Prefeitura do Rio estima gastar R$ 35,6 milhões em desapropriações de garagens do BRT

Garagem da Viação Acari é um dos imóveis que serão desapropriados. Foto: Google Maps

Decreto publicado em fevereiro de 2022 enquadrou como de utilidade pública áreas ocupadas pelas antigas empresas Viação Acari e Transportes Zona Oeste

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura do Rio de Janeiro, conforme publicação no Diário Oficial do dia 31 de maio de 2022, definiu os preços das áreas de garagens do BRT que serão objeto de desapropriação.

De acordo com despachos da Subsecretária de Gestão, são citados três processos, todos remetendo ao Decreto 50.235, publicado em 22 de fevereiro deste ano.

Como mostrou o Diário do Transporte, este decreto enquadrou como de utilidade pública imóveis localizados na Avenida Cesário de Melo 11.800, em Paciência (garagem da Transportes Zona Oeste) e na Rua Miguel Rangel, 493 em Cascadura (garagem da Viação Acari). Relembre: Prefeitura do Rio desapropria dois terrenos para implantar garagens do BRT

Os valores definidos para a desapropriação são os seguintes:

Processo nº 03/000.717/2022 = R$ 14.140.000,00

Processo nº 03/000.716/2022 = R$ 8.700.000,00

Processo nº 03/000.714/2022 = R$ 12.740.000,00

Os três valores somam cerca de R$ 35,67 milhões.

Leia os despachos publicados em 31 de maio de 2022:

Print Diário Oficial da cidade do Rio de Janeiro = 31/05/2022

Outros três locais já estabelecidos como garagem foram solicitados pela prefeitura no decreto em que a caducidade de contratos do BRT foi decretada.

Relembre: Paes decreta caducidade parcial dos contratos do BRT-Rio, requisita frota e SMTR assume bilhetagem, gestão e operação do sistema

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta