já não é uma empresa mais compromissada com nossa cidade onibus veio limites de horario onibus so até sabado até o almoco então ficamos feliz em saber da nova empresa que seja bem vinda .

  2. Reginaldo Aparecido da Cunha disse:

    Seria bom que fizesse o horário sábado de manhã e a tarde no taquari ponte

Deixe uma resposta