Marginal Pinheiros e Ponte do Morumbi terão bloqueios para obras da Linha 17-Ouro

Linha 17, em construção pelo Metrô, vai ligar o Aeroporto de Congonhas à estação Morumbi, com oito estações. Foto: Divulgação / BYD.

Interdições ocorrem nesta semana, a partir desta segunda (13)

JESSICA MARQUES

A pista expressa da Marginal Pinheiros e a Ponte do Morumbi terão trechos bloqueados para as obras da Linha 17-Ouro.

Os bloqueios serão nesta semana, a partir desta segunda-feira, 13 de junho de 2022.

A linha está sendo construída pelo Metrô de São Paulo.

Segundo a companhia, na Marginal Pinheiros, serão três noites de bloqueio na pista expressa no sentido Castelo Branco, entre a Rua Engenheiro Mesquita Sampaio e a Ponte Octávio Frias de Oliveira (Ponte Estaiada).

A primeira interdição vai das 22h30 desta segunda-feira (13) às 4h da terça-feira (14). Nas duas noites seguintes o bloqueio se repete, nos mesmos horários e trecho.

Já na Ponte Caio Pompeu de Toledo (Ponte do Morumbi), haverá bloqueio total no sentido Morumbi, das 22h desta segunda-feira às 5h da terça-feira. A interdição será repetida entre 22h de terça e 5h de quarta-feira (15), e na quinta-feira (16) entre 10h e 16h.

DATAS E HORÁRIOS

Marginal Pinheiros: Pista expressa, sentido Castelo Branco, entre a Rua Engenheiro Mesquita Sampaio e a Ponte Octávio Frias de Oliveira (Ponte Estaiada)

– Das 22h30 da segunda-feira (13) às 4h da terça-feira (14);

– Das 22h30 da terça-feira às 4h da quarta-feira (15);

– Das 22h30 da quarta-feira às 4h da quinta-feira (16).

Ponte Caio Pompeu de Toledo (Ponte do Morumbi): bloqueio total no sentido Morumbi

– Das 22h da segunda-feira (13) às 5h da terça-feira (14);

– Das 22h da terça-feira às 5h da quarta-feira (15);

– Quinta-feira (16), das 10h às 16h.

As interdições serão feitas para transpor e instalar as vigas da Linha 17, em construção pelo Metrô, que vai ligar o Aeroporto de Congonhas à estação Morumbi, com oito estações.

Segundo o Metrô, a interdição e o monitoramento da via contarão com agentes de apoio ao trânsito, viaturas da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e sinalização para a realização da atividade.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta