Prefeitura de Aracaju (SE) notifica empresas e concede prazo de 48h para restabelecimento da circulação de ônibus

Caso a operação não seja retomada, serão aplicadas "sanções e medidas administrativas cabíveis". Foto: Divulgação.

Paralisação teve início na quinta (02)

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Aracaju (SE) notificou as empresas e concedeu um prazo de 48 horas para o restabelecimento da circulação de ônibus na capital. Os passageiros da cidade enfrentam uma greve no transporte coletivo desde quinta-feira, 02 de junho de 2022.

A notificação foi feita nesta segunda-feira (06) para as empresas Viação Progresso, Viação Paraíso e a Transporte Tropical, por meio da SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito).

Caso as empresas não restabeleçam a circulação de toda a frota dentro de 48 horas, serão aplicadas “sanções e medidas administrativas cabíveis”, segundo a Prefeitura.

“Desde a última quinta-feira, 2, primeiro dia de paralisação das atividades dos funcionários das três empresas em reivindicação a questões trabalhistas, a SMTT está em contato com as demais empresas de ônibus que compõem o sistema de transporte público da região metropolitana e veículos extras foram colocados nas linhas com maior demanda para reduzir os impactos na prestação do serviço”, informou a administração municipal, em nota.

O superintendente da SMTT, Renato Telles, informou que o órgão está cobrando uma solução para o impasse.

“Desde o início da paralisação estamos cobrando uma solução das empresas. A paralisação é por questões trabalhistas, mas o transporte público é serviço essencial e precisamos da operação total do sistema, assegurando a locomoção da população. Por isso, hoje, as empresas foram notificadas e receberam um prazo para que toda a frota volte a circular. Precisamos da manutenção do serviço”, afirmou.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta